Publicado por: Eder & Fabi Rezende | 23/03/2011

Marrakech – Os Encantos das Mil e Uma Noites

Inesquecível por do sol

Imaginem uma gigantesca praça lotada vinte quatro horas por dia e com nome de “Assembléia dos Mortos”. Lá, além dos mortos que supostamente dão nome à praça, a população dos vivos também é bastante ativa. Entre estes, você pode encontrar: saltimbancos, amestradores de macacos, engolidores de espada, faquires, curandeiros, contadores de história, encantadores de serpentes, músicos, dançarinos e os mais variados tipos de jogos de azar.

Encantador de Serpentes

Encantador de Serpentes

A descrição é tão surreal que muitos devem estar pensando que foi retirada de alguma história do livro das mil e uma noites. Bem que podia ser mesmo, mas este lugar existe, basta montar em seu tapete mágico dobrar a esquina em Casablanca e aterrissar na Praça Jamna el Fna no centro de Marrakech no Marrocos.

Praça Jamma el Fna fervilhando a noite

Praça Jamma el Fna fervilhando a noite

Na praça ainda há comida em abundância que vai da harira (sopa local) até cabeça de bode assada passando por scargots, frutas secas e chá de menta (conhecido como whisky marroquino, já que bebidas alcoólicas são proibidas no país de religião muçulmana).

Vai uma harira?

Vai uma harira?

Somente a praça já valeria a viagem, mas entre outras atrações você pode escolher ser acordado pela mesquita Koutoubia chamando os fiéis do Corão para primeira oração do dia as cinco da manhã (ao longo do dia ainda serão mais quatro orações) ou visitar o Palácio Bahia (antiga casa do sultão).

Pai e filho atendendo os chamados da Mesquita Koutoubia

Pai e filho atendendo os chamados da Mesquita Koutoubia

Andando pelas vielas da Medina local (mercado), você encontrará de tudo, de tapetes e temperos a chinelos do tipo Aladim (com a ponta virada pra cima). Só não vai encontrar papel higiênico. Isso mesmo, este item é artigo raro por lá, mesmo porque eles não vêem utilidade para ele. Mão direita pra pegar a comida e mão esquerda para limpar o número dois é a regra por aqueles lados. Mesmo sendo estrangeiro jamais toque a comida com a mão esquerda, seria uma ofensa imperdoável.

No caso de se aventurar em compras pela Medina, só existe uma regra: Regras não existem na negociação local. Pechinche muito, mas muito mesmo. É assim que se faz negócio por lá. Quando finalizar a compra jamais estenda a mão em sinal de amizade se você for uma mulher. Muçulmanos não podem tocá-las. Apenas coloque sua própria mão na altura de seu coração e faça uma reverência.

Se apesar deste abismo cultural, você ainda quiser se aventurar por lá (particularmente é isto que mais me atrai em uma viagem) e ainda procura algo com mais adrenalina. Então pegue novamente seu tapete voador e se dirija para Imlil há apenas sessenta quilômetros, dentro do Parque Nacional do Toubkal. A escalada dos 4.167 metros começa quando o sol ainda está dormindo, mas a trilha até o topo é deslumbrante. De volta a Marrakech seus músculos terão um merecido descanso em um hamman, o tradicional “banho turco”. É por estas e outras que Marrakech não sai de nossa imaginação.

Trilha de acesso ao Toubkal

Trilha de acesso ao Toubkal

Adorei escrever este post de Marrakech que é uma cidade encantada.  Você gostou? Enviem suas opiniões e perguntas para o Quatro Cantos do Mundo.

Veja Também:

África: Meu Continente Favorito

Os desertos da minha vida – Saara

Tunísia: Uma visão do país antes da revolução que derrubou a ditadura de Ben Ali


Responses

  1. …Fiquei só imaginando aquela Naja mordendo a língua do sujeito… me deu até arrepios! Ótimo postc🙂

    • Olá Carol,
      Aqueles caras são loucos. Na foto não aparece, mas eles beijam a Naja na boca. Eu mesmo tive meu momento de loucura tirando uma foto com uma cobra (não a Naja) no pescoço. A cidade é demais e vale a pena.
      Ficamos bem felizes que você tenha gostado do post e esteja nos acompanhando.

  2. Pois pra mim a Naja não é nada quando penso na limpeza do número 2.
    Adorei seu post!
    Bem humorado!
    Gosto disso!
    Mas que sina a da mão esquerda hein?
    E eu que sou canhota?

    • Oi Beta
      é assim que as coisas funcionam por lá e é isso que me encanta. As culturas diferentes são uma atração a parte em qualquer viagem. Realmente para quem é canhoto a vida é mais difícil por lá. Acho que estes acabam virando ambidestros.
      Legal que você tenha gostado. A vida já é tão séria que sempre procuramos uma pitada de humor em nossos posts, além é claro de tentar mostrar a realidade local.
      Continue nos acompanhando.

  3. […] Marrakech – Os Encantos das Mil e Uma Noites […]

  4. […] Marrakech – Os Encantos das Mil e Uma Noites […]

  5. […] Marrakech – Os Encantos das Mil e Uma Noites […]

  6. […] Marrakech – Os Encantos das Mil e Uma Noites […]

  7. Ihhh, tb sou canhota pra pegar a comida, hehehe. Adorei o post. Como estou perto, logo vou lá conhecer. O post me deu mais vontade…bjs

    • Renata,

      Tenho certeza que você vai adorar. Marrakech é uma cidade mágica e o país é maravilhoso. Se precisar depois de mais dicas é só enviar um e-mail

      Abraços,

      Quatro Cantos do Mundo

  8. Gostei muito dos informativos peculiares da cidade de Marrakech,Parabéns.Espero um dia poder conhecer.

    • Olá Rosana
      Marrakech é incrível e está entre minhas 5 cidades favoritas no mundo. Tomara que sua viagem para lá não demore.
      Se precisar de dicas é só falar.

      grande abraço

      Eder

  9. […] Marrakech – Os Encantos das Mil e Uma Noites 0.000000 0.000000 Share this:FacebookTwitterEmailMaisOrkutStumbleUponGostar disso:GostoSeja o primeiro a gostar disso post. […]

  10. […] Marrakech – Os Encantos das Mil e Uma Noites […]

  11. […] Marrakech – Os Encantos das Mil e Uma Noites […]

  12. Fiquei pensando se tenho que levar um rolo de papel higiênico na bagagem, para nao ter que usar a mao, casa tenha vontade de fazer xixi pela rua..rs. O que vc acha???

    • Oi Cristina

      eu te recomendo levar mais que um rolo dependendo de quanto tempo for ficar por lá. Nas cidades maiores até dá para comprar em supermercados para estrangeiros, mas vai arriscar? Melhor levar de casa.

      boa viagem

      abs
      Eder

      • Papel higiênico e quardanapo sao itens raros por Marrakech e regiao. Valeu a dica do papel higiênico, foi muito útil. De modo geral, gostei da viagem. Meu conselho para os que vao é relaxar e nao dar bola para o povo que fica te pegando, tentando vender alguma coisa ou pedindo dinheiro….beijo e sigam adiante.

      • Olá Cristina

        ótima dica. Nós sempre ficávamos conversando em português entre nós como se eles nem existissem. Logo desistiam e iam procurar outro turista para aporrinhar.

        Mas sem papel higiêncio não somos nada por lá, rsrsrs. E é demais saber que as pessoas vivem de maneira diferente em outras partes do mundo.
        bjs

        Eder

  13. Valeu Eder. Me sinto indo a Bolívia..rs! Vou ficar 5 dias em Marrakech, um rolo tá bom!!! bjo

    • É diferente da Bolívia, muito mais turistas, mas bem legal também. Adorei os dois. Tomara que você não tenha piriri, rsrsrs, se não um rolo não vai dar.

      boa viagem e nos conta as histórias na volta

      bjs

      Eder

  14. […] Marrakech – Os Encantos das Mil e Uma Noites 0.000000 0.000000 Share this:FacebookTwitterEmailPinterestMaisOrkutStumbleUponGostar disso:GosteiSeja o primeiro a gostar disso. […]

  15. […] Marrakech – Os Encantos das Mil e Uma Noites […]

  16. […] Marrakech – Os Encantos das Mil e Uma Noites […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: