Publicado por: Eder & Fabi Rezende | 28/07/2013

O Atelier de Aleijadinho – Congonhas – MG

Já havia visitado as cidades históricas de Minas Gerais quando ainda frequentava a sétima série. Isso faz exatamente vinte e seis anos. Na época Congonhas foi o lugar da região que mais me impressionou pela beleza das obras barrocas de Aleijadinho. Aproveitando o feriado paulista de nove de julho voltei a região e não podia deixar de passar pela cidade para apresentá-la a Fabi e a Amélie. Para nossa grata surpresa a cidade continua linda e as obras super conservadas. Ficamos imaginando como Aleijadinho fez tudo aquilo há mais de duzentos anos sendo deficiente físico? Infelizmente é um gênio brasileiro pouco reconhecido. Compararia suas obras as de Niemeyer e Gaudí que são dois fora de série que eu e o mundo reverenciamos.

DSCN7653

Família reunida e ao fundo a Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos e as capelas dos passos da paixão de Cristo

Como chegar

De carro

Congonhas fica a beira da rodovia BR 040 distante oitenta e dois quilômetros de Belo Horizonte, aproximadamente uma hora de carro. Dá até para fazer um bate e volta. Saindo do Rio de Janeiro a distância é bem maior. São trezentos e sessenta quilômetros, aproximadamente quatro horas de viagem pelas rodovias Washington Luiz e BR 040. Para quem mora em São Paulo o melhor mesmo é pegar um vôo até Belo Horizonte. Logo na entrada da cidade há um Centro de Informações Turísticas. Pare e pegue um mapa e informações gratuitamente.

De ônibus

Para aqueles que não dirigem ou não querem gastar no aluguel de um carro existem ônibus diretos que fazem o trajeto Belo Horizonte – Congonhas – Belo Horizonte. Os preços das passagens já com as taxas rodoviárias inclusas são de R$ 22,50 sentido Congonhas e R$ 20,30 no sentido Belo Horizonte. A viagem tem duração de aproximadamente uma hora e quinze minutos. Abaixo veja os horários de partida.

congonhas onibus

Horários de Belo Horizonte a Congonhas

Uma vez lá siga direto para a Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos que juntamente com as seis capelas dos passos da paixão de Cristo formam um dos conjuntos de maior importância artística do Barroco brasileiro. A Basílica datada de 1757 está localizada no topo do Morro do Maranhão e é ladeada por doze profetas esculpidos em pedra sabão. Aleijadinho levou cinco anos para esculpir todos os profetas que ficam posicionados no adro do santuário a céu aberto. A discussão sobre a remoção das obras para um museu fechado já ocorreu diversas vezes, mas a mais de duzentos anos eles seguem lá abençoando a cidade e suportando as intempéries. Os profetas são: Jeremias, Baruc, Ezequiel, Daniel, Oséias, Joel, Abdias, Amós, Jonas, Habacuc, Naum e Isaías.

Isaías

Isaías

Jeremias

Jeremias

Ezequiel

Ezequiel

Oséias

Oséias

Daniel

Daniel

Baruc

Baruc

Joel

Joel

Naum

Naum

Jonas

Jonas

Amós

Amós

Habacuc

Habacuc

e finalmente Abdias

e finalmente Abdias

A Basílica e outras igrejas de Congonhas não abrem as segundas feiras e portanto desta vez não pudemos visitar seu interior que é belíssimo e que além de mais obras de Aleijadinho também tem pinturas do mestre Ataíde. Tivemos mesmo que nos contentar com a vista externa que mesmo para viajantes exigentes como nós é de tirar o fôlego. A brancura das paredes em contraste com o azul de brigadeiro do céu nos fez lembrar Santorini. Antes de descermos ladeira abaixo para conhecermos o resto da obra prima ainda passamos pela Sala dos Milagres onde os devotos deixam objetos em agradecimento a uma graça alcançada.

Sala dos devotos, muitas lembranças dos milagres

Sala dos milagres, muitas lembranças dos milagres

As seis capelas abaixo da Basílica representam sete passos da paixão de Cristo. Uma das capelas abriga as esculturas de dois passos da paixão. Não importa se na pedra sabão ou na madeira, mais uma vez Aleijadinho mostra toda sua genialidade. As 64 esculturas em tamanho natural transmitem integralmente as emoções humanas. É como se tivéssemos caminhando com Cristo em seu calvário. A veracidade é tanta que algum tempo atrás um visitante deu um tiro em uma das esculturas de um soldado romano. É ódio, dor, tristeza, alegria, arrependimento, tudo isso estampado no que costumo chamar de “rostos de Aleijadinho”.  Todas as obras do mestre tem os mesmo narizes pontiagudos e olhos arregalados e expressivos, mas contraditoriamente uma escultura não se parece com a outra. Genialidade não se explica, se admira. Da primeira capela no pé do morro subindo para a basílica temos os seguintes passos: Ceia, Horto, Prisão, Flagelação e Coroação de espinhos, Calvário e Crucificação.

A tradicional ceia com os apóstolos

A tradicional ceia com os apóstolos

Jesus antevê sua morte no Horto (Horto)

Jesus antevê sua morte no Horto

Soldados romanos prendem Jesus (Prisão)

Soldados romanos prendem Jesus

Flagelação e coroação de espinhos. Nesta capela o soldado romano tomou um tiro

Flagelação e coroação de espinhos. Nesta capela o soldado romano tomou um tiro

“Os rostos de Aleijadinho” mostram o calvário de Jesus

A última capela mostra a crucificação de Jesus

A última capela mostra a crucificação de Jesus

Toda esta beleza fica concentrada em uma área bem pequena e facilmente percorrida a pé. Se sobrar tempo e com certeza vai sobrar você pode visitar as outras atrações da cidade. Comece caminhando pela Ladeira Caminho da História. Basta descer a rua Aleijadinho (paralela a praça da Basílica) e virar a primeira a esquerda. No final dela você pode visitar a Igreja de São José Operário, uma das raras igrejas do barroco brasileiro com torres arredondadas. Durante a descida da ladeira aproveite para apreciar a arquitetura típica da região com casas de janelas e portas de cara para a rua. O calçamento é o mesmo da época de Aleijadinho, então tome cuidado para não torcer o pé. Se quiser pode conhecer uma destas casas por dentro. Basta visitar o museu da Imagem e Memória.

Não poderia faltar uma rua com o nome dele

Não poderia faltar uma rua com o nome dele

Torres arredondadas da Igreja de São José Operário

Torres arredondadas da Igreja de São José Operário

Aproveitamos a abertura da porta para limpeza e conhecemos a igreja por dentro

Aproveitamos a abertura da porta para limpeza e conhecemos a igreja por dentro

Arquitetura típica da região

Arquitetura típica da região

Casas com janelas e portas com a cara para rua

Casas com janelas e portas com a cara para rua

Museu da Imagem e Memória

Museu da Imagem e Memória

De volta a praça da Basílica, primeiro tome fôlego pois a subida é de matar e depois caminhe pela ruela paralela a esquerda da praça para quem sobe. É sua oportunidade de comprar alguma lembrança deste lugar tão encantador.

Rua das lojinhas

Rua das lojinhas

Outras atrações da cidade são: Igreja Nossa Senhora da Conceição (fechada para reforma na data de nossa visita), Igreja Nossa Senhora do Rosário (a mais antiga da cidade), Igreja Nossa Senhora da Soledade (no distrito de Lobo Leite) e Igreja Nossa Senhora da Ajuda (no distrito de Alto Maranhão). Por fim ainda é possível conhecer o Museu de Mineralogia e Arte Sacra.

Por abrigar as maiores obras primas do mestre Aleijadinho é que Congonhas é parada obrigatória para quem visita as cidades históricas mineiras e pelo mesmo motivo eu a batizei de Atelier do Aleijadinho.

Veja Também:

Circuitos do Parque Estadual do Ibitipoca – Circuito Janela do Céu

Lugares Únicos no Mundo – Inhotim – Brumadinho – MG

Brasília a cidade do faz de conta – Fábula 1

Natal Radical – Guia do Aventureiro Mirim em Brotas – Página 1

Tudo que você sempre quis saber sobre São Miguel do Gostoso – RN

Cataratas do Iguaçu – Lado Brasileiro – Roteiro de 3 dias em Foz do Iguaçu – Dia 1


Responses

  1. […] O Atelier de Aleijadinho – Congonhas – MG […]

  2. […] O Atelier de Aleijadinho – Congonhas – MG […]

  3. […] O Atelier de Aleijadinho – Congonhas – MG […]

  4. […] O Atelier de Aleijadinho – Congonhas – MG […]

  5. […] O Atelier de Aleijadinho – Congonhas – MG […]

  6. […] Como chegar/sair do Aeroporto de Congonhas […]

  7. […] Como chegar/sair do Aeroporto de Congonhas […]

  8. […] Como chegar/sair do Aeroporto de Congonhas […]

  9. […] Como chegar/sair do Aeroporto de Congonhas […]

  10. […] O Atelier de Aleijadinho – Congonhas – MG […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: