Publicado por: Eder & Fabi Rezende | 11/09/2013

O nem tão fatídico 11 de setembro

O dia 11 de setembro é lembrado por todos pelos fatos trágicos que teimam em ocorrer nesta data. O mais conhecido deles foi o atentado terrorista aos EUA em 2001, considerado o mais grave da História. Quatro aviões sequestrados por terroristas islâmicos foram usados como mísseis para atingir ícones da cultura americana. As torres gêmeas do World Trade Center foram derrubadas como peças de dominó, até o Pentágono, símbolo da segurança americana, foi atingido. O medo tomou conta do mundo e nada voltou a ser como antes.

Torres gêmeas poucos instantes antes da queda

Torres gêmeas poucos instantes antes da queda

Outros fatos tristes aconteceram nesta mesma data. No longínquo ano 541 a cidade da Guatemala foi totalmente destruída por um terremoto. Já em 1952 explode uma revolução contra o presidente Urquiza em Buenos Aires. Em 1926 um atentado contra vida de Mussolini fere oito pessoas, mas o Dulce escapa com vida. Em 1941 o presidente Roosevelt ordena ao exército atacar qualquer navio alemão encontrado entre a costa leste americana e a Islândia. Em 1968 avião da Air France cai em Nice matando 95 passageiros. Em 1974 foi a vez do avião da Eastern Air Lines cair em Charlotte vitimando 71 pessoas. Em 1986 a bolsa de valores americana tem a maior queda de sua história até a data. O índice Dow Jones cai inacreditáveis 86,5 pontos.

Mais uma tragédia em 11 de setembro de 1974

Mais uma tragédia em 11 de setembro de 1974

Aos mensageiros do apocalipse devo dizer que as trombetas do 11 de setembro não anunciam apenas tragédias. Foi em 11 de setembro de 1952 que os alemães reconheceram a tragédia do Holocausto e compensaram os judeus com 822 milhões pelos sofrimentos causados por Hitler. Em 1967 resultados de análises químicas do solo lunar são enviadas pela sonda Surveyor 5. Em 1991 a então U.R.S.S. decide retirar seus 11 mil soldados de Cuba. E em 1997 a Escócia recupera o parlamento autônomo com 74,3% de votos a favor.

Foi em 1973 que o exército chileno bombardeou o palácio de la Moneda em Santiago e matou o então presidente eleito Salvador Allende. A história oficial fala em suicídio. No mesmo momento que Allende morria segurando um fuzil a 3.500 quilômetros de Santiago o momento era de comemoração na cidade de Cuiabá no Mato Grosso. Nascia o primogênito de um casal. Ele engenheiro, ela professora e o filho batizado com o nome de Eder, assim como o pai. Sim, 11 de setembro é data do meu aniversário e por isso mesmo ao contrário da maioria, acho uma data linda e a ser celebrada.

Palácio de La Moneda bombardeado em 11 de Setembro de 1973

Palácio de La Moneda bombardeado em 11 de Setembro de 1973

Como um dia muito especial na minha vida, aproveito para relembrar meu primeiro aniversário durante nossa Viagem de Volta ao Mundo. No dia sete retornamos da França para Barcelona para logo em seguida voar para ilha de Menorca. Como compramos as passagens por uma companhia low cost levamos apenas uma mochila como bagagem de mão. Nos dias anteriores ficamos hospedados nas casa da Fina, uma simpática senhora catalã que aluga quartos em Barcelona. Combinamos com nosso amigo Rajeen que vivia neste mesmo apartamento de deixarmos nossas mochilas maiores no seu quarto. Quem já voou de low cost sabe como é. Deixamos claro que voltaríamos para pegar a bagagem no dia 11 de setembro e por um acaso mencionei que seria meu aniversário. Ele disse que então fariam uma festa. Incrédulos seguimos para Menorca. Na data acordada, Rajeen nos recebeu a porta e disse que a festa já estava pronta. Pensei: devo ter deixado uma ótima impressão em apenas quatro dias pois eles realmente fizeram uma festa para meu aniversário. Na verdade a festa era para comemorar o Dia Nacional da Catalunha que por coincidência também cai no dia 11 de setembro. Eles não disseram isso e é sempre bom continuar pensando que a festa foi feita em homenagem a mim mesmo. Chegamos por volta do meio dia e deu tempo de dar uma volta na cidade que fervilhava. Música, bebida, gente por todo lado e claro um sentimento patriótico a flor da pele. Muitos catalães acreditam que o melhor é ser independente da Espanha e nesta data demonstram sua intenção de ser um país das mais diversas formas: faixas, cartazes, broches, camisetas todas com alusão a tão sonhada independência.

Regressamos no fim da tarde para descansar um pouco e ajudar nos preparativos finais da festa. Como aniversariante fui impedido de trabalhar nos preparativos e não me restou outra alternativa senão descansar alguns minutos após pagar dez euros para cobrir os custos da comilança.

A partir das seis da tarde começaram a chegar os convidados. Primeiro chegaram Carlos, ex marido da Fina e seu filho, ambos cubanos. Estes se juntaram a mim e a Fabi brasileiros, a Fina catalã e ao Rajeen holandês de mãe natural do Sri Lanka. Antes das oito da noite todos já estavam presentes. Se juntaram a nós Mike o canadense e Maria a russa. Aliás ali fiquei sabendo que Rússia e Espanha tem uma forte ligação devido ao intercâmbio entre os bolcheviques e os anti franquistas.

Da esquerda para direita (sentido horário: Eu de barba,Mike o canadense, Rajeen o holândes, Fina a dona da casa catalã, Maria a russa, _filho do Carlos um dos cubanos e Carlos cubano e ex marido da dona da casa

Da esquerda para direita (sentido horário: Eu de barba,Mike o canadense, Rajeen o holândes, Fina a dona da casa catalã, Maria a russa, filho do Carlos um dos cubanos e Carlos cubano e ex marido da dona da casa

Agora todos reunidos com a presença da Fabi

Agora todos reunidos com a presença da Fabi

A festa foi regada a muita cerveja e champanhe. Tudo isso recheado de comida típica catalã que tem como base frutos do mar. Simplesmente deliciosa, a comida, o clima multiétnico da festa e o ar de alegria da cidade em geral. Confesso que fui pego de surpresa, mas não poderia ter imaginado uma festa melhor para meu primeiro aniversário durante a Volta ao Mundo. Inesquecível, vai ficar na memória para sempre. Depois de muita conversa e goles a mais, o pessoal começou a se soltar. A cerveja acabou, mas foi reposta de imediato por Carlos com uma ida ao bar da esquina. Na volta a música cubana rolou solta, inclusive o reggaeton. Carlos e seu filho foram os primeiros a cair na pista. Segundo a Fina: Carlos baila como una serpiente. O típico molejo cubano. Os vizinhos reclamaram do som alto, mas a esta altura ninguém estava preocupado com o barulho, o negócio era comemorar.

Mesa posta antes da comilança com a típica comida catalã

Mesa posta antes da comilança com a típica comida catalã

Dá para ver que tinha até caviar

Dá para ver que tinha até caviar

Para nós infelizmente a festa acabou a uma da manhã já do dia 12 de setembro, quando saímos a pé e meio altos em direção a rodoviária de Barcelona. Não sem antes nos despedirmos por mais de meia hora parando para troca de emails, desejar felicidades mais uma vez ou para um último beijo ou abraço.

Até hoje relembramos com nostalgia esta que foi uma das minhas melhores festas de aniversário. E quem ousaria dizer que o dia 11 de setembro é uma data triste?

Veja Também:

Amigos de Viagem – Couchsurfing com Isabel, Nico e Paula – Menorca – Espanha

Amigos de Viagem – Jennifer Levett – Tunísia

Amigos de Viagem – Viajando com Jesus e seu díscipulo Sérgio – Eslováquia

Os sentimentos que experimentamos durante nossa viagem de volta ao mundo


Responses

  1. Eder, bela narrativa e feliz niver!

  2. […] O nem tão fatídico 11 de setembro […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: