O Carrières de Lumières é aquele tipo de lugar que nos faz acreditar no ser humano. Acreditar que a vida é bela. Você simplesmente entra ali e não consegue sair do lugar. Fica todo mundo perto da porta de entrada parado, hipnotizado seria a palavra certa. Nem se mexer você consegue. Se não fosse pela música ambiente você não escutaria nada, nem a respiração das pessoas porque ninguém respira ali. Respirar pode significar perder algum detalhe. E nem o mais louco dos seres humanos quer perder nada de nada. Você estará de pé ou sentado no concreto duro e frio, mas nem por isso se sentirá incomodado. Sua bunda ou suas pernas literalmente vão pesar e a única coisa que vai se mexer será sua boca permanentemente aberta em forma de círculo para dizer: oooooooooooô. Existirão algumas variantes da onomatopeia, tais como: caraca, orra meu, oxente, superbe, chulíssimo, guay, wonderful e por aí vai.

É praticamente impossível explicar o que é o Carrieres de Lumieres. Nem o melhor dos poetas teria palavras adequadas para expressar a ludicidade do lugar, imaginem um simples engenheiro como eu. Mas vou tentar. Parece ser uma pedreira abandonada com imensos paredões de pedra onde são projetadas obras primas dos melhores artistas de todos os tempos. Durante a nossa visita o homenageado era Picasso. Os quadros se multiplicam por todas as paredes aparecem e desaparecem como numa alucinação de LSD. Tudo isso num ambiente escuro de cinema e com uma música para lá de embriagante. Bem, eu tentei, mas você só terá a mesma sensação que nós visitando este Lugar Únicos no Mundo pessoalmente. Nem as fotos e vídeos abaixo conseguem traduzir toda a magia do local. É algo único e com certeza você nunca experimentará estas sensações em outro lugar do mundo.

Antes de entrar já estavam assim

Leia Mais…

Publicado por: Quatro Cantos do Mundo | 27/01/2019

Lugares Únicos no Mundo – Gorges du Verdon – Provence – França

Quando falamos em França invariavelmente a primeira coisa que me vem à cabeça são museus e a Torre Eiffel. Este sentimento é partilhado por boa parte das pessoas do meu círculo de amizades. Diga-se de passagem, até hoje não conheço Paris, pois sou um pouco avesso a grandes metrópoles. Quando planejávamos nossa viagem a Provence é verdade que esperávamos muita natureza, campos de lavandas, mas nunca nada parecido com o Gorges du Verdon. Quando mostrei as fotos do local a um amigo belga sua reação imediata foi perguntar: Mas este lugar fica na Europa? Sua surpresa foi tanta que jamais havia passado por sua cabeça uma natureza tão exuberante na França. Ainda desconfiado ele disse: pensei que era Tailândia.

O Gorges du Verdon é assim, desperta nas pessoas as reações mais estupefatas. Surpresas, bocas abertas, palmas das mãos nas bochechas e todos os emojis de surpresa que o whatsapp possa criar seriam poucos para traduzir os sentimentos que as pessoas experimentam ao ver esta criação divina. Nós mesmos caímos de paixão pelo Verdon. Foi amor à primeira vista e quem pode resistir a seus encantos? O resultado só poderia ser um, logo que o conhecemos já sabíamos que faria parte do nosso seleto rol de Lugares Únicos no Mundo.

Cânion du Verdon, Lugar Único no Mundo

Leia Mais…

Publicado por: Quatro Cantos do Mundo | 20/01/2019

A caçada aos campos de lavandas- Roteiro de três semanas na Provence

Confesso que já estávamos um pouco cansados de cidades, cidadezinhas, áreas urbanas e edifícios com janelas coloridas e nada, nada, nada de mato, trilha e natureza. Como costumamos dizer: já sentíamos falta de ouvir o ruído do silêncio. E eram apenas quatro dias sem contato com a mãe natureza. Pois em nosso décimo dia de Provence lavamos a alma. Teve a maravilhosa trilha no Colorado Provençal. Teve também a incrível caçada aos campos de lavanda. Explico. Em dez dias de Provence ainda não havíamos encontrado nenhum campo de lavanda realmente florido como aqueles que se veem nos folhetos turísticos. Sim, aqueles campos em que o roxo é tão forte que salta do papel e faz seus olhos querer sair das órbitas tamanha a intensidade da cor. Aquele roxo mais roxo que cabelo de cosplay. Esse tipo de campo de lavandas ainda estava na lista do “to do” ou “to see”. Estava, porque neste dia vimos mais deles do que gôndolas em Veneza ou que zebras nas savanas africanas. Matamos a vontade.

O campo de lavanda perfeito capturado após uma caçada implacável

Leia Mais…

Publicado por: Quatro Cantos do Mundo | 06/01/2019

Lugares Únicos no Mundo – Ouarzazate e seus Kasbahs – Marrocos

A primeira pergunta que deve ter vindo a sua cabeça é: Afinal o que são os Kasbahs?  É o nome em árabe dado às cidadelas cercadas por muros ou muralhas existentes em diversas cidades do Norte da África. Construídas em taipa (barro) são os grandes atrativos turísticos de Ouarzazate. Gigantescos e imponentes carregam em si a contradição de serem fortes e frágeis. Ao mesmo tempo que serviam de defesa contra os inimigos com suas altíssimas muralhas, uma simples chuva torrencial pode causar pesados danos a este tipo de construção de barro. Por sorte a região é desértica e chuva é o que menos se vê por lá. Se chuva é rara, não se pode dizer o mesmo dos ventos incessantes e que castigam a porta do deserto. Abuse dos óculos de sol para proteger os olhos contra a areia que teima em voar de um lado para outro.

A beleza é tanta que desde 1956 a região já serviu de set de filmagem de para dezenas de longa metragens, entre eles, O Homem que sabia demais, Lawrence da Arábia, A Joia do Nilo, A Última tentação de Cristo, Gladiador, Asterix e Obelix, Babel, Dias de Gloria entre outros. As fotos abaixo não nos deixam mentir, este é mais um Lugar Único no Mundo.

Foto clássica do Kasbah Ait-Ben-Haddou

Sorriso no rosto. E poderia ser diferente?

Leia Mais…

Publicado por: Quatro Cantos do Mundo | 22/12/2018

O Tió de Nadal – a lenda mitológica do Natal catalão

As lendas e mitologias de um país ou neste caso de uma região sempre me fascinaram. Vivendo em Barcelona não pude deixar de me encantar pela lenda do Tió de Nadal (Tronco de Natal em português). A tradição está relacionada com o período natalino em toda Catalunha e com alguma presença também em outras regiões da Espanha (Aragón) e sul da França. Eu como estrangeiro vejo no Tió semelhanças com muitas outras tradições de Natal do mundo.

Trata-se de um tronco de lenha grosso que usa uma barretina (típico gorro de lã catalão) que para mim remete ao tradicional gorro vermelho do Papai Noel.  Além do gorro o Tió também usa uma manta para não passar frio. A parte frontal do tronco é decorada com uma cara sorridente. Assim já está pronto seu Tió.

Reparem nas caras de felicidade da família de Tiós

A típica barretina catalã usada também pelo Tió

Leia Mais…

Dedicamos todo o dia a conhecer cidadezinhas charmosas da Provence. Um verdadeiro trabalho de Hércules para quem viaja com três crianças. Depois de caminhar um quarteirão já estão entediados e cabe a nós, pais, a criativa tarefa de inventar histórias que as entretenham. Mas o dia prometia, pois no caminho ao primeiro destino trombamos com um campo girassóis saído de um conto de fadas. Ele era simplesmente perfeito. Nem nos meus mais loucos devaneios poderia imaginar algo tão irretocável. Me senti na pintura do Van Gogh. Nem precisa dizer que foram dezenas de fotos.

O campo de girassóis de nossos sonhos

Leia Mais…

Publicado por: Quatro Cantos do Mundo | 12/12/2018

O que fazer num fim de semana de outono em Andorra

Aproveitamos a visita do avô João para conhecermos Andorra em um fim de semana de outono. Sexto menor país da Europa (décimo sexto do mundo) o principado está encravado nos Pirineus entre França e Espanha. O tratado de Paréage assinado em 1278 fez com que o principado se tornasse uma diarquia (a primeira vez que escutei esta palavra, já que o comum é monarquia) liderado por dois co-príncipes. O primeiro príncipe é o bispo católico de Urgell região do território espanhol que faz fronteira com Andorra. Já o segundo príncipe é o presidente da República Francesa, atualmente Emmanuel Macron. Outra curiosidade sobre Andorra é que se trata do único país do mundo que tem o catalão como idioma oficial.

A cara de Andorra

Leia Mais…

Avignon é uma das maiores cidades da Provence, o que não quer dizer que seja uma metrópole tal e qual estamos acostumados, com arranha-céus, trânsito pesado e coisas afins. Tem seus noventa mil habitantes, o que a faz a quinta maior cidade da Provence, mas que ainda preserva um “que” de clima de interior onde o tempo passa mais devagar. Mesmo com este porte nada avantajado ela concentra muitos lugares interessantes para serem visitados. Reserve um dia inteiro para conhecer a cidade, sem pressa, no ritmo da Provence. Você não vai se arrepender.

A casa dos papas no século XIV

Leia Mais…

Foi nosso oitavo dia de viagem e a partir deste dia passei a acreditar que oito é meu número da sorte. Que dia e tanto. Quando decidimos passar nossas primeiras férias europeias na Provence foi em parte para pagar uma dívida de dez anos atrás. Na nossa viagem de Volta ao Mundo passamos cerca de uma semana na Provence e do pouco que provamos ficamos com um gostinho bom de quero mais na boca, aquela sensação de ir a geladeira para comer a última fatia de bolo e constatar que seu irmão já havia comido. Pois bem, demorou dez anos para pagarmos a conta que havia sido “pendurada” em 2008, mas foi paga em alto estilo.

Noah curtindo de montão a beleza de Fontaine de Vacluse

Leia Mais…

Older Posts »

Categorias

%d blogueiros gostam disto: