Publicado por: Eder & Fabi Rezende | 02/12/2012

O melhor presente do meu primeiro aniversário – Aruba – Parte II

Oi gente, voltei para contar o resto da história. Fiquei muito feliz que um montão de gente gostou das minhas aventuras por Aruba. De tanto insistir com meu pai, ele arrumou um tempo esta semana para escrever meus causos. Disse para ele que se ele não escrevesse logo eu ia esquecer tudo, afinal vida de criança não é fácil, tem tanta coisa para fazer: escolinha, brincar, bagunçar, comer, mamar, dormir, ufa. No segundo dia na ilha a excursão toda resolveu mudar para uma ilha menor e fomos a De Palm Island. Opa vocês ouviram excursão? Sim, nosso grupo era de dez pessoas e duas pessoinhas. Não contem para ninguém se não eles vão ficar se achando, mas meus pais são mesmo geniais. Até nisso eles pensaram, convidaram uma bebê para brincar comigo enquanto eles ficavam conversando destes assuntos chatos: economia, futebol, política, mensalão, etc. Apesar de Alice ser bem mais velha que eu, afinal para quem tem apenas um ano, um mês e dezenove dias é bastante tempo, ela é uma super amiga. De vez em quando a gente brigava por um baldinho ou rastelinho de areia, mas Tia Juli (mãe dela) rapidinho fazia a gente se abraçar e fazer as pazes. Alice também é bem dorminhoca e às vezes me deixava sozinha rodeada por oito adultos que apertavam minhas bochechas e repetiam para mim um monte de palavras estranhas do tipo: cut cut, que gracinha de nenê, cadê a princesinha. Dava vontade de gritar: Não sou princesa, sou MOCHILEIRAAAAAAAA. Mas como ainda não sei falar, eu chorava e meu super herói favorito vinha me salvar, Super Pai.

Tenho o prazer de apresentar Alice (sentada)

Tenho o prazer de apresentar Alice (sentada)

Mas chega de histórias de adultos, porque as minhas são bem mais interessantes. O ônibus que pegamos até a garagem dos barcos foi parando em várias casas gigantes (hotéis) para pegar pessoas então aproveitei para tirar uma soneca, pois o dia prometia. Ao lado da garagem fica a estação dessanilizadora. Uma máquina que deixa a água do mar bem gostosa para beber. Por isso em Aruba eu sempre bebia água da torneira sem problemas. Nem deu tempo de fazer minha pergunta preferida em viagens: Vai demorar? E já chegamos em De Palm Island. Na ilha o sistema é all inclusive. Eu que já estou tendo umas aulas de inglês com meu pai, saquei na hora que estava tudo incluído e fui comer umas frutas porque o leitinho da minha mãe já não está me sustentando. De barriga cheia estava pronta para brincar com Alice na borda de areia da piscina do Caribe. O calor estava tão grande que logo mandei um SMS sem digitar pro meu pai: cansei da areia. O calor está muito forte, me leva para água por favor. Só conto a mesma história uma vez, então quem não entendeu o SMS, leia o primeiro post da série. Toda vez que vou para água é a mesma coisa. Minha mãe vem com um tubo de Hipoglós e passa no meu corpo todo apesar de eu nunca ter tido assaduras que não sejam no bumbum. Diz que é protetor solar para eu não me queimar. Adultos me deixam com muitas dúvidas. Como é que eu vou me queimar se a água estava super geladinha? Porque o nome desse Hipoglós é protetor solar se ele protege os bebês e não o sol? Ela só fica dando risada e eu sem entender nada.

Enquanto esperava o Hipoglós me divertia na espreguiçadeira e meu pai quase dormia

Enquanto esperava o Hipoglós me divertia na espreguiçadeira e meu pai quase dormia

depois fui me refrescar nesta maravilha

depois fui me refrescar nesta maravilha

A água me deu um soninho e esta foi a senha pro meu pai se divertir no melhor snorkeling da ilha, jogando vôlei de praia e numa peça de teatro chamada banana boat. O personagem principal é uma banana gigante, a maior que já vi, dava pra ser meu lanche para resto da vida. Meu pai me contou tudo e lembra bastante os jograis da festa de fim de ano da escolinha. Primeiro um homem que deve ser o professor fala o que cada personagem tem que fazer na peça. Depois todo mundo veste a fantasia. Um paletó laranja sem mangas que deixa todo mundo gordo. Como sempre os adultos inventaram um nome para isso: colete salva-vidas. O teatro começa. Transformados em gordinhos a fome bate forte e todos se agarram a banana como se fosse a última do mundo. Esta, com medo de ser devorada sai em fuga pela água e finalmente derruba os gordinhos no mar. Eles choram e prometem a Dona Banana que não irão comê-la. Então ela volta para resgatá-los. Eles seguem juntos para o pier e lá todos voltam a ser magros novamente. Bem, quase todos. Mas o melhor é que Dona Banana saiu sem uma única mordida. Final feliz como os filmes de Hollywood.

Fui acordada com alguns adultos da excursão falando alto perto de mim. Minha mãe disse que eles já estavam meio altos da bebida. De novo não entendi. Meu pai sempre fala: come tudo para crescer bastante e não bebe tudo para crescer bastante. De qualquer maneira para mim eles continuavam do mesmo tamanho que tinham no dia anterior. Mas foi bom despertar antes do tempo, pois Tio Normando teve a excelente idéia de nos levar a melhor parte da ilha: a casa do Nemo. Se eu soubesse antes, teria ficado todo o tempo por lá. A casa do Nemo além dos porta retratos da Dorothy e outros parentes dele tem vários brinquedos, mas gostei mesmo do toboágua que é o canudo do gigante da história João e o pé de feijão. Entrei nele com meu pai e fomos descendo com a água. A barriga fica geladinha que nem nossa língua quando tomamos sorvete. Crianças não fiquem com medo, no final do canudo não tem a boca do gigante não, a gente cai de novo na piscina. Depois de descer quinze vezes no toboágua meu pai já estava cansado. Adultos enjoam das diversões mais legais tão rapidamente. Resolvi isso com um SMS para minha mãe e mais quinze descidas. Neste dia quando voltamos para casa gigante todos estavam esgotados que nem saíram dos seus quartos. Quando cheguei só deu tempo de falar pro meu pai: liga o ventilador de ar geladinho e puf, dormi. Meus pais ainda foram nadar numa terceira banheira que tinha esquecido de falar mas não é a tal hidromassagem. Esta além de bolinha de sabão tem também água quente, ai o nome muda para Jacuzzi.

Na casa do Nemo me esbaldei no toboágua amarelo a direita

Na casa do Nemo me esbaldei no toboágua amarelo a direita

Meu pai já cansado e eu cheia de energia. Reparem no porta retrato da Dorothy ao fundo

Meu pai já cansado e eu cheia de energia. Reparem no porta retrato da Dorothy ao fundo

Galera o segundo dia foi cheio de histórias que a mão do meu pai já está doendo de tanto escrever. Ele me pediu para parar, mas prometeu e beijou os dedos cruzados que na próxima semana terminamos a saga de uma aventureira mirim por Aruba. Beijão para todo mundo e até domingo que vem.

Veja Também:

O melhor presente do meu primeiro aniversário – Aruba – Parte I

O melhor presente do meu primeiro aniversário – Aruba – Acabou

Nosso irmão chinês – Vilanculos – Moçambique


Responses

  1. […] O melhor presente do meu primeiro aniversário – Aruba – Parte II […]

  2. Ei Amélie,
    Estou a cada dia mais encantada com a sua viagem e com a sua esperteza! Muitas paisagens bacanas e muito divertimento.🙂 Além de linda você é muita inteligente. Entende das coisas melhor que muito adulto!
    Aguardo mais histórias!

    Beijos,
    Lillian.

    • Oi tia Lillian

      entender as coisas melhor que a maioria dos adultos nao e muito dificil ne? Gosto mesmo dos adultos que parecem criancas.
      Ja saiu minha ultima historia la em Aruba. Da uma olhada no blog.

      Em breve prometo novas aventuras em novos destinos

      beijinhos da Amelie

  3. Amelie!!!

    Nosso encontro foi muito legal, ainda vamos viajar muito juntas como princesas mochileiras😉

    Beijo
    Alice!!!

    • Oi Alice

      foi mesmo muito bom viajar com voce. Voce tambem aparece na ultima historia que contei de Aruba.

      Se um dia voce quiser viajar pra um lugar e seus pais nao quiserem te levar voce pode vir com a minha familia.

      bjs da Amelie

  4. Muito fofa

  5. Parabens para a fofissima mais novo membro dos cantos do mundo! Muitas viagens para ela e para os pais dela

    • Oi Tio Pato

      muitas viagens mesmo. No Natal ja teremos novas aventuras em familia.

      bjs da Amelie

  6. Amelie, tá cada dia mais legal acompanhar suas historinhas divertidas, e ficar torcendo para seus pais levarem você para muitas aventuras ainda!!! =) beijos da tia Liginha

    • Oi Tia Ligia

      nao precisa torcer nao, eles ja prometeram que nunca mais vao viajar sem me levar.

      No Natal a Familia Rodante ja vai para estrada de novo. Aguarde mais aventuras.

      bjs da Amelie

  7. Amelie, mais uma história gostosa de ser lida. Parabéns! Estou adorando e já esperando sua próxima aventura! Bjs da tia Ana Paula.

  8. Amelie… estou amando suas histórias, vc está cada vez mais linda e esperta… saudades de vcs!!!
    Um grande beijo, Lili

  9. Oi Amelie, Bom dia
    que bom ler sobre , suas aventuras. Está se saindo muito bem. Estarei aguardando a próxima publicação anciosamente, coisa de adulto, não liga. A vó Nick e eu te aguardamos para um grande bate papo dia 14. Temos muitas histórias para ouvir.
    Beijos vô João e vó Nick

    • vô João

      ja saiu minha ultima historia por Aruba. Vai la ler correndo.

      bjs para vc e pra vó Nick

  10. Amelie,
    comece a planejar a próxima aventura. Suas histórias são incríveis !
    Vou levar pra sua mãe ver umas dicas de praias desertas no Nordeste !
    Um beijinho,
    Isa

    • Oi Tia Isa

      foi super legal ver o Papai Noel ai onde vc trabalha.

      Da umas dicas para minha mae de praias pq ela ta mieo perdida.

      bjs
      Amelie

  11. Olá Amelié! Estou encantada com as suas aventuras neste lindo lugar!
    Se eu fosse você pedia uma viagem por mês para os seus pais! É muito bom viajar, né?
    Continue assim! Fico esperando pelas suas novas aventuras aqui no blog.
    Bjs

    • Oi Tia Lu

      espero te ver no proximo encontro dos viajantes.
      Eu ja pedi uma viagem por mes, mas eles falaram que acabou o dinheiro.

      A solucao e tao simples: so passar no caixa eletronico e pegar mais.

      Bom pelo menos no Natal ja vamos para estrada de novo

      bjs da Amelie

  12. […] O melhor presente do meu primeiro aniversário – Aruba – Parte II […]

  13. […] O melhor presente do meu primeiro aniversário – Aruba – Parte II […]

  14. Oi, Amelie, gostei muito da sua viagem, Tô querendo levar a pequena Estela para passear também. Pede pro seu pai me dizer qual o nome da casa gigante que vocês ficaram. Beijos, fofinha.

    • Olá Gláucia
      depois que a Amélie nasceu sou mais conhecido como pai da Amélie, mas meu verdadeiro nome é Eder.
      Nós ficamos hospedados no Divi Village Golf & Beach Resort (http://www.diviresorts.com/divivillage/translateUK.html). O hotel é excelente e não tão caro pois não é pé na areia, apesar de ficar uns 5 metros da praia você precisa atravessar uma rua que tem uns 2 metros.
      Na época reservamos pelo decolar.com, mas você pode reservar também pelo site do hotel.

      Boa viagem para você e a Estela.
      se precisar de mais dicas é só falar

      abs

      Eder

  15. […] O melhor presente do meu primeiro aniversário – Aruba – Parte II […]

  16. […] O melhor presente do meu primeiro aniversário – Aruba – Parte II […]

  17. […] O melhor presente do meu primeiro aniversário – Aruba – Parte II […]

  18. […] O melhor presente do meu primeiro aniversário – Aruba – Parte II […]

  19. […] O melhor presente do meu primeiro aniversário – Aruba – Parte II […]

  20. […]   […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: