Publicado por: Eder & Fabi Rezende | 24/08/2011

Monte Roraima, Sangue, Suor e Lágrimas – Venezuela

Monte Roraima

Esta aventura começou de forma muito despretensiosa e tinha tudo para não acontecer, mas os Deuses das Viagens conspiraram a meu favor e aqui está mais uma grande história contada.

Um belo dia recebo uma mensagem de meu amigo Raphael pedindo dicas de lugares para se visitar no Brasil. Ele tinha ganhado uma passagem de ida e volta para qualquer lugar do Brasil (percebam bem, ele escreveu UMA). Respondi a ele dizendo das belezas de nosso país; das praias as florestas, passando pelo Pantanal e Chapada Diamantina e no fim da mensagem citei que fazia pouco, havia escutado sobre subir o Monte Roraima. Passado uma semana, outra mensagem de mesmo remetente. Logo pensei mais alguma dúvida do Raphael. Para minha grata surpresa ele me convidava para subir o Monte Roraima com ele, já que ninguém mais quis topar esta parada. A promoção que ele ganhou dava direito a uma passagem para acompanhante. Mas e agora o que fazer? Fabi grávida, que por razões óbvias não iria me acompanhar, foi a maior incentivadora. E o trabalho? A data da subida era apenas duas semanas após minha volta de 20 dias de férias por Rússia e Uzbequistão. A resposta da chefa foi: Se sua mulher não colocou empecilhos, quem sou eu para fazê-lo. Após muito SUOR consegui realizar mais este sonho, obrigado aos Deuses das Viagens por mais esta aventura.

Dia 13/08 às 5 horas da madrugada a van passava na porta do hotel para nos pegar, começava a aventura e mal sabíamos a experiência que viveríamos. De Boa Vista até a fronteira com a República Bolivariana da Venezuela o grupo (7 turistas e 3 guias) teria 3 horas para se conhecer melhor, mas a conversa só engrenou mesmo depois da primeira parada para comer algo. Na fronteira a burocracia de sempre. Meu passaporte quase cheio recebeu um carimbo que nenhum brasileiro jamais pensou em ter: um carimbo brasileiro. Próxima parada Santa Helena de Uairén. Por lá, trocamos a van por um 4X4, parada para um café reforçado e o saco de plástico dentro da mochila. Dica essencial do Magno da Roraima Adventures (agencia que organizou nosso tour) para manter suas roupas sempre secas. Mais 40 minutos até a entrada do parque e 4 horas de caminhada até o local da primeira noite: Rio Tek. Após 15 quilômetros sentimos que teríamos que dar o SANGUE nesta viagem. Sim, literalmente doaríamos nosso precioso líquido vermelho aos puri puri (tipo de borrachudo) que infestavam o lugar e não poupavam ninguém.

A vista que nos esperava

O Rio Tek ficou para trás logo no começo do segundo dia e após alguns minutos já cruzávamos o Rio Kukenán também molhando as meias para evitar uma queda indesejada. Quando os bicos de nossas botas apontaram para o céu já não eram só as meias que estavam úmidas. Há muito, o SUOR já escorria pelos braços e pernas e a caminhada até o acampamento base estava apenas começando. Ufa chegamos à base!!! Hora de comer, descansar, tirar fotos do Maverick (pedra em forma do carro e ponto mais alto do Monte) e claro de deixar as LÁGRIMAS caírem. Choramos de rir ao ouvir as histórias hilárias do Borracha um dos nossos guias, uma figura. Valeu Borracha por animar nossa viagem.

Pedra Maverick

O sol raiou mais uma vez, hora de separar homens e mulheres de crianças. Demos partida na subida do Monte Roraima para valer. Os músculos queimavam a cada degrau ultrapassado. Foram 4 horas para vencermos 5 quilômetros até o topo. No final ainda tivemos que passar embaixo da Cachoeira das LÁGRIMAS que a distância parece um local intransponível. Ainda perguntei ao Borracha é por ali que vamos subir? A resposta foi decidida, por ali mesmo. De perto o bicho não é tão feio, mas é sempre bom tomar cuidado com as pedras úmidas. Uma vez no topo fomos diretamente nos alojar no Hotel Sucre, é assim que eles chamam os refúgios. Mais descanso e boa alimentação, pois nesta tarde mais LÁGRIMAS vieram, só que desta vez do céu, chuva torrencial e providencial para lavar o SANGUE dos inevitáveis ralados nas pedras durante a subida.

Recompensa após a dura subida

Em mais dois dias no topo além de conhecermos os encantadores Vale dos Cristais, el Fosso, Ponto Triple (fronteira de Brasil, Venezuela e Guiana), Pedra Maverick, Banheiras Jacuzzi, Paredão La Ventana e Salto Catedral também nos divertirmos: com jogos após o jantar e ao ouvir as hilárias histórias do Borracha. Em contrapartida a hora do banho era de LÁGRIMAS para aqueles que cumpriam o ritual a risca, pois a água era congelante. Para outros nem tanto, pois lenços umedecidos faziam às vezes da água e para alguns a palavra banho foi riscada do vocabulário durante a estadia no topo. Em respeito a maridos, esposas, namorados e namoradas me abstenho de citar os nomes dos ausentes da árdua tarefa diária de encarar a água gelada. Para quem pensou que os desafios terminavam por ai, ledo engano. Já pensaram na casinha? Sim era realmente uma casinha como podem ver pela foto abaixo e como reza a lei do trekking que não devemos deixar nada além de pegadas, tudo que fizemos (sim isso mesmo o número 2) era trazido de volta devidamente embalado e desidratado com cal. Parabéns a Roraima Adventures pelo zelo com nossa natureza.

Casinha Ecológica

Vale dos Cristais

Sem internet, sem celular, dormindo antes das 8 da noite e despertando às 5 da manhã temos muito tempo para refletir. Mas a sensação de eternidade dos primeiros dias logo foge pelos vãos dos dedos como areia e é hora de deixar este lugar maravilhoso. Não sem antes encarar o último desafio. Para baixo todo santo ajuda, mas nem toda ajuda é bem vinda, mesmo que for santa. Cansaço acumulado, impacto nos joelhos, pedras molhadas fizeram desta etapa a mais difícil da jornada. O companheirismo do grupo e a vontade de completar o percurso fez com que todos chegassem são e salvos.

Na chegada a Boa Vista a sensação de que cada gota de SUOR valeu a pena. As LÁGRIMAS ficaram na garganta apertada de todos que no topo daquele Monte forjaram amizades de SANGUE. Meu muito obrigado a todos amigos e a Roraima Adventures.

Veja Também:

No topo da África – KILIMANJARO – Dia 1: Pole Pole

No topo da África – KILIMANJARO – Dia 2: Boa Sorte?

No topo da África – KILIMANJARO – Dia 3: Cadê meu passaporte?

No topo da África – KILIMANJARO – Dia 4: Só o cume interessa

 


Responses

  1. Sem palavras. Parabéns.

    • Realmente Gabriel
      o lugar é de tirar o folêgo e de esquecer as palavras.
      valeu muito a pena
      abraços

      Eder

      • Fiquei até com muita vontade de conhecer o Monte Roraima. Parabéns!!!

      • Olá Judite
        o lugar é realmente mágico e vale a pena visitar. Se você for com um pacote não terá problemas.

        Qualquer dica que precisar é só nos contatar

        Eder

  2. Caraca, sensacional!
    Estou muito a fim de encarar essa viagem nos meus próximos 10 dias de férias! Mas ainda não tenho cia…
    Tem mais foto pessoal?

    Parabéns pela viagem!

  3. Show de Bola!!!!
    E eu estava lá!!!

    • Grande Normando,
      você era artista principal nesta comédia que foi esta viagem.

      Grupo de pessoas super legais, inesquecível.

      Te espero no Encontro de sábado.

      grande abraço

      Eder

  4. Valeu a cia Eder. Grande Abraço.

    • Rapha
      valeu o convite.
      A viagem ao lado de todos foi demais.

      Esperando novos convites, rsrsrs.

      grande abraço

      Eder

  5. Bacana sua postagem – me fez recordar quando estivemos lá com a Roraima Adventures em 2010. É, de fato uma viagem inesquecível. O serviço é excelente e só temos a curtir. Meu relato está em http://bit.ly/oqhE0Q. Grande abraço

    • Galera do trekking se manifestando.
      ler posts de lugares já visitados é sempre bom para matar as saudades. Seu post também é super legal e informativo.
      Já falei, mas repito. Viagem super recomendada, quem for não se arrependerá.

      abraços

      Eder

  6. Galera, para quem assistiu à animação “up, altas aventuras”, saibam que o cenário do “mundo perdido” que aparece no filme foi inspirado no monte roraima! (vejam os bônus no dvd)! Desde que assisti à animação este destino foi anotado no meu cardeno! Ótimo post!

    • Olá Petterson,
      o desenho up inspira muita gente a entrar nesta aventura. Eu como não sou muito antenado, só fiquei sabendo do desenho lá mesmo através de meus companheiros de trilha.

      Se você, como eu gosta de uma trilha e de subir montanha recomendo também: http://www.aventuraseexpedicoes.com/projeto10cumesBR.html

      Só fiz dois dos 10 listados, mas devagar a gente chega lá. O próximo da minha lista é o Kilimanjaro. Já fui na base dele, mas não subi.

      abs

      Eder

  7. Nossa, que demais! Parabéns!!!

    • Valeu Rafael,
      você sempre nos acompanhando hein. Por coincidência o cara que viabilizou minha ida ao Roraima também é Raphael, só que com ph.

      Continue nos acompanhamdo.

      abs

      Eder

  8. Que linda vista do alto do Monte Roraima, ein? A foto ficou show, parabéns!!

    • Olá Suzana,
      visual incrível, só estando lá para descrever a emoção.
      a foto ficou show mesmo, mas é porque o lugar é show.

      de qualquer maneira valeu pelo elogio

      continue nos acompanhando

      bjs

      Eder

  9. Demais, demais! Outro dia achei uma foto do Monte Roraima e me apaixonei, e agora que sei dessa expedição fiquei morre dose vontade de fazer. E tb não sabia que foi cenário do Up!

    • Olá Priscila
      não passa vontade não, agenda uma data e vai lá. Como a expedição é de uma semana, não é tão difícil encaixar na agenda.
      Vá conhecer mais de perto o cenário do Up, tenho certeza que você vai amar.

      bjs

      Eder

      • Gostei da ideia tb!

      • Vinicius
        fui sozinho pois a Fabi estava grávida, mas com a amada é sempre melhor. Mergulhem de cabeça nesta aventura.

        boa sorte

        Eder

  10. Sensacional!!! O Monte Roraima me encanta em todos os posts e artigos que eu leio, e apesar de sofrido o seu relato está me provocando! Sem contar que babo pelo cenário do Up desde que vi o filme! =)
    Quem sabe não ouso encarar essa aventura?

    • Olá
      os desafios estão ai para serem vencidos. Os perrengues passam, a conquista é para sempre. O objetivo do post é mesmo provocar as pessoas a tentarem subir.
      Como já disse antes o cenário é deslumbrante e tenho certeza que não vai se arrepender de embarcar nesta aventura.

      Se precisar de mais dicas é só gritar.

      bjs
      Eder

  11. Tô que nem o Gabe: sem palavras. Sensacional!

    • Oi Mari
      o lugar é mesmo mágico, de tirar as palavras e o folego (pela subida e pela beleza).

      Recomendo muito a subida.

      se precisar de dicas é só gritar

      bjs
      Eder

  12. Olá, estou super empolgada com o Monte Roraima. Mas tenho algumas preocupações, pois nunca fiz trakking antes, então gostaria de saber se a subida é muito difícil? Eu vou de qualquer jeito, rsrsrs.Ainda mais depois que vi suas fotos.

    abs

    • Olá Kris
      duas coisas são importantes em minha opinião:
      1) Preparo físico. Se você tem um bom condicionamento físico é meio caminho andado. Você não vai sentir muito a subida.
      2) Experiência em trekking. Esta você já disse que não tem. Sugiro cuidar bem dos pés para evitar bolhas. Usar meias sempre secas e limpas ajuda. Bota pré amaciada é fundamental.
      Na subida o risco de queda é bem pequeno. Tomar cuidado na descida com pedras soltas e lama para não escorregar. Caso não tenha muita segurança peça a um dos guias para te acompanhar durante a descida.

      de resto é só aproveitar o visual

      boa viagem
      Eder

  13. […] Monte Roraima, Sangue, Suor e Lágrimas – Venezuela […]

  14. ta show de bola esse post!

  15. […] Monte Roraima, Sangue, Suor e Lágrimas – Venezuela […]

  16. […] 3. Seu post que gerou mais discussão/controvérsia – Monte Roraima, Sangue, Suor e Lágrimas – Venezuela […]

  17. Ola pessoal… Sou de BH, mas estou morando em Manaus!
    Vou aproveitar minhas ferias em junho pra ir no Monte Roraima… parece que mto legal!
    Abcs

    • Olá Otávio

      você vai adorar e o melhor é que agora você está bem pertinho.

      Se precisar de dicas é só falar

      abraços

      Eder

  18. […] Monte Roraima, Sangue, Suor e Lágrimas – Venezuela […]

  19. […] Monte Roraima, Sangue, Suor e Lágrimas – Venezuela […]

  20. Na próxima passagem que ganhar para o Brasil, venha conhecer as belas praias do Nordeste, ficar hospedado na Pipa e comer camarão e ou caranguejo em Ponta Negra. OK?.
    Aqui: http://www.vaconferir.com/2010/07/natal-rio-grande-do-norte.html

  21. Éder, relato fantástico kara, parabéns!

    Me deu ainda mais vontade de conhecer pessoalmente o Monte Roraima.

    Grande abraço,
    Jonathan Padua

  22. […] Monte Roraima, Sangue, Suor e Lágrimas – Venezuela […]

  23. […] Monte Roraima, Sangue, Suor e Lágrimas – Venezuela […]

  24. […] Monte Roraima, Sangue, Suor e Lágrimas – Venezuela 0.000000 0.000000 Share this:FacebookTwitterEmailPinterestMaisOrkutStumbleUponGostar disso:GosteiSeja o primeiro a gostar disso. […]

  25. […] Monte Roraima, Sangue, Suor e Lágrimas – Venezuela […]

  26. Lugar incrível! Lágrimas realmente escorrem tanto pelo esforço como pela natureza… Quero voltar com certeza! Abç a todos
    Vlw Éder

    • Ola Otávio

      pelo jeito você também adorou o Monte Roraima. Todo mundo que eu conheço que vai adora, inclusive eu mesmo.

      Altamente recomendado

      continue nos seguindo

      abs

      Eder

  27. […] Monte Roraima, Sangue, Suor e Lágrimas – Venezuela […]

  28. […] Monte Roraima, Sangue, Suor e Lágrimas – Venezuela […]

  29. […] Monte Roraima, Sangue, Suor e Lágrimas – Venezuela […]

  30. […] Veja o Depoimento Completo AQUI […]

  31. […] Monte Roraima, Sangue, Suor e Lágrimas – Venezuela […]

  32. […] pessoas é fazer trilhas ou trekking. Depois de contarmos nossas aventuras de subir o Kilimanjaro, Monte Roraima ou mesmo trilhas mais curtas de apenas um dia eles não se aguentam: Mas você perde suas férias […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: