Publicado por: Eder & Fabi Rezende | 31/03/2013

O Nascimento de um Sonho: 500 Dias pelo Mundo

Definitivamente nosso blog se tornou um ponto de encontro das histórias de quem está viajando pelo Mundo. O primeiro a dividir suas histórias conosco foi nosso querido e assíduo Riq Lima que até hoje ainda aparece para contar seus casos. Depois dele tivemos o casal Rafael e Maria Paula que agora estão em algum lugar do sudeste asiático, seguidos do Marcelo Cândido e sua Volta ao Mundo a conta gotas (ele volta a cada três meses ao Brasil para rever as filhas). Agora é a vez de Pablo Jacinto e Karina Palla contarem como nasceu seu sonho de viajar pelo mundo. Aproveitem cada palavra deste texto inspirador.

Esta longa viagem de Volta ao Mundo foi idealizada há pouco mais de 5 anos. Surgiu após os meus primeiros mochilões pela América Latina, especialmente após conhecer dezenas de mochileiros, em sua maioria europeus, que estavam vivendo esta experiência. No início me pareceu uma incrível aventura, porém totalmente inviável para minha realidade.

Pablo se aconselhando com o viajado Riq Lima antes de cair no mundo

Pablo se aconselhando com o viajado Riq Lima antes de cair no mundo

Encontrei pessoas com os mais variados perfis, realizando longas viagens, por períodos diversos. Havia jovens amigos, adultos, mulheres sozinhas, estudantes, casais com ou sem filhos, filhos pequenos e filhos crescidos, aposentados, alguns viajando alguns meses em um único continente e outros viajando anos por todos os continentes, alguns conseguiram licença no seu trabalho, outros pediram demissão, alguns fazendo este tipo de viagem pela primeira vez, outros já muito experientes.

O recorde foi um inglês que estava viajando há dez anos. Nestas ocasiões sempre surge aquela dúvida básica: de onde vem o dinheiro? Na ocasião, o inglês me disse que havia reunido recursos e feito um investimento com bom rendimento, o que lhe possibilitava viajar muito, especialmente por países de baixa renda. Ele ressaltou que aprendeu a levar uma vida simples e que lhe bastava uma cama limpa e um chuveiro quente, de resto não fazia questão de luxo.

É certo que viagens nos fazem ver o mundo de forma diferente e nos estimulam a criar novas possibilidades para nossas vidas. Após uma dessas viagens, veio-me a ideia de também dar a volta ao mundo. Conclui que talvez aquilo não fosse factível para aquele momento, mas para um futuro próximo sim. Faltava-me então a resposta à principal pergunta que nos leva à realização dos sonhos: quando? Ou seja, restava marcar a data. Vislumbrei várias datas e parâmetros que agora divido com vocês.

Karina trocando experiências de viagem em um dos nossos Encontros dos Viajantes

Karina trocando experiências de viagem em um dos nossos Encontros dos Viajantes

O primeiro foi da ideia do ano sabático. Muitos classificam este tipo de viagem como “sabático”, cuja origem etimológica e bíblica está ligada ao descanso após um período de trabalho. Assim sendo, declarei para mim mesmo que após sete anos de existência do meu escritório de advocacia, eu viajaria por um ano.

Fiz a contas e descobri que a data coincidiria com o fim do calendário maia. Portanto, criei uma condicionante, se o mundo não acabar em 2012, viajarei por um ano em 2013. Fiz os cálculos de retorno e criei um limite de retorno, a Copa do Mundo. Pensei, o mundo inteiro deseja estar no Brasil durante a Copa, porque eu estaria fora do meu próprio país neste momento de grande alegria?

Entre o projeto inicial e a data de partida, naturalmente muitas coisas aconteceram. Mudanças no trabalho, família, amigos, mas especialmente no campo sentimental. Neste ínterim  conheci a Karina e por ela me envolvi profundamente, a ponto de incluí-la neste grande projeto pessoal. O curioso é (aqui fica a dica) que quando temos um projeto claro (chamo aqui de projeto, o que também pode ser chamado de sonho, desafio, aventura etc), as futuras decisões (micro e macro) passam a ser permeadas em prol da realização deste sonho.

Afinal, a vida é composta por uma sequência interminável de decisões que nos levam para diferentes caminhos. Uma vez estabelecido o projeto, por mais audacioso que ele se pareça num primeiro momento, sempre decidiremos na direção que mais nos aproxima daquele projeto. Cada decisão, cada passo que nos aproxima do projeto é prazeroso, especialmente quando compartilhado com as pessoas que amamos.

Pablo durante o banho sagrado no Sangam. Índia foi a primeira parada

Pablo durante o banho sagrado no Sangam. Índia foi a primeira parada

Não pensem que apenas a viagem em si será prazerosa. O caminho, ou seja, o planejamento prévio é tão divertido quanto. Neste caminho eu e a Karina tivemos a oportunidade de conhecer pessoas especiais e fazer novos amigos. Um grande exemplo disso foram os amigos que formamos a partir da nossa convivência com o pessoal do Quatro Quantos do Mundo, em especial o Eder, a Fabi e o Riq Lima, haja vista que eles foram nossos precursores nesta aventura, os quais generosamente nos apoiaram.

Outra curiosidade é que, com o passar do tempo, o que parecia distante, obscuro e incerto, gradativamente começa a se tornar próximo, claro e certo. Não deixe de sonhar e trabalhar para que seus sonhos se tornem realidade, cujo primeiro passo, acredito eu, seja marcar a data. Parafraseando a mãe de uma querida amiga: “marque a data que o dia chega”! Enfim, quais são seus sonhos? Que tal marcar uma data para que eles se realizem?

Quer saber mais sobre esta aventura ao redor do mundo? Acompanhe a página do Facebook do 500 dias pelo Mundo.

Veja Também:

Vale a pena planejar uma viagem de Volta ao Mundo?

Dicas para planejar uma Viagem de Volta ao Mundo

Dicas para Planejar uma Volta ao Mundo – Parte II

Que calçado levar em sua Viagem de Volta ao Mundo?


Responses

  1. Vou acompanhar toda a aventura deles!!É tão bom ver tantos brasileiros realizando o sonho da Volta ao Mundo! Inspirador!
    Abraço

    • Olá Laise

      que nós conhecemos já são pelo menos uns 7 grupos entre casais e solteiros viajando o mundo e todos brazucas.

      Quando fizemos a nossa volta ao mundo éramos considerados loucos, agora só meio doidinhos. As coisas mudam, rsrsrs.
      abs e continue nos acompanhando

      Eder

  2. Grande Pablito!

    De coracao, fico super feliz que a viagem esteja tao boa e tenho certeza que so vai melhorar a cada dia! Aprender e se divertir! Realizar sonhos e desafiar medos! Amadurecer sem deixar de ser criancas! Afinal, o mundo é grande e a vida curta!!!

    Aproveitem muito!!!

    Absao


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: