Publicado por: Carol & Paulo Mendes | 30/01/2011

Amazônia, Xingu e Chapada Diamantina – uma busca espiritual

 

Marcos apresentando instrumentos utilizados em rituais.

Marcos Reis é analista de sistemas, mas sua grande paixão é o xamanismo. Estudante e praticante das manifestações culturais e espirituais do povo nativo, Marcos viaja o Brasil com o objetivo de entender por que as pessoas têm fé. No 7º Encontro dos Viajantes, ele nos contou suas experiências na Amazônia, Xingu e Chapada Diamantina.

Sua viagem pela Amazônia começou com o sobrevôo da floresta, antes mesmo de chegar a Manaus. Na cidade visitou o Teatro Amazonas, o mercado, o porto e comeu frutas e comidas típicas da região. Fez o belo passeio de barco até o Encontro da Águas, onde o Rio Negro e o Rio Solimões se encontram formando o Rio Amazonas e teve como companhia o tão famoso boto cor de rosa. Num passeio pela floresta teve a oportunidade de ver suas majestosas árvores, seus animais e seu povo.

 

Objetos da Amazônia e Xingu

Em Presidente Figueiredo, a 100 km de Manaus, relaxou nas cachoeiras, explorou cavernas e observou pássaros lindíssimos como a Arara Azul e o Galo da Serra (na sua opinião a ave mais bonita que já viu). Sua próxima parada foi a Festa do Boi de Parintins, a 320 km de Manaus e 10 horas de barco. Ele não podia perder a maior manifestação cultural do planeta, onde durante 3 dias os bois Garantido e Caprichoso duelam para ver quem leva a melhor. A cidade inteira se veste de vermelho ou azul e a rivalidade é tanta que quem torce por um touro nunca usa a cor do outro. Para vocês terem uma idéia, Parintins é o único lugar do mundo onde a Coca Cola vende seu produto também numa latinha azul…

 

Festa do Boi de Parintins

Sua última parada pela Amazônia foi a Vila Céu do Mapiá no município de Boca do Acre (AM). Essa comunidade que vive de forma comunitária e auto-sustentável é a sede do Santo Daime. Essa doutrina reúne elementos cristãos, indígenas e africanos num culto que conta também com a ingestão de uma bebida feita a partir da ayahuasca, bebida sagrada utilizada por várias tribos da região amazônica.

A 2ª parte da apresentação foi dedicada as suas diversas visitas ao Xingu, maior reserva indígena do mundo. Marcos nos contou como vivem os índios, como está divida a aldeia, como são seus rituais, sua hierarquia, suas tribos, ou seja, uma aula sobre nosso povo nativo. Para visitar o Parque Nacional do Xingu é necessária uma autorização da FUNAI e só é permitido permanecer no local por no máximo 15 dias.

 

Parque Nacional do Xingu

Junto aos índios teve a oportunidade de aprofundar seus estudos na Pajelança, manifestações do xamanismo dos povos brasileiros. Pode observar de perto as curas dos Pajés Wyanã e Sapain, o primeiro cura através da música e o segundo através do toque. Inclusive, numa de suas estadas, a aldeia recebeu a visita ilustre de Gisele Bündchen e Leonardo Di Caprio, que foram até Xingu para receber tratamento do Pajé Sapaim.

Na última parte da apresentação falou sobre a Chapada Diamantina, e enfatizou as belezas naturais das cachoeiras, montanhas e grutas. Nesta viagem percorreu diversas trilhas: Circuito do Serrano, Morro do Pai Inácio, Cachoeira da Fumaça, Gruta da Pratinha, Gruta Azul, Garganta do Diabo e Cachoeira do Sossego e Vale do Capão. Nesta última visitou a comunidade Lothlorien, centro voltado para o naturismo, a cura e a espiritualidade. Na Gruta da Lapa Doce participou de um ritual xamânico, no qual o grupo permaneceu na escuridão por duas horas em completo silêncio.

Agradecemos ao Marcos por ter compartilhado suas experiências e de nos mostrar um pouco mais deste Brasil que é tão distante da nossa realidade.

Segue abaixo a apresentação completa deste encontro.

Veja também:

Zanzibar paraíso na terra

A Enigmática Budapeste

Top Barcelona Gratuito


Responses

  1. Pessoal a palestra do Marcos foi super legal, inesquecível. Pude aprender várias coisas, entre elas que as tribos do Xingu são as únicas do mundo sem contato com a civilização.

    valeu Marcos

  2. Espetacular, PARABENS!

    Maria Luiza

    • Olá Maria Luiza,

      Seja bem vinda ao nosso blog, espero que você tenha gostado. Muito obrigado pelo seu comentário, eu que tive o prazer de assistir a apresentação do Marcos posso dizer sem nenhuma dúvida que foi sensacional. Estes encontros acontecem uma vez por mês em um Hostel em São Paulo, onde cada vez um convidado apresenta sobre uma viagem que fez. O próximo encontro será sobre a Tailandia no dia 27/02 e você já está convidada. Esperamos você lá.

      Um grande abraço,

      Equipe Quatro Cantos do Mundo

  3. […] Amazônia, Xingu e Chapada Diamantina – uma busca espiritual […]

  4. […] Amazônia, Xingu e Chapada Diamantina – uma busca espiritual […]

  5. […] Amazônia, Xingu e Chapada Diamantina – uma busca espiritual […]

  6. […] Amazônia, Xingu e Chapada Diamantina – uma busca espiritual […]

  7. […] Amazônia, Xingu e Chapada Diamantina – uma busca espiritual […]

  8. […] Amazônia, Xingu e Chapada Diamantina – uma busca espiritual […]

  9. […] Amazônia, Xingu e Chapada Diamantina – uma busca espiritual -25.597164 -54.578599 Share this:FacebookTwitterEmailPinterestMaisOrkutStumbleUponGostar disso:GosteiSeja o primeiro a gostar disso. […]

  10. […] Amazônia, Xingu e Chapada Diamantina – uma busca espiritual […]

  11. […] Amazônia, Xingu e Chapada Diamantina – uma busca espiritual  […]

  12. […] Amazônia, Xingu e Chapada Diamantina – uma busca espiritual […]

  13. […] Amazônia, Xingu e Chapada Diamantina – uma busca espiritual […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: