Publicado por: patoeconomico | 19/09/2013

De Parati até Ubatuba, de bike. Um caminho de Santiago para aqueles que não fizeram pecados graves

Fiz um antigo sonho. Uma viagem para Paraty. Mas, esta foi diferente de todas as outras, foram 70 quilômetros de bike, de Ubatuba até Paraty.  É um modo diferente de conhecer o mundo e de fazer o mesmo caminho. A subida que se faz em poucos minutos no carro pode levar quase 1 hora quando empurramos a bicicleta, numa pequena reflexão de humildade, dos nossos limites pelo caminho.

Mas, de carro, você não vai ver as Saíra-Sete-Cores (aves da família Thraupidae) coloridas, nem as pequenas cachoeiras, o Canto das Arapongas e os Mico-Estrela. Rodar devagar faz você apreciar melhor a paisagem, as lindas praias e ilhas, coisa que não ocorreria da mesma forma se estivesse de carro. Você vai observar vários detalhes que passam desapercebidos num carro com ar condicionado.

Começando a viagem

Começando a viagem

Visual imperdível só para quem vai de bike

Visual imperdível só para quem vai de bike

Com calma, e uma pequena “carona” do ônibus para vencer a maior serra, que vai de Piciguaba até a divisa com o Rio, demoramos 7 horas, com uma parada para almoço no  “Restaurante do Quilombo”, um slow food, onde comemos o delicioso camarão a quilombola. Não é necessário ser atleta para fazer o percurso, basta estar num condicionamento físico razoável para enfrentar os 60 quilômetros de percurso. O acostamento é asfaltado, e em boas condições em quase todo o percurso, permitindo que se vá em segurança.

Parada estratégica para repor as energias

Parada estratégica para repor as energias

Quase lá

Quase lá

Uma parada no Centro de Informações Turísticas

Uma parada no Centro de Informações Turísticas

e depois é só aproveitar as belezas de Paraty

e depois é só aproveitar as belezas de Paraty

É fácil levar uma bicicleta no ônibus, a maioria das empresas como a Litorânea, Cometa e Pássaro Marrom, transportam as bikes sem qualquer problema, mas nota Zero para a Viação São José e seus ônibus velhos que monopolizam a linha Paraty-Ubatuba.  Apesar de em Ubatuba ser informado que levariam as bicicletas (e a resposta foi positiva), quando fomos embarcar, o motorista se recusou a colocar as bikes no bagageiro e ainda foi grosseiro: “vocês vão voltar pedalando”. Eu comecei a filmar, pois iria processar a empresa, já que não há qualquer lei. Ele começou a me agredir e a tirar a câmara da minha mão. Foi necessária a intervenção da polícia, para que ele fosse menos arrogante, e providenciasse nosso transporte.

Uma boa recomendação em Ubatuba é o Hotel São Charbel, no Centro. Não é pé na areia, mas o atendimento é 10, e o preço é imbatível: duas diárias, de sábado até segunda, R$ 220,00 pelo casal. O café da manhã é excelente. Uma relação custo/beneficio imbatível.

Ubatuba é uma ótima cidade para andar de bike. Dá para dispensar o carro, e stress de dirigir na Tamoios numa boa (há várias ciclovias das quais a mais bonita é a que acompanha as praias, e vai do Farol até o cais). Aproveite a estada em Ubatuba para fazer um passeio até a Ilha Anchieta, e para conhecer as simpáticas tartarugas do Projeto Tamar.

Alguém quer repetir o passeio?  Se houver mais interessados, podemos contratar uma caminhonete, que ajudará na subida, e levará as bikes de Paraty até Ubatuba.  Custa R$ 300,00 e pode ser dividido por até 6 pessoas.

Este post foi escrito por Ernesto, o pato Econômico, com fotos de Cibele Fabichak sua companheira de viagens.

Veja Também:

Paraty mescla de passado histórico e belas praias

Barranquismo, uma aventura pelos Pirineus espanhóis

No topo da África – KILIMANJARO – Dia 1: Pole Pole

No topo da África – KILIMANJARO – Dia 2: Boa Sorte?

Monte Roraima, Sangue, Suor e Lágrimas – Venezuela

Papai Noel trocou o trenó por um caminhão


Responses

  1. Ernesto que incrível este passeio! Quando vi as fotos fiquei com muita vontade de fazer um igual! Se até o final do ano estiverem planejando fazer novamente eu quero ir junto!🙂
    Abraços!

  2. Adorei o relato. Muito bom e detalhado! Quando forem agitar uma próxima viagem, avisem! Cibele, me encontre no Facebook! (Cristina Cesar )

  3. Obrigado aos amigos que curtiram.

    Monique, aviso voce da proxima viagem!

    Abraço,

    Ernesto

  4. Paraty é bom de qua
    lquer jeito ! rs.
    Abraço. José Luiz – Rio.

  5. qualquer

  6. Adorei! As pessoas acham muito legal fazer passeios de bike pela Europa e esquecem que podem também fazer por aqui!

    É um turismo que junta um pessoal super bacana e os Municípios deveriam estar mais atentos a ele, fornecendo estrutura pelo caminho.

    E quanto a empresa de ônibus, simplesmente lamentável…

    Parabéns pela iniciativa!
    🙂

  7. […] De Parati até Ubatuba, de bike. Um caminho de Santiago para aqueles que não fizeram pecados graves […]

  8. […] De Parati até Ubatuba, de bike. Um caminho de Santiago para aqueles que não fizeram pecados graves […]

  9. […] De Parati até Ubatuba, de bike. Um caminho de Santiago para aqueles que não fizeram pecados graves […]

  10. […] De Parati até Ubatuba, de bike. Um caminho de Santiago para aqueles que não fizeram pecados graves […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: