Publicado por: Eder & Fabi Rezende | 19/01/2014

Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália

Imagine que você caminha pelo deserto australiano, o sol inclemente castiga sua cabeça e o calor é insuportável. Observando o horizonte da planície infinita é possível enxergar uma formiga a quilômetros de distância, mas de repente você avista um iceberg e ele muda de cor. Não é uma miragem do deserto tão comum em filmes de Hollywood, é real. Uluru é um monolito único de trezentos e dezoito metros de altura e quase dez quilômetros de circunferência no meio da planíce desértica da Austrália. A imponência da altura não é nada, se considerarmos que como um iceberg este monolito perfura as entranhas da Terra a uma profundidade de 2,5 quilômetros. Como um camaleão ele muda de cor a medida que o sol caminha do nascente para o poente. No fim do dia ele se torna incandescente como um cristal de Murano saindo do forno, parecendo que o sol ao invés de se por, na verdade se mudou para dentro da pedra.

Só esta descrição já e capaz de tirar o folêgo do mais experiente dos viajantes, mas Uluru ainda é um lugar sagrado para o povo aborígene, desde 1987 é Patrimônio Mundial da Unesco e a partir de agora faz parte dos Lugares Únicos no Mundo do blog Quatro Cantos do Mundo.

Uluru - Lugar Único no Mundo

Uluru – Lugar Único no Mundo

Localização

Uluru (nome aborígene) fica na região central da Austrália. Também conhecida como Ayers Rock (nome inglês), está localizado a quatrocentos de sessenta e oito quilômetros de Alice Springs, a maior cidade da região e a vinte e cinco quilômetros de Yulara, cidade base para visitação que foi criada somente para atender a demanda de turismo cada vez mais crescente inicada na década de setenta. Yulara tem apenas três mil habitantes, todos trabalhando na indústria do turismo. A Austrália é um país continental e as distâncias para as cidades mais importantes, todas situadas na costa são dignas de um continente. De Melbourne são dois mil trezentos de vinte e três quilômetros. De Adelaide apenas mil e seiscentos quilômetros. De Sydney são dois mil oitocentos e quarenta e dois quilômetros, quase a mesma distância de São Paulo a Fortaleza.

Como chegar a Uluru?

Para chegar a Uluru existem cinco opções. Aqui vamos listar as opções para chegar até Alice Springs ou até Yulara que são as cidades mais próximas a pedra sagrada dos aborígenes. Devido a Alice Springs ser uma cidade de porte maior que Yulara, as opções de transporte até lá são mais baratas e muitas vezes vale a pena alugar um carro para fazer o trajeto Alices Springs – Uluru.

De trem

Esta é a opção de quem tem tempo e dinheiro de sobra. Os trens não chegam até Yulara e a estação mais próxima de Uluru é mesmo Alice Springs. De Alice Springs a Uluru você terá que escolher outro meio de transporte. Esta rota de trem é conhecida como The Ghan e cruza a Austrália de norte a sul ligando Darwin no norte a Adelaide no sul. Não listaremos outras rotas que chegam a Alice Springs porque os tempos de percurso são muito longos e cansativos, mas para quem quiser saber por exemplo como sair de Sydney a Alice Springs de trem basta acessar o link: Great Southern Rail. Abaixo a tabela que mostra rotas, preços, duração da viagem e horários de partida.

Opções de trem a Alice Springs

Opções de trem a Alice Springs

De ônibus

Para chegar a Alice Springs de ônibus existem opções de todas as mais importantes cidades da Austrália, mas as distâncias muito longas tornarão as viagens extremamente cansativas e extenuantes. Aliado ao fato de existirem na Austrália várias empresas de aviação low cost, esta deveria ser a última opção a ser considerada. Algo somente para aqueles que tem pavor de avião. Não existem rotas de ônibus regulares que servem a cidade de Yulara. A empresa AAT Kings Coach e a NT Standby tem transfers que fazem a rota Alice Springs – Yulara pelo valor de 149 AUD por pessoa. Para maiores detalhes clicar em AAT Kings ou NT Standby. Abaixo a tabela que mostra rotas, preços, duração da viagem e horários de partida. Para aqueles que pretendem viajar por toda Austrália de ônibus existem passes que podem baratear um pouco sua viagem. Consulte em Greyhound

Opções de ônibus a Alice Springs

Opções de ônibus a Alice Springs

De carro

Esta com certeza é juntamente com o avião a melhor opção para se chegar a Uluru. Em Alice Springs existem muitas opções para se alugar um carro. A estrada de Alice Springs a Yulara é toda asfaltada e está em ótimo estado de conservação. Todas as principais atrações da região como por exemplo Kings Canyon, podem ser acessadas por estradas asfaltadas. Existem algumas estradas de terra que diminuem sensilvelmente o número de quilômetros rodados. Neste caso o aluguel de um veículo 4WD é recomendado. Nós que viajávamos com uma mulher grávida e um bebê de dois anos rodamos apenas cem quilômetros em estradas de terra com um Land Cruiser 4WD.

Abaixo lista de locadoras de carros com agências em Alice Springs:

Budget Car, Rent me a car, Hertz, Avis, Thrifty, Europcar

Abaixo lista de locadoras de campervans e motorhome com agências em Alice Springs:

Britz e Apollo

Abaixo lista de locadoras de carros com agências em Yulara:

Hertz, Avis, Thrifty

De Excursão

Esta palavra me causa alergia só de escutá-la ou escrevê-la. Já ouço o guia dizendo: Vocês tem dez minutos para apreciar Uluru e um bando de japoneses vorazes desce em disparada com sua câmeras nervosas a clicar. Mas como este é um blog democratico seguem as opções para conhecer Uluru em uma excursão.

As opções mais baratas saem por 330 AUD por pessoa por três dias e duas noites de excursão com partida e chegada em Alice Springs. A partir dai as variações de duração, luxo e preço são infinitas. Confira as empresas mais populares: AAT Kings, NT Standby, Toddy´s, The Rock Tour.

De avião

Existem dois aeroportos na região. O aeroporto de Yulara (Ayers Rock) fica a trinta quilômetros de Uluru e a oito quilômetros da cidade de Yulara, base para visitar Uluru. Já o aeroporto de Alice Springs fica a quatrocentos e sessenta quilômetros de Uluru. Abaixo a tabela que mostra rotas, preços, duração da viagem e horários de partida.

Opções de vôos a Alice Springs

Opções de vôos a Alice Springs

Opções de vôos direto a Uluru

Opções de vôos direto a Uluru

Onde ficar

Todas as opções de hospedagem em Yulara estão concentradas em um só complexo. O Ayers Rock Resort e a cidade de Yulara ocupam o mesmo espaço e muitas vezes é difícil diferenciar um do outro. As opções de hospedagem atendem os mais variados orçamentos. Desde o luxuoso hotel cinco estrelas Sails in the Desert onde uma diária na suíte para até quatro pessoas com café da manhã incluso sai por 540 AUD até o camping sem conexão para energia elétrica (nossa escolha) que sai por 36 AUD para até duas pessoas. Bebês não pagam. Estes valores se referem as diárias e existem bons descontos para aqueles que preferem uma estadia mais longa. Nós aproveitamos os descontos e ficamos por três dias, pagando apenas duas diárias. Para maiores detalhes acessar: Ayers Rock Resort.

Vista aérea do Ayers Rock Resort

Vista aérea do Ayers Rock Resort

Quatro do hotel Sails in the Desert

Quatro do hotel Sails in the Desert

O hóspede pode frequentar qualquer piscina do hotel independentemente de onde esteja hospedado. O complexo ainda conta com um shopping center.

Quando ir

A Austrália fica no hemisfério sul como o Brasil e portanto as estações do ano são as mesmas do nosso país. Entre dezembro e março é a época de maior calor, inclusive durante a noite apesar de se tratar de um deserto. Em janeiro, fevereiro e março você pode encontrar alguma chuva. De abril a julho é o inverno com chuva nos primeiros meses e muito frio durante a noite. Se no inverno durante o dia a temperatura é agradável para caminhadas, a noite ela chega perto de zero grau e é desancoselhável para quem pretende acampar, como nós fizemos. Agosto e setembro são ditos os melhores meses para visitar o local, mas ainda frio durante a noite para os padrões brasileiros, com temperaturas próximas aos cinco graus.

Temperatura e chuvas durante o ano

Temperatura e chuvas durante o ano

Onde comer

Por incrível que pareça as opções são inúmeras quando falamos de gastronomia. Você pode escolher entre um dos jantares ao pôr do sol com vista para Uluru. O “Sounds of Silence” inclui quatro horas de uma experiência que eles julgam ser inesquecível, com direito a vinho, cerveja, bebidas não alcoolicas e o tradicional churrasco australiano. Já o “Tali Wiru” também proporciona a mesma vista inesquecível do pôr do sol em Uluru acompanhado com champagne francês e muito mais.

Jantar com vista para o pôr do sol em Uluru

Jantar com vista para o pôr do sol em Uluru

Para o dia a dia você pode escolher um dos restaurantes dos hotéis do complexo que vão de culinária tailandesa até a cozinha internacional. Para nós que acampamos a melhor opção é mesmo usar o fogão portátil da campervan e cozinhar sua própria comida. Vai sair bem mais barato. O camping é dotado de cozinha com geladeira e micro ondas. O ideal é comprar seus mantimentos nos supermercados de Alice Springs, mas se esquecer de algo é só passar no mercado ao lado do Shopping Center de Yulara.

Como se locomover

Dentro de Yulara use seu carro alugado. Para quem está sem carro, existe um ônibus circular grátis para transportar as pessoas pelo complexo do resort. Este funciona das dez e meia da manhã a meia noite e meia.

Trajeto do shuttle pelo complexo

Trajeto do shuttle bus pelo complexo

Para visitar Uluru também é possível ir de carro alugado ou não. Aqueles que optaram por uma excursão terão que seguir os rígidos horários das mesmas. E para os mais aventureiros que não se encaixam em nenhuma das opções acima resta a opção do Uluru Express que te leva e traz ao ponto turístico mais famoso da Austrália. Mas insistimos que o aluguel do carro ainda é a melhor opção.

Ingresso para Uluru-Kata Tjuta National Park

Os ingressos podem ser comprados somente na entrada do parque. Este foi o único Parque Nacional da Austrália que tivemos que pagar para visitar.  O ticket para três dias consecutivos custa 25 AUD por pessoa. Menores de 16 anos não pagam. Já o ticket válido por todo ano sai por meros 32,50 AUD. Os tickets são individuais e não podem ser transferidos a outra pessoa, por isso você deve escrever seu nome no mesmo assim que comprá-lo.

Dinheiro

Em Yulara toda compra com cartão de crédito está sujeita a um taxa extra que varia de 1,5% a 10% sobre o valor da compra. Assim o melhor é levar dinheiro cash. No Shopping Center existe um caixa eletrônico para saque.

Atrações de Uluru-Kata Tjuta National Park

Uluru é sem dúvida a grande atração do parque nacional. O outro ponto turístico é justamente o lugar que também dá nome ao parque. Kata Tjuta (nome aborígene) ou Olgas (nome inglês) significa muitas cabeças devido ao formato das rochas que se assemelha a uma reunião de cabeças. É um conjunto de 36 domos de rocha que ocupam quase vinte e dois quilômetros quadrados e tem a altura máxima de quinhentos e quarenta e seis metros. Assim como Uluru também é um sítio sagrado para os aborígenes.

36 domos que formam as muitas cabeças de Kata Tjuta

36 domos que formam as muitas cabeças de Kata Tjuta

Trekking

Sem dúvida a grande atração do parque são os trekkings para ver de perto as belezas naturais do lugar. Para os iniciantes recomendamos a Mala Walk. Com apenas dois quilômetros de percurso, grande parte dele é feito na sombra. Se quiser adicionar um guia turístico grátis a sua caminhada, basta chegar ao estacionamento Mala as oito da manhã para ouvir um pouco da história aborígene contada por um dos guardas do parque.

Pinturas rupestres em Mala Walk

Pinturas rupestres em Mala Walk

Vista da Mala Walk

Vista da Mala Walk

Se a Mala Walk foi fácil e você se sente confiante pode tentar a Lungkata Walk. Basta caminhar no sentido oposto a Mala Walk partindo do estacionamento Mala. São quatro quilômetros de percurso com vistas espetaculares e de quebra ainda vai conhecer a lenda do Lungkata (lagarto azul) lendo as placas no caminho. Para aqueles que não suportarem o calor sugerimos seguir pela Kuniya walk até o estacionamento Kuniya e aguardar ali até que alguém do grupo busque o carro que ficou no estacionamento Mala.

Vista da Lungkata Walk

Vista da Lungkata Walk

Caminhando pela Lungkata Walk

Caminhando pela Lungkata Walk

Vista da Kuniya Walk

Vista da Kuniya Walk

Panorâmica da estrada

Panorâmica da estrada

Para os mais aventureiros e preparados o grande desafio é mesmo dar a volta completa no Uluru. São mais de dez quilômetros que serão percorridos em aproximandamente três horas e meia. Mas cuidado, após as onze da manhã até respirar é esforço hercúleo, portanto comece cedo.

Mapa de trekkings de Uluru

Mapa de trekkings de Uluru

Quem pensa que terminou, está enganado. Estes são apenas os trekkings em torno de Uluru. Não esqueçam de Kata Tjuta (Olgas). São mais dois trekkings. O mais curto deles é o trekking até Walpa Gorge. Dois quilômetros e meio percorridos em aproximadamente uma hora. Como tudo que é bom é mais difícil, a beleza mais espetacular fica reservada para o Valley of Winds Walk. O circuito completo é feito em quatro horas de caminhada perfazendo sete quilômetros e meio. Aqui deixamos uma dica preciosa. A grande beleza dos canyons está no Karu Lookout. Assim você pode poupar suas energias caminhando pouco mais de dois quilômetros sem perder o melhor da festa.

Mapa de trekkings de Kata-Tjuta

Mapa de trekkings de Kata-Tjuta

Lembrem que os trekkings de Kata Tjuta são fechados após as onze da manhã quando a previsão do tempo indicar temperaturas acima de trinta e seis graus, ou seja, durante todo o verão. Nas trilhas você encontrará torneiras com água potável, mas por precaução traga sua garrafa cheia do hotel.

Uluru – subir ou não subir

Como todos já sabem, Uluru é um local sagrado para o povo aborígene e por isso mesmo são proibidas fotografias em vários locais da pedra. São locais de reunião dos anciãos ou de culto religioso ou de ritos de passagem para vida adulta. A subida ao topo da pedra não é proibida, mas aos visitantes é solicitado que em respeito a cultura e religião local não escalem Uluru. A decisão é pessoal e após muito pensar, no último dia resolvi que iria chegar ao topo da pedra. Infelizmente ou felizmente não atingi meu objetivo. A subida é proibida após as oito horas da manhã e em dias de vento muito forte que foi o motivo que me impediu de ver o outback a trezentos e dezoito metros de altura.

Pôr do sol

Também existem inúmeras atividades para aqueles que tem alergia a esforço físico e ao suor. A mais inesquecível é sem dúvida assistir ao pôr do sol em Uluru. A pedra literalmente muda de cor enquanto o sol dá seu adeus. No início um marron sem brilho como da lama de uma estrada de terra. Pouco a pouco ela vai adquirindo uma coloração avermelhada e brilhante como uma pedra incandescente que acabou de sair do forno. Inesquecível. Arrepia só de lembrar.

Apagado e escuro ao amanhecer

Apagado e escuro ao amanhecer

Uluru como um camaleão litetalmente muda de cor e pega fogo

Uluru como um camaleão litetalmente muda de cor e pega fogo

Se em Uluru existe um ponto para apreciar o pôr do sol, em Kata Tjuta não poderia ser diferente. No segundo dia de sua estadia não se intimide pelos cinquenta quilômetros de distância e vá conferir o pôr do sol por lá.

Família reunida para ver as muitas cabeças (Kata Tjuta) pegando fogo

Família reunida para ver as muitas cabeças (Kata Tjuta) pegando fogo

Cultural Centre

No centro cultural você pode aprender um pouco mais sobre a cultura local no museu que conta a história dos aborígenes. O centro cultural fica no meio do caminho entre o resort e Uluru e é uma boa opção para fugir do calor após as onze da manhã. Se bem que a melhor opção neste horário é mesmo uma das piscinas espalhadas pelo resort. Quem tem dinheiro de sobra pode comprar uma das muitas pinturas originais aborígenes vendidas na loja do centro cultural. Os preços não são nada convidativos.

Dança Aborígene

Outra opção para os preguiçosos e para quem quer fugir do calor escaldante da tarde do outback é assistir uma apresentação de dança aborígene que acontece todos os dias as quatro da tarde ao lado da praça de convivência do shopping center de Yulara. Entrada grátis.

Veja Também:

Opera House – Sydney – Arquitetura Espetacular

Nossa… Só podia ser mesmo Noosa – Austrália

Tudo que vi, vivi e experimentei de novo na Austrália by Amélie

Lugares Únicos no Mundo – 12 Apóstolos – Austrália

Lugares Únicos no Mundo – Angkor Wat – Camboja

Dicas para dirigir na Austrália

Como alugar um motorhome para sua viagem pela Austrália

Como tirar o visto para a Austrália


Responses

  1. Que lugar lindo! As cores são surpreendentes e jantar com vista para o por do sol é sempre um luxo. Fiquei impressionada com a rapidez das pernas na dança aborígene.

    • Gi
      este lugar é fantástico. Todo mundo deveria ir para lá pelo menos uma vez na vida, mesmo sendo do outro lado do mundo.

      bjs

      Eder

  2. Puxa Eder, pelo visto não vou precisar me esforçar quase nada para montar meu roteiro quando for para a Austrália. Este post está muito, muito bom e completo. Agora, como é que vc me faz uma dessas?! Contar no meio do post que a fofutcha vai ganhar um irmãozinho?!?! Vc tinha que ter contado isso lá no grupo primeiro. Parabéns para os três e vamos acompanhar com muito carinho esta gestação. Deus abençoe grandemente a Fabi. bj bj

    • Oi Adriana
      no que depender de nós vocês vão para Austrália já, ou para África. Estes são nossas sugestões de destinos para você.
      Quanto ao irmãozinho da Amélie pensei que todo mundo já sabia. Já tá quase para nascer. Chega em abril o moleque.

      bjs

      Eder

  3. Como disse outras vezes, viajo com vocês. Mais uma vez, que lugar legal que fomos!

    • Olá Mariel
      é um prazer saber que contribuímos para você viajar sem sair do lugar.
      Continue nos acompanhando

      abs

      Eder

  4. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  5. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  6. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  7. Valeu ! parabéns por mais essa ! Abraços.

  8. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  9. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  10. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  11. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  12. […] Cantos do Mundo, por Eder Rezende: Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália. Imagine que você caminha pelo deserto australiano, o sol inclemente castiga sua cabeça e o calor […]

  13. […] Uluru, na Austrália, é um lugar único! Saiba os motivos: https://quatrocantosdomundo.wordpress.com/2014/01/19/lugares-unicos-no-mundo-uluru-australia/ […]

  14. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  15. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  16. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  17. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  18. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  19. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  20. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  21. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  22. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  23. […] 1)      Uluru/Ayers Rock […]

  24. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  25. […] Lugares Únicos no Mundo – Uluru – Austrália […]

  26. Olá Eder, bom dia!
    Pretendo alugar um MH em Alice Spings. Tenho algumas dúvidas e preciso de sua ajuda!
    Vou alugar um modelo com banheiro, chuveiro e cozinha, de 4 pessoas. Minha CNH é categoria B (já tenho a PI), para 3500 Kgs, não encontro referência do peso dos modelos de MH que a Apollo ou Might aluga. Pelo que vc viu lá, é necessário ter categoria C paar este modelo 4 pessoas e banheiro?
    Vamos ficar no camping de Ayers Rock, existe necessidade de ficar num ponto com energia elétrica? (vamos cozinhar no MH, ar condicionado do MH só funciona com motor ligado)
    Devo chegar em Alice Springs de avião por volta do meio dia, em novembro, caso tenha atraso no vôo ou outro perrengue, temo ficar muito tarde para chegar em Ayers. Existe campings entre Alice Springs e Ayers Rock?
    Pretendo fazer meu próprio Sounds of Silence privado, existe algum local com vista que seja o mais apropriado?
    Mais uma vez, Muito Obrigado!

    • Ola Ciro
      na maior parte dos casos categoria B serve. Mas melhor perguntar na agência que você escolher para locar. Para melhor conforto melhor ficar com ponto de energia. Você pode cozinhar na cozinha do camping.
      Existe um único camping entre as cidades, mas se fosse você dormiria em Alice no dia da chegada. Tem um local marcado para estacionar e apreciar o por do sol com um jantar. No mapa que você receberá na entrada estará marcado

      boa viagem

      Eder

  27. Valeu Eder!
    Obrigado!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: