Publicado por: Carol & Paulo Mendes | 24/05/2011

Roteiro em Barcelona: Ciutat Vella – Barri Gòtic, Born e Port Vell

Ruela típica do Bairro Gótico

Começaremos nossa série de roteiros por Barcelona pela parte mais antiga da cidade, na região que ficava a cidade medieval antes da destruição das muralhas. Aqui, você encontrará ruelas estreitas, edifícios antigos e imponentes, muitos bares e restaurantes e intenso fluxo de turistas. Mas o melhor de tudo: será uma viagem pela história dessa incrível cidade. O roteiro começa no limite da Barcelona antiga e da nova, a Praça da Catalunha, e tem duração de aproximadamente 3 horas.

Plaça de Catalunya (Praça da Catalunha) – Esta praça é um ponto central da cidade, principalmente para os turistas. Aqui é o ponto final do Aerobus (ônibus que vem do aeroporto) e local de onde partem os ônibus turísticos oficiais da cidade (aqueles que você sobe e desce quantas vezes quiser no seu trajeto durante todo o dia). Além disso, no seu subterrâneo está a principal estação de metrô e trem de arredores da cidade e um grande centro de informação turística com detalhes sobre passeios, acomodação, restaurantes e etc.

Ao seu redor estão a famosa loja de departamentos espanhola El Corte Inglés, a FNAC e o Hard Rock Café. Ali começa a Avinguda Portal del Angel, calçadão onde estão localizadas as principais marcas de roupas da Inditex, ou seja: Zara, Massimo Duti, Pull & Bear, entre outras, que na época da Rebaja (liquidação) ficam uma verdadeira loucura.

Ramblas - Calçadão arborizado mais famoso de Barcelona

Las Ramblas – Nosso roteiro segue pela rua mais famosa da cidade, a Ramblas, o calçadão arborizado que começa na Praça da Catalunha e termina no Monumento a Colón junto ao mar. Logo no seu início, um pouco escondida, está a Font de Canalets, local onde os torcedores do Barcelona comemoram suas conquistas de título. Porém, o mais curioso sobre esta fonte é a lenda que diz que se você beber de sua água ficará apaixonado pela cidade e voltará sempre. Portanto não fique na dúvida e beba sua água.

Nos seus 1.200 m de comprimento é possível encontrar quiosques de flores, de pássaros, lembrancinhas e restaurantes. Porém, o que mais chama atenção são os artistas de rua como estátuas vivas, mímicos e o sósia do Ronaldinho Gaúcho que faz embaixadinhas até com um limão. Por ser um local que as pessoas param para observar os artistas, sempre há batedores de carteira fazendo a festa. Portanto, apesar de Barcelona não ser perigosa tenha cuidado com seus pertences nessa região da cidade.

Entrada principal do Mercado da Boqueria

Barraca de Frutas no Mercado da Boqueria

Mercat de La Boqueria (Mercado da Boqueria) – No meio da Ramblas se encontra este que foi o primeiro mercado da cidade. Atualmente o local fica tomado por turistas que passam para apreciar as coloridas barracas de frutas e verduras, o presunto espanhol que em alguns casos pode chegar a custar mais de 100 €/kg ou comprar um copo de suco natural feito na hora. Quase em frente ao mercado, no chão da Ramblas, há um mosaico colorido que é obra de Miró.

Luminária de Gaudi na Praça Real

Plaça Reial (Praça Real) – Quase no final da Ramblas, à esquerda, está a Praça Real. Rodeada por restaurantes com mesinhas na calçada é um excelente lugar para dar uma parada e tomar um café ou um copo de vinho. Sua principal atração é uma luminária muito estilosa, que foi um dos primeiros trabalhos de Gaudí e já demonstrava que suas obras não seriam nada convencionais.

Monumento a Colombo no final da Ramblas

Monument a Colón (Monumento à Colombo) – Volte para a Ramblas e siga em direção ao mar até encontrar um monumento de 60 metros de altura que sustenta no seu topo uma estátua de Cristovão Colombo. Diz a lenda, que neste local o descobridor foi recebido pelos Reis Católicos após retornar de sua viagem às Américas. Nesta época o mar chegava até este ponto. A imponente estátua foi inaugurada em 1888 para as celebrações da Exposição Universal e mostra Colombo apontando para o mar. Por apenas € 4 é possível tomar um elevador até o mirante que fica aos pés da estátua e de onde se tem vistas incríveis da cidade.

Rambla del Mar

Rambla del Mar e Maremagnum – Próximo ao mirante de Colombo está o centro comercial chamado Maremagnum. Esta parte da cidade foi reconstruída com a revitalização da orla marítima para os Jogos Olímpicos de 1992. A Rambla do Mar é a passarela que leva hordas de turistas até o complexo e recebeu este nome por ser a continuação da Ramblas. O Maremagnum foi construído sobre o mar e abriga lojas, bares, restaurantes, cinemas e também o Aquário da cidade, um dos maiores da Europa e uma boa pedida para quem vai com crianças.

Porém, o que mais gostávamos era de sentar nos seus bancos, observar o mar, as crianças alimentando os peixes, os pássaros voando baixo em busca de comida e o pôr do sol… Se você tiver sorte, quando estiver cruzando a Rambla do Mar poderá assistir ao espetáculo da passarela se abrindo para a passagem dos barcos que ficam na marina ali perto.

Port Vell (Porto Velho) – Siga o calçadão que margeia o mar em direção a Barceloneta. Aqui antigamente ficava o porto de Barcelona que estava repleto de armazéns vazios e prédios industriais. Até o momento da revitalização da orla, os moradores de Barcelona diziam que a cidade dava suas costas para o mar. Hoje, turistas e moradores aproveitam esse espaço para caminhar, andar de bicicleta e fazer exercícios.

Além do calçadão e do Maremagnum, o projeto de revitalização incluiu a construção de algumas das inúmeras marinas da cidade. Aproveite esse momento para admirar os grandes iates, os belíssimos edifícios construídos na orla e também o hotel em formato de vela copiado de Dubai.

Esq.: Igreja de Santa Maria del Mar e dir.: Detalhe de bastaixo na porta principal

Iglesia de Santa Maria del Mar – Agora vamos entrar em um dos bairros mais gostosos da cidade, o Born. Nele vamos encontrar a Igreja de Santa Maria del Mar, Igreja dos pescadores ou Igreja dos pobres. No começo do século XIII, a única igreja da cidade, a Catedral, era somente freqüentada pelos nobres. Os pescadores resolveram então construir sua própria igreja. Para isso, os bastaixos, responsáveis por carregar e descarregar os navios, carregavam nas costas as gigantescas rochas extraídas da pedreira do Montjuïc. Por serem os únicos a terem o direito de exercer essa árdua tarefa, os construtores da catedral fizeram uma homenagem a esses trabalhadores e colocaram na porta principal da igreja uma imagem de um bastaixo e sua enorme pedra. Para quem gosta de uma boa leitura, recomendamos a Catedral do Mar, livro que conta a história da construção desta igreja… Fantástico!

Sem grandes adornos, a igreja impressiona por sua amplidão e simplicidade. No entanto, o que mais chama a atenção é a imagem iluminada da Virgem Maria carregando o menino Jesus com uma grande caravela aos seus pés. Dentre todas as igrejas de BCN, esta é a nossa preferida, excluindo, claro, a Sagrada Família que é tão fantástica que não é possível compará-la a nada…

A igreja fica na parte central do Born, ótimo lugar para se passear, comer ou tomar um sorvete. Se estiver com fome, o bairro tem opções de restaurantes para todos os bolsos. Se quiser um almoço econômico vá ao Passeig del Borne e coma na La Pizza del Born. Os donos são argentinos, a pizza é boa (para os padrões espanhóis) e o preço melhor ainda. Se quiser gastar um pouco mais, na redondeza existem diversos restaurantes para provar as famosas Tapas Espanholas. Nossa sugestão é o Taller de Tapas com suas deliciosas batatas bravas com aioli, pão com tomate, aparas de alcachofra frita, sépia grelhada (tipo de lula) e de sobremesa crema catalana.

Museu Picasso e Carrer Montcada: Ainda no bairro do Born, pertinho da Catedral do Mar, está a Carrer Montcada. Nesta rua, os nobres tinham seus palacetes no século XII e muitas dessas antigas residências foram transformadas em museus. O principal museu aí instalado é dedicado a obra de Picasso na época em que o artista morou na cidade (infância e adolescência). Apesar de não ter muitas das suas obras mais conhecidas, a visita é interessante para entender o desenvolvimento/formação do artista. Além da obra de início de carreira, o museu conta com a coleção completa de “Las Meninas”. Formada por 44 quadros, a coleção é uma reinterpretação de Picasso do famoso quadro homônimo de Velazquez.

Se estiver só de passagem, entre pelo menos para admirar o belo edifício e tomar um café na lanchonete. O museu não abre as 2as feiras e todos os domingos a partir das 3 horas da tarde a entrada é gratuita (Top Barcelona Gratuito).

Conjunto Monumental da Praça do Rei

Conjunto Monumental de la Plaça Del Rei – Voltando ao Bairro Gótico pela Carrer de La Princesa, logo após cruzar a Via Laetana, você chegará ao Conjunto Monumental de la Plaça del Rei.  O complexo localizado na praça de mesmo nome é composto pelo Museu de La Historia de la Ciutat, que tem desde escavações de Barcelona na época que a cidade fazia parte do Império Romano até edifícios medievais como Palácio Real e a Capela de Santa Ágata.

Se tiver tempo visite o museu, que é gratuito no segundo domingo do mês, porém somente contemplar a parte externa dos edifícios já vale a visita. Pare uns minutos, sente na escadaria do palácio e volte no tempo… Em nossa opinião esta é a praça mais bonita da cidade.

Casteller (Castelo humano) na frente do prédio do Governo

Plaza de Sant Jaume – Bem próximo dali está a praça Sant Jaume, coração político da cidade desde a época romana. Ali estão, um de frente para o outro, o Ayuntamiento (prédio da prefeitura de Barcelona) e o Palau de la Generalitat (sede do governo da Catalunha). Os edifícios públicos estão abertos à visitação gratuita alguns domingos do mês e seus salões decorados, obras-primas e jardins valem a visita.

É nessa praça que acontecem a maioria das manifestações populares da cidade, sejam elas de caráter político ou cultural. Antes das touradas serem banidas da Catalunha era normal ver por ali manifestantes com cartazes pedindo o fim do que eles consideravam uma crueldade com esses animais. Agora, se você tiver um pouco de sorte, poderá assistir uma das manifestações culturais mais tradicionais da Catalunha, os castellers. Os castelos humanos são conhecidos por toda a Catalunha e podem atingir até 10 níveis. Pessoas de todas as idades participam e o espetáculo é sensacional!!!

Cripta de Santa Eulália no interior da catedral

Catedral – Saindo da praça Sant Jaume siga pela Carrer del Bisbe. Essa rua passa por baixo de uma bela passarela que liga a Generalitat à Catedral e que era utilizada pelos governantes como rota de fuga em caso de ataques ou emergências. Esse miolo do bairro gótico nos fazia sentir em um filme medieval, por causa de suas cosntruções, dos gárgolas no topo dos edifícios, de suas ruelas e pelos cantores que ajudavam a criar a atmosfera.

A entrada da Catedral fica na Praça de la Seo, ao final da Carrer del Bisbe. A igreja de estilo gótico foi construída entre os séculos XIII e XV e tem uma imponente fachada e um bonito interior. Aproveite a parte da manhã ou o final da tarde para fazer uma visita gratuita e veja a Cripta de Santa Eulália, o Coro e o Claustro.

Detalhe da fachada no Palácio da Música Catalã

Palau de La Música Catalana – Termine sua visita indo ao Palácio da Música Catalã. Da Catedral é só você tomar a Via Laetana a esquerda. Sua fachada é um belo exemplar do modernismo catalão, porém seu grande tesouro está no interior do edifício: a Sala de Concertos. Feita para privilegiar a entrada de luz natural, o seu teto é uma enorme clarabóia de vidros coloridos e parece uma gota. A decoração tem estátuas mitológicas, pilares desenhados, ladrilhos coloridos e janelas com temas florais. Programe uma visita guiada com antecedência pois os grupos são pequenos e os horários bastante disputados. Se não tiver muito tempo porém quiser descansar após esse longo roteiro, sente-se para tomar um café na cafeteria do palácio e aproveite para dar uma espiadinha no saguão principal. O único problema será ficar com água na boca.

Nosso roteiro termina por aqui, espero que você tenha gostado. Caso, tenha mais tempo e puder dedicar um dia inteiro a esse pedacinho da cidade, atrativos não faltam. Há dezenas de outras igrejas como a do Pi e de San Felipe Neri, as ruínas da antiga muralha romana, o Call judeu, o Palau Güell, o Quatre Gats (bar muito frequentado por Picasso) entre outras coisas… é só procurar.

Veja Também:

Roteiros em Barcelona: Montjuïc

Top Barcelona Gratuito

Algumas razões para escolher Barcelona

Jogo do Barça no Camp Nou

Bicing: uma solução para São Paulo?


Responses

  1. Gente, adorei o roteiro. Era mais ou menos o que eu queria fazer no meu último dia na cidade! Agora tá mais fácil!!

    • Olá Carol,

      Ficamos feliz que você tenha gostado. Nossa idéia é de escrever com o tempo os principais roteiros pra quem quer conhecer Barcelona. Um mini guia da cidade mas com as dicas que demos aos nossos amigos e familiares que foram nos visitar.
      Continue seguindo o nosso blog e participando dos nossos encontros.

      Abraços,

      Paulo

  2. Relembrar desta cidade é ficar como ela é: alegre e feliz.

    • Mara,

      Quem foi pra Barcelona não esquece. Uma cidade muito fácil de se acostumar e de se apaixonar.
      Foram muito bons os momentos que passamos em Barcelona, graças principalmente aos nossos amigos e família.
      Vamos escrever outros roteiros da cidade que indicávamos a todos que foram nos visitar. Pois já foram testados, aprovados e recomendados.

      Abraços,

      Paulo

  3. Adorei!!!

    Acabei de chegar em Barcelona e as dicas serão muito úteis! Obrigada tmb pelo e-mail!! Agora já tenho meu passeio de amanhã planejado!

    Amanda

    • Olá Amanda,

      Fico muito feliz que você tenha gostado do post e do e-mail. Você perceberá que por melhor que esteja o post, não é possível passar toda experiência e a emoção que é conhecer a cidade de Barcelona. Tenho certeza que você vai adorar a cidade e ter vontade de voltar sempre.
      Aproveite muito essa cidade única.

      Abraços,

      Paulo

  4. […] Roteiros em Barcelona: Ciutat Vella – Barri Gòtic, Born e Port Vell […]

  5. […] para quem está pensando em ir para Barcelona, o blog do quatro cantos do mundo acabou de publicar dicas ótimas tmb! Um dos responsáveis pelo blog já morou lá e está […]

  6. Que legal. Adorei descobrir que, apesar de ter tido apenas uma tarde para conhecer Barcelona, conseguir ver o que era mais importante. E que cidade linda, hein?

    • Gleiber,

      Ficar uma tarde em Barcelona é um verdadeiro crime, esta parte da cidade é muito legal mas Barcelona tem muito mais. Quando tiver oportunidade reserve pelo menos três dias para conhecer essa maravilhosa e pode ficar tranquilo que eu te ajudo no roteiro.

      Abraço,

      Paulo

  7. […] com a nossa série de roteiros em Barcelona (veja primeiro roteiro no Bairro Gótico), hoje escreveremos sobre a maior área verde da cidade: O Montjuïc. Conhecemos o local muito bem […]

  8. […] 1. Seu post mais Bonito – Roteiros em Barcelona: Ciutat Vella – Barri Gòtic, Born e Port Vell […]

  9. […] Roteiros em Barcelona: Ciutat Vella – Barri Gòtic, Born e Port Vell […]

  10. love those torres humanos!

    • Os Casteller, torres humanas, fazem parte da tradição da Catalunha e realmente são impressionantes.

      Abs,

      Quatro Cantos do Mundo

  11. […] para quem está pensando em ir para Barcelona, o blog do quatro cantos do mundo acabou de publicar dicas ótimas tmb! Um dos responsáveis pelo blog já morou lá e está […]

  12. […] Roteiro em Barcelona: Ciutat Vella – Barri Gòtic, Born e Port Vell 0.000000 0.000000 Share this:FacebookTwitterEmailMaisOrkutStumbleUponGostar disso:GostoSeja o primeiro a gostar disso post. […]

  13. […] Roteiro em Barcelona: Ciutat Vella – Barri Gòtic, Born e Port Vell […]

  14. […] Roteiro em Barcelona: Ciutat Vella – Barri Gòtic, Born e Port Vell […]

  15. Joia… ficaremos 4 dias em Barcelona em novembro e já estou revisando meu roteiro, conferindo com suas indicações. Normalmente, qual seria a temperatura por lá em novembro? Seus post estão maravilhosos!!
    Paula

    • Paula,

      Fico feliz que você tenha gostado os nossos posts de Barcelona. A cidade é realmente sensacional e 4 dias dá para conhecer bem. Apesar de Barcelona ser uma cidade quente para o padrão europeu, em novembro começa a esfriar um pouco e precisa levar agasalho.
      Aproveite a viagem e depois me conte o que achou.

      Abs,

      Paulo

  16. […] Roteiro em Barcelona: Ciutat Vella – Barri Gòtic, Born e Port Vell 19.896766 -155.582782 Share this:FacebookTwitterEmailPinterestMaisOrkutStumbleUponGostar disso:GosteiSeja o primeiro a gostar disso. […]

  17. Pessoal gostei muito! Esse sera meu roteiro de amanha… Posteriormente darei o resultado do passeio … Já conheço algumas coisas e sei que as informações estão bem fundamentadas.

    • Cristianne,

      Depois quero saber o que você achou do roteiro.
      Boa viagem e um grande abraço,

      Paulo

  18. Maravilhoso roteiro! Muito bem descrito.Me fez estar lá novamente.Estou voltando à cidade este ano e adorei as dicas.

    • Graziela,

      Já moramos lá por um tempo e se precisar de mais dicas é só pedir.
      Amo Barcelona, mas ainda não voltei para lá.
      Grande Abraço e boa viagem.

      Paulo


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: