Publicado por: Quatro Cantos do Mundo | 09/06/2011

Londres aos meus pés

Londres aos pés de Vanessa Ribeiro

Este post foi escrito por Vanessa Ribeiro, mais conhecida por nós como @nessarice. Ela ainda não resolveu se vai começar ou não seu próprio blog, enquanto isso escreveu este post para o Quatro Cantos do Mundo, contando sua história em Londres. Nós só podemos agradecer por compartilhar sua história conosco e esperamos que comece logo seu blog para continuar contando suas viagens pelo mundo.

Sim, isso mesmo. Londres pode ficar aos seus pés ou até mesmo sob seus pés.

Quando percebi que Londres era o destino que estava escrito em minhas viagens, senti que a Europa iria se abrir pra mim. Cheguei acreditando que iria sentir o frio cortando a pele mas na real, senti esse frio só por alguns dias, pois em seguida a primavera desabrochou.

O casamento de uma amiga querida me fez sentir que a amizade pode ir longe, aliás, para o outro lado do oceano. Acredita-se que a frieza toma conta das pessoas por lá, ao contrário do que pensam, nos tratam com educação. Uma educação que vai além do por favor e obrigado e posso dizer que desfrutei de cada manhã acordando numa gostosa cama quentinha, como se eu estivesse em casa. Meus queridos amigos fizeram-me sentir em casa. E eu cá, num inverno terminado e uma primavera anunciante, desabrochei lado à lado com as flores e Londres abriu-se para mim.

Parques, pessoas, cheiros, calor, músicas, ruas abarrotadas de pessoas, uma mistura de culturas que às vezes, nem parecia Londres, por vezes era Índia outras Marrocos, tem muito Oriente misturado com os Europeus. Uma cidade multi-cultural de perfumes misturados e sons inquietantes de conversas, sons da primavera, silêncio, risadas e bicicletas por todos os lados!

Ruas de Londres

Primavera florida em Londres

E tantas outras coisas que a vida nos traz e por muitas vezes nem damos a merecida atenção. Andando pelas ruas, me perdendo por várias vezes, aliás os ônibus de Londres nos confunde por rodarem em bairros e voltarem ao mesmo lugar como circular, assim, a dica é prestar atenção nos detalhes. Um Tesco próximo, uma rua florida, um Museu intinerante?! Não, não.. é o meu ônibus passando pelo mesmo lugar… rs

Big Ben as margens do Tâmisa

Explorar Londres “à lá sola” é muito marcante. Deparei-me com imensas lojas de souvenirs, Boots, Primark com a qualidade da C&A e Zara com a cara da Marisa, lojas para pequenas compras, pois comprar para voltar com excesso de bagagem não rola. E outras lojas bacanas só para constar nas fotos, como a Ferrari e outras chiquérrimas lojas de grife. Curiosidade: Londres é a única cidade que não tem loja da Victoria Secret. Um acordo que a rainha ainda não aprovou para a instalação dela, só permite compras no Aeroporto de Heathrow.

Vitrine da Primark

Londres é uma exposição de contrastes à céu aberto e viajar de carro é uma escolha deslumbrante, como avistar paisagens de tirar uma lágrima e a possibilidade de tirar fotos. Confesso que os transportes que mais usei foram o metrô e o ônibus, pois circular pelas ruas é a melhor parte da viagem, ainda mais na época da Copa! Dito isso, eles também vestem verde-amarelo.

Com certeza fazer incursões em pubs e restaurantes em Londres, é desfrutar de uma gastrônomia à base de batatas com direito à muita pimenta. Não que seja ruim, mas esse condimento tem uma utilidade direta, de esquentar no frio, mas ela perpetua por outras estações sem pedir licença. Numa dessas comidinhas que fazíamos em casa, comi 4 tipos de pimenta numa mesma refeição. Vai a foto para provar! O meu estômago é que não colaborou muito bem com essa mistura.

Comida inglesa com muita pimenta

 Tem tantas outras coisas que posso dizer sobre Londres, mas a melhor de todas é que sinto o seu perfume toda vez que me lembro de você. Londres ficou registrada na minha alma. Cores, sons, pessoas, cores e amigos tudo reunido num Reino distante, do outro lado do oceano. Fiz das palavras de Manuel de Barros quando embarquei nessa viagem: “Não pretender ser coisa alguma, serve para toda e qualquer alegria.” Descobri que Londres pode estar disponível para mim quando não sou algo que possa prejudicar ou arruinar com sua cultura, se sou mera espectadora, a melhor parte acontece naturalmente.

London Bridge no final da tarde

 O Parlamento Britânico, o Big Ben, Estação de Charing Cross, Embankment, County Hall, Catedral de St. Paul e a City e muitos outros mais. Um passeio no London Eye põe Londres literalmente a seus pés.

London Eye: colocando Londres aos seus pés

Veja também:

Roteiros em Barcelona: Ciutat Vella – Barri Gòtic, Born e Port Vell

Berlim – Museu a Céu Aberto

A Enigmática Budapeste

Algumas razões para escolher Barcelona


Responses

  1. Amei!

    • Estou emocionada! Palavras que tento achar para descrever a minha singela participação no blog tão bacana como o de vocês. Obrigada! =)

      • Vanessa,

        Nós só podemos agradecer pelo seu post e por compartir uma experiência tão legal em Londres.
        Esperamos vê-la no próximo Encontro dos Viajantes para podermos agradece-la pessoalmente.
        Continue seguindo nosso blog e deixando seus comentários.

        Quatro Cantos do Mundo

    • Nós também amamos. Só podemos agradecer a Vanessa por compartilhar suas histórias em Londres conosco.
      Agradecemos pelo seu comentário e continue seguindo nosso blog.

      Quatro Cantos do Mundo

  2. […] a Carol Mayr (que nesse mês apresentará o Chile), a Vanessa Ribeiro (que escreveu um post de Londres para o blog), o Ralph e a Ándrea do We Rock Tour, o Vinícius e a Priscila do Inquietos, a Deise […]

    • Adorei conhecê-los!! O blog deixa ser descoberto aos poucos, isso torna toda a leitura um prazer sempre! Parabéns! E até o próximo encontro! Abraços para vocês!

      • Vanessa,

        Você faz parte da história de nosso blog, seja com seu post sobre Londres, sua participação nos Encontros dos Viajantes ou pelas nossas conversas pelo Twitter.
        Fui um prazer conhece-la esse ano. Espero que possamos nos encontrar mais vezes.
        Beijos,

        Paulo

  3. […] Londres aos meus pés […]

  4. […] Londres aos meus pés […]

  5. […] Londres aos meus pés […]

  6. […] Londres aos meus pés […]

  7. […] Londres aos meus pés […]

  8. […] Londres aos meus pés […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: