Publicado por: Eder & Fabi Rezende | 01/09/2013

5 Gringuices que todo gringo faz quando viaja para outro país – Parte II

Após o surpreendente sucesso do primeiro post da série trazemos para nossos leitores outras gringuices que encontramos pelo mundo afora. Gringo faz cada coisa quando sai de casa que impressiona até o mais viajado dos turistas. Vejam algumas pérolas.

1)      Comparar o país visitado com o seu próprio país

Realmente as estradas e os ônibus de Moçambqiue são os piores do mundo, mas em compensação as praias são um milhão de vezes mais bonitas que qualquer uma de países desenvolvidos. Sempre falava para Fabi quando ela começava a reclamar: “Nós é que escolhemos vir aqui, não fomos convidados e nem obrigados a vir”.

Neste quesito o brasileiro se comporta ao contrário da maioria dos gringos. Nós sempre vemos tudo no estrangeiro como melhor que o nosso, o que muitas vezes é realmente verdade. Mas a menos que você seja um avaliador de IDH da ONU deixe as comparações de lado e aproveite o que cada país tem de bom. Todos tem ao menos uma coisa boa.

Evite comparações. Todo país tem coisas boas e ruins

Evite comparações. Todo país tem coisas boas e ruins

2)      Aprender o idioma local mesmo que ele não sirva para absolutamente nada

É importante e gentil aprender algumas palavras no idioma local. Bom dia, obrigado e por favor são mais que suficientes. É uma forma de criar empatia com os locais. Mas eu fico me perguntando porque encontrei tantos gringos fazendo cursos de swahili na África. Este é o idioma falado no Quênia, Tanzânia e Uganda. Eles não tem nenhuma intenção de viver nestes países, não tem namorado (a) destas nacionalidades, não tem nenhuma relação que não seja turística com estes países, mas inexplicavelmente continuam estudando estes idiomas.

Porque swahilli?

Porque swahilli?

3)      Se comportar como aquele fosse o seu país

Os gringos viajam e acreditam que todos se comportam como os nativos do seu país. Isto é inerente ao ser humano, mas eles bem que podiam dar um lida em regras de comportamento antes da viagem. Temos duas situações que exemplificam bem o tema. Nossas amigas dinamarquesas esperando o sinal ficar verde para os pedestres em alguma rua do Camboja. Após dois minutos de espera percebemos que ele nunca ficaria verde e como os locais, atarvessavamos a rua. E elas lá a espera do verde acender por muitos minutos. Demorou para cair a ficha que existe um abismo cultural entre o Camboja e a Dinamarca.

Este é o melhor exemplo de todos. Chegamos juntos ao albergue de Milão. Eu, Fabi e um japonês. A recepcionista foi clara: “Tranquem todos seus pertences de valor no locker com o cadeado que estou entregando a vocês”. Eu e a Fabi cumprimos a risca as ordens, já o japonês deixou câmera fotográfica e lap top em cima da cama para ir ao banheiro. Tinha se esquecido que já não estava mais no Japão. Pelo tamanho do prejuízo deve ter aprendido a lição.

Lembrança aos japonese: Fora do Japão existem pickpockets

Lembrança aos japonese: Fora do Japão existem pickpockets

4)      Visitar favelas, comunidades pobres e povos “exóticos”

Todo gringo (principalmente de países ricos) que vai ao Rio de Janeiro tem que fazer um tour para alguma favela. Isso vale para visitas a África do Sul ou qualquer outro país que abrigue favelas ou algo parecido. Eu concordo que uma das mais ricas experiências de viagem é se misturar e conhecer a realidade local, mas um intermediário (agência de turismo) deixa a coisa forçada e artificial. A comunidade receberá dinheiro da agência de turismo por esta visita e este fato descaracteriza todo contato verdadeiro com os locais. Além do mais os próprios habitantes o verão como um caixa forte ambulante e tentarão te vender algum artesanato por um preço exorbitante.

Faço aqui a minha mea culpa e admito que já fiz este tipo de passeio por livre e espontânea vontade e também a contra gosto. Fomo obrigados a visitar uma township na Cidade do Cabo em um tour que fazia parte da nossa viagem overland pela África. O caminhão não voltaria para nos buscar caso não quiséssemos visitar a township. Mas também já fomos conhecer as mulheres de pescoço de girafa (long neck women) na Tailândia só para matar nossa curiosidade apesar de saber que seria uma vista digamos anti natural.

Nosso conselho é: faça amizade com um nativo e desta maneira você vai conhecer a verdadeira realidade local. Outra opção é praticar couchsurfing.

Township (favela) de Langa na Cidade do Cabo. Sem opções, acabei por me divertir com as crianças

Township (favela) de Langa na Cidade do Cabo. Sem opções, acabei por me divertir com as crianças

5)      Deixar o passaporte no hotel

Depois de anos de viagem concluímos que três coisas devem estar com você durante todo o tempo da viagem. A perda de um destes itens poderá te causar enormes problemas e literalmente acabar com sua viagem. Passaporte, cartão de crédito/débito e dinheiro em espécie devem ficar no money belt colado a seu corpo sempre. Até para tomar banho leve-os com você.

Gringo tem mania de deixar passaporte no hotel, hostel ou albergue. Não é só para evitar a perda ou roubo que você deve sempre levar seu passaporte a todo passeio. Ele é sua única identificação no exterior. Se ocorrer um acidente, sem ele a identificação pode levar dias. Se você estiver vistando o Uzbequistão com certeza algum policial pedirá para ver seu passaporte pelo menos uma vez por dia. Se ele estiver no hotel, ou você vai para delegacia ou para o hotel de viatura policial para buscá-lo. Em qualquer das alternativas é dor de cabeça na certa.

Em caso de perda ou roubo em um país que não tem embaixada ou consulado brasileiro, você estará em uma das maiores enrascadas que um turista pode entrar. É por isso que cuido do meu como se fosse meu filho.

Lugar de passaporte é no money belt colado ao corpo

Lugar de passaporte é no money belt colado ao corpo

Com certeza você já fez ou viu muitas gringuices durante suas viagens e por isso mesmo convido todos nossos leitores a contar suas histórias inéditas. Da coletânea de mensagens enviadas pode surgir o terceiro post da série. Agora só depende de vocês. Envie sua história de gringuice para gente. Prometemos dar os créditos das histórias no post.

Veja Também:

5 Gringuices que todo gringo faz quando viaja para outro país – Parte I

Viaje, saia da ignorância

O Padrão Mc Donald´s

Turismo sem pré-conceitos

Nossa Viagem de Volta ao Mundo não Acabou – As religiões mundo afora

Nossa Viagem de Volta ao Mundo não Acabou – Por que viajamos?


Responses

  1. […] 5 Gringuices que todo gringo faz quando viaja para outro país – Parte II […]

  2. Por muitas vezes já pensei que fosse neurótica com esta mania de andar sempre com passaporte e dinheiro junto comigo. Na hora de tomar banho também sempre levo. rs Fiquei mais tranquila agora! rsrsrs

    • Oi Lu
      você como uma viajante experiente deve ter várias “manias” iguais as nossas. A gente aprende muito viajando e passaporte é como um filho, deve ficar sempre perto da gente.

      bjs
      Eder

  3. Esta do passaporte eu realmente não sabia, porque sempre escutei e li conselhos contrários, dizendo para deixar o passaporte no hotel para evitar dor de cabeça em caso de assalto.
    Agora estou em duvida se prefiro focar com ele colado no corpo ou arriscar dar um passeio de viatura, hehehe

    • Oi Andreza
      eu faço uma comparação simples. Você deixaria seu filho aos cuidados de uma babá que não conhece num país estranho ou o levaria com você para passear na rua?
      Eu sempre levo meu passaporte, se eu perdê-lo não posso terceirizar a culpa. Mesmo nos melhores hotéis pode acontecer.

      agora a decisão é sua.
      bjs

      Eder

  4. Essa do passaporte é certa! Nunca entendi porque a maioria dos sites de viagem aconselha a deixar o passaporte no Hotel…sempre ando com o meu colado ao corpo, me parece muito mais seguro!🙂

    • Oi Carol
      como falei abaixo se o documento é o mais importante de sua estadia no exterior, porque terceirizar os cuidados dele para outra pessoa?
      No Uzbequistão você deve deixar o passaporte com o hotel para que eles façam seu registro junto a polícia. São algumas horas apenas, mas me sentia bastante incomodado

      valeu

      Eder

  5. Adorei o post🙂
    Também cometo algumas gringuices e tenho meu uniforme de viagens rss

    • Oi Gabi
      só não cometem gringuices aqueles que não viajam ao exterior. Não se preocupe é inerente ao ser humano.
      Mas qual seu uniforme de viagem?

      valeu

      Eder

      • Meu uniforme de viagem: jeans, blusa branca preta ou cinza, tênis e bota impermeável. Também tenho uma bolsa tamanho médio que uso só em viagens.

      • Oi Gabriela
        esta é uma gringuice do bem. Mania de viajante usar a mesma roupa para viajar, faz parte do ritual.

        bjs
        Eder

  6. […] 5 Gringuices que todo gringo faz quando viaja para outro país – Parte II […]

  7. Finalmente!!! No fundo do meu coração, eu sempre soube que não era a única a achar um absurdo deixar o passaporte no hotel.
    Acho pouco provável que me roubem um passaporte trancado, mas policial de país nenhum é obrigado a aceitar um xerox em substituição da identificação oficial de um estrangeiro.
    Me senti muito normal e acolhida depois de ler o post, hahaha!

    • Olá
      que bom que o post te fez se sentir melhor. Passaporte é como filho, deve estar sempre por perto

      bjs

      Eder

    • Sigo com minha opinião sobre os passaportes, mas acredito que isso é bem pessoal. Acredito que as chances de eu perder ou ser assaltado na rua são maiores que as de que aconteça algo no hotel. Não existe essa de polícia te levar porque você está sem passaporte, o que existe é o bom senso, caso tenha que explicar algo não será complicado pedir para ir buscar os documentos no hotel. Já saí com o passaporte algumas vezes na rua, mas em todas elas foi por razões específicas. Pessoalmente não me sinto a vontade, e isso não está relacionado ao número de carimbos que eu tenho em meu passaporte, mas uma questão de hábito e de como cada um se sente mais confortável. O que não pode acontecer é você ficar tenso com seu passaporte no hotel, ou tenso com ele na rua.

      • Ola Fellipe
        como você mesmo disse esta questão é bem pessoal. Nós como brasileiros nos sentimos muito inseguros nas ruas, mas esta insegurança não acontece na maioria dos países. Caso você visite algum país da África ou Oriente Médio com certeza eles não terão este “bom senso” que você descreve de te conduzir até o hotel para verificar seu passaporte.
        Mas se vicê se sente melhor deixando o passaporte no hotel é assim que deve continuar a proceder. Afinal nã é uma regra, mas uma escolha

        grande abraço e continue nos acompanhando

        Eder

  8. […] 5 Gringuices que todo gringo faz quando viaja para outro país – Parte II […]

  9. […] 5 Gringuices que todo gringo faz quando viaja para outro país – Parte II […]

  10. […] 5 Gringuices que todo gringo faz quando viaja para outro país – Parte II […]

  11. […] 5 Gringuices que todo gringo faz quando viaja para outro país – Parte II […]

  12. […] 5 Gringuices que todo gringo faz quando viaja para outro país – Parte II […]

  13. Não concordo nem um centímetro com a questão do passaporte. Se hospedando em um hotel que ofereça o minimo de segurança, mas chances de acontecer algo com o passaporte é muito menor do que a de ser assaltado na rua. E bandido sabe da carteira de viajante e geralmente manda entregar tudo. Vai fazer o que? Sair no braço? Fim de viagem. As chaces de um funcionário entrar no quarto arrombar o cofre do quarto e roubar o passaporte é infinitamente menor,fora que já me pediram identificação fora do país diversas vezes e o bom senso sempe prevaleceu.

  14. Posso dar uma dica de maluco? Sempre viajo com aquelas etiquetas casca de ovo para colar no cofre. Se for aberto a etiqueta vai denunciar. Claro que nao vai evitar, mas eu acredito que inibe.

  15. […] 5 Gringuices que todo gringo faz quando viaja para outro país – Parte II […]

  16. […] 5 Gringuices que todo gringo faz quando viaja para outro país – Parte II […]

  17. […] 5 Gringuices que todo gringo faz quando viaja para outro país – Parte II […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: