Publicado por: riqlima | 16/02/2014

Vivendo em hostels pelo mundo

Jantando em um hostel na África do Sul

Jantando em um hostel na África do Sul

Sempre que me perguntam sobre os melhores momentos, os maiores aprendizados e o motivo de eu gostar tanto de viajar, a resposta quase sempre é uma só: as pessoas que conheci tão diferentes na superfície e tão iguais na essência. Seres humanos pertencem a uma só raça e qualquer tentativa de diferenciação em relação à cor, condição social, time de futebol, roupa ou religião não passa de ignorância da própria condição humana de igualdade. Todos nascemos como iguais e morreremos como iguais. Todos buscam a felicidade e uma vida agradável. Do faminto etíope ao sheik árabe. O budista e o cristão buscam a redenção.  O russo e o americano bocejam da mesma maneira.

O Sol nasce e se põe para todos

O Sol nasce e se põe para todos

Somos iguais em nossas diferenças

Somos iguais em nossas diferenças

Por causa dessa maneira de perceber a vida, sempre gostei do conceito de hostel (albergue). Hostels são lugares onde pessoas do mundo inteiro convivem compartilhando áreas comuns e momentos de alegria. Pessoas dos quatro cantos do mundo, de diferentes idades, línguas e condições financeira dividindo a mesa do café da manhã e trocando informações sobre suas culturas (ou sobre a festa do dia anterior, com aquele amigo coreano que os irlandeses embebedaram). Sei mais sobre a França por amigos feitos na Califórnia do que quando morei no país. Nunca fui à Malásia, mas tenho vários amigos de lá que conheci em um hostel no Camboja. Pessoas sempre fizeram das minhas viagens um intenso aprendizado.

Sempre me perguntam como eu consegui viajar durante mais de 3 anos; se eu era algum milionário excêntrico ou um herdeiro solitário. Na verdade, é muito barato viajar o mundo, basta ser criativo. Sendo voluntário em hostels eu conheci gente do mundo inteiro, aprendi várias línguas, não paguei para morar e ainda me diverti. Em lugares como Sydney, Londres, San Francisco pagar um aluguel e uma escola de inglês pode ser caríssimo. Morando em um hostel, eu posso viver nas cidades dos sonhos sem gastar nenhum centavo e de forma muito mais divertida.

Amigos de hostel são para sempre

Amigos de hostel são para sempre

E daí nasceu o Worldpackers, meu novo projeto, junto com o Eric. Percebemos que existiam hostels no mundo inteiro buscando energia nova e internacional: viajantes dispostos a trocar poucas horas de trabalho na semana por uma cama grátis e às vezes comida e até uma grana. Reunimos mais de 60 hostels como esses em mais de 30 países, em todos os continentes e disponibilizamos para todos. Sem pagar nada, hostels recebem voluntários do mundo inteiro, cheios de energia e vontade de viver uma experiência com gente de todos os continentes em um só lugar.  E também sem pagar nada, viajantes conhecem o mundo inteiro, voluntariando em hostels (várias vezes voluntariar significa atuar como DJ, pintor, promoter, marqueteiro digital, recepcionista, faxineiro, cozinheiro, professor de línguas ou qualquer talento que você tenha para oferecer).

Trip Planner, a ferramenta principal do Worldpackers.com

Trip Planner, a ferramenta principal do Worldpackers.com

Estamos trazendo novos hostels parceiros, criamos alguns guias de como maximizar essa experiência e respondemos qualquer dúvida sobre voluntariar em hostels pelo mundo. O site é o www.worldpackers.com; crie seu perfil, conheça os hostels e viaje o mundo! E me diga o que você acha de hostels e do projeto, nos comentários abaixo.

Vídeo (não como link, mas o vídeo mesmo clicável):

Nos vemos por aí,

Riq Lima – www.worldpackers.com

Veja Também:

Minha vida em hostels

Como viajar pela Europa por mais de 90 dias sem se tornar um imigrante ilegal?

Os piores hotéis (hotéis?) que já me hospedei

Porque os brasileiros só viajam com os hotéis reservados?

Quer pagar quanto? – Empresas de aviação low cost

20 Dicas para Economizar nas suas viagens

Como levar dinheiro em sua Viagem de Volta ao Mundo

Que calçado levar em sua Viagem de Volta ao Mundo?


Responses

  1. Eder, que máximo! Esse projeto é teu? Não entendi direito…vou ver o site! Idéia genial! Espera o Lipe crescer! E coroa tb pode???

    • Oi Claúdia

      como te disse este projeto é do Riq Lima (ricardos_lima@uol.com.br).
      Coroa também pode, não tem restrição de idade. O Riq assim como eu viajou o mundo e é um cara com ótimas ideias.

      bjs

      Eder

  2. Que testemunho humano, sincero e precioso. A vida é mesmo uma grande viagem de todos.

  3. Já passei da idade de fazer isto, e me senti velho dizendo “púxa se tivesse isto quando eu era jovem”…. Parabens pela divulgação do projeto, nos vemos no fim de semana!

    • Ola Ernesto
      albergue é lugar para todo mundo jovens ou mais experientes. Tem é que curtir o ambiente descontarído

      sábado falamos

      Eder

  4. Grande iniciativa! Parabéns!

  5. […] Vivendo em hostels pelo mundo […]

  6. Olá! Eu estou muito interessada neste seu projeto de voluntariado em hosteis pelo mundo. Eu tenho o visto de turismo (B1/B2), seria necessário tirar outro caso eu queira participar do Worldpackers?

    • Ola Ester

      o visto B1 já dá direito a trabalho voluntário.

      Agora é só fazer a inscrição do worldpackers e cair no mundo.

      abs

      Eder

  7. Eder,

    Que projeto mais bacana, acabo de me inscrever no worldpackers.
    Espero nesses 3 meses de férias conseguir ir ao Chile e morar em Santiago, aqui em Buenos Aires fiz isso de trabalhar em hostel, mas vim com a cara e com a coragem e acabei conseguindo.
    Li em algum outro site que vocês estão expandindo e vão traduzir o site para outros idiomas, muito bom!
    Sorte.

    Abraço,
    Matheus

    • Ola Matheus

      o projeto é do meu amigo Riq Lima. Estou enviando sua mensagem ao Riq, acho que ele vai gostar de saber que está ajudando mais uma pessoa.

      abs

      Eder

  8. Estou encantado com essa ideia e orgulhoso de ver um brasileiro com essa atitude!
    Parabéns pela ideia e pela iniciativa!!!
    Acabei de me cadastrar no site, espero que consiga algo bacana!!

    Um forte abraço!
    Wellington

  9. […] Vivendo em hostels pelo mundo […]

  10. […] Vivendo em hostels pelo mundo […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: