Publicado por: Carol & Paulo Mendes | 17/06/2011

11º Encontro dos Viajantes: Viajando na Culinária Italiana

Bia Goll sempre comprando produtos fresco na feira (fotos de Bia Goll)

No 11º Encontro dos Viajantes, viajamos pela Itália com a chef de cozinha Bia Goll. Ela nos contou sobre os lugares e pessoas que conheceu e as experiências que viveu neste maravilhoso país. Porém o assunto principal do nosso encontro foi mesmo a gastronomia italiana. Foi de dar água na boca!!!!

O encontro ocorreu no Otto Bistrot, restaurante onde a chef além de comandar a cozinha também é dona. Este foi o primeiro encontro baseado no livro Comer, Rezar e Amar onde a autora do livro passa os quatro primeiros meses do seu ano sabático aprendendo Italiano e principalmente degustando e conhecendo a culinária Italiana.

Bia Goll decidiu fazer uma viagem pela Europa, pois estava formada em fotografia e não encontrava emprego na área aqui no Brasil. Esta viagem, que era para ter uma duração de 3 meses, acabou se estendendo por 6 anos. Neste período ela conheceu diversos países, sendo que na Itália ficou por aproximadamente 2 anos.

Para conseguir se manter na Itália, na maioria do tempo, trabalhou tomando conta de crianças. Porém, também trabalhou na colheita de azeitonas em Cinque Terre e na área de entretenimento em um cruzeiro de uma companhia italiana. Em sua opinião, trabalhar em casas de família é uma grande oportunidade para entender bem a cultura local e conhecer a culinária de perto. No seu caso em específico, ela trabalhou para uma família abastada e teve a sorte de poder acompanhá-los em várias viagens pelo país.

Bia ensinando as crianças a cozinhar (Fotos de Bia Goll)

Quando chegou à Europa, seu sonho de ser fotógrafa foi substituído pelo fascínio pela culinária e a Itália foi um professor e tanto. Em suas andanças, descobriu que cada parte do país tem uma cultura gastronômica única, que é respeitada por diversas gerações, portanto: nunca modifique ou tente melhorar uma receita italiana. Constatou que o melhor local para comprar os ingredientes são as feiras, pois os produtos são sempre mais frescos, que as receitas são simples e nunca levam mais que 5 ingredientes e que dificilmente verá um italiano do sul comendo um risoto que é uma receita típica da região de Milão que fica no norte. Descobriu também que o mais importante é: NUNCA, mas NUNCA mesmo, discuta gastronomia italiana com um italiano.

Algumas de suas histórias foram fabulosas, como a da temporada de trufas no Piemonte. Para muitos que não conheciam, foi explicado que diferente do Brasil onde normalmente quando falamos em trufas pensamos em doces de chocolate, as trufas italianas são um tubérculo utilizado em receitas de alta gastronomia e que são cotados a preço de ouro. Para se ter uma idéia um kilo de trufas pode chegar a valer milhares de euros. Nessa época, os proprietários de terra saem em busca de suas pepitas de ouro e se derem sorte podem passar o resto do ano no Dolce Far Niente.

Em Taormina atrás de matéria prima fresca (Fotos de Bia Goll)

Contou sobre as cidades que conheceu: Milão, Praia Santamargherita, Cinque Terre, região da Toscana, Roma, Napoli, Alberobello e Taormina e para finalizar nos deu uma receita de molho pesto e de focacia. De volta ao Brasil, Bia resolveu colocar em prática tudo que aprendeu por lá. Abriu então o Otto Bistro, com o intuito de levar a mesa produtos frescos e sazonais que privilegiam a experiência do Slow Food. Vale a pena conferir!!!

Nosso encontro teve a presença especial de alguns twitteiros que só conhecíamos virtualmente: Vanessa (@nessarice), Carol (@carolmayr) e o casal do blog We Rock Tour que no final do evento sortearam uma de suas tão famosas tags de viagens entre os participantes.

Segue abaixo a apresentação:

Veja Também:

Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma

Culinária Italiana em Curitiba

Cooking Class – Culinária Tailandesa

A Volta ao Mundo em 10 Cervejas

About these ads

Responses

  1. [...] 11º  Encontro dos Viajantes: Viajando na Culinária Italiana [...]

  2. Hummm realmente, o sorvete italiano é o melhor que eu já comi. Aqui no Brasil há uma Gelatteria Italiana que eu sempre vou. Chama-se Italian Freddo. Bjs

    • Jessica,

      O sorvete na Itália é maravilhoso em qualquer lugar que se coma, mas no Brasil temos ótimas sorveterias que fazem um sorvete muito parecido e também muito saboroso. A Italian Freddo eu não conheço, mas deu vontade de experimentar.

      Beijos,

      Quatro Cantos do Mundo

  3. [...] 11º Encontro dos Viajantes: Viajando na Culinária Italiana [...]

  4. [...] | roma para crianças | LINKCOMES E BEBES37. @4cantos_mundo | viajando na culinária italiana | LINK 38. @aprendizviajant | milão: sorveteria, café e restaurante bianco latte | LINK 39. [...]

  5. [...] 11º  Encontro dos Viajantes: Viajando na Culinária Italiana [...]

  6. [...] @4cantos_mundo | viajando na culinária italiana | LINK 38. @aprendizviajant | milão: sorveteria, café e restaurante bianco latte | LINK 39. [...]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 474 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: