Publicado por: Quatro Cantos do Mundo | 10/01/2016

Passeio de Maria Fumaça em Rio Negrinho, diversão para todas as idades

Eu sou nostálgico. Sinto saudades da era do trem com seus vagões espaçosos e melhor ainda se for numa Maria Fumaça ao som de “café com pão bolacha não”, “café com pão bolacha não”, curtindo a paisagem, a 30 quilômetros por hora, vendo o aceno dos meninos e famílias locais que cumprimentam a velha senhora locomotiva que passa devagar como num desfile. É bem diferente desses ônibus modernos, com ar condicionado, onde a visão da estrada é fechada por uma cortina, e mal se vê a paisagem, não?

Ernesto o pato econômico curtindo a maria fumaça

Ernesto o pato econômico curtindo a maria fumaça

Se você se sente nostálgico e seja por romantismo, seja pelo simples e incomparável prazer de viajar, o passeio pela Serra do Mar, da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária é um dos tesouros de viagem pouco conhecidos que eu gostaria de compartilhar com você.

A exuberância da vegetação da Serra do Mar

A exuberância da vegetação da Serra do Mar

Já fiz muitas viagens inesquecíveis de trem, como o de Huancayo no Peru, de Belo Horizonte a Vitória, o trem do Pantanal (este na época em que não era turístico, e se se ia de São Paulo a Corumbá de trem), o passeio de Maria Fumaça em São João del Rey, o Trem das Águas em São Lourenço, o trem Constitucionalista em Passa Quatro e a ferrovia de Harry Potter na Escócia, mas a maior e uma das que mais gostei foi a de Rio Negrinho.

Bem-vindo ao maior e melhor passeio de trem à vapor do Brasil! São quase 50 quilômetros na Serra do Mar, entre túneis e pontes, que vencem 400 metros em altura, entre paisagens deslumbrantes da altura na Serra do Mar, entre araucárias e casas de madeira, mantidas pelos sócios da Associação Brasileira de preservação Ferroviária. Todos são voluntários que amam e curtem o que fazem e dão uma apaixonada aula da história das ferrovias, mostrando que o trecho que percorremos era parte de uma linha internacional que ia do Rio de Janeiro até o Uruguai em luxuosos vagões-leitos.

Infinidade de túneis

Infinidade de túneis

Antigos vagões que devem ser reformados

Antigos vagões que devem ser reformados

A viagem dura cerca de 3 horas e a restauração perfeita dos vagões de passageiros já faz você entrar no clima do passado, que fica perfeito quando o maquinista faz a locomotiva apitar. E a hora em que as crianças abrem um sorriso, só por estarem num ”trem de verdade, igual ao do Harry Potter”, e os mais velhos tem aquela expressão de quem está revivendo algo muito feliz de sua juventude, que parece ter voltado por alguns segundos.

O simpático bilheteiro, vestido à caráter, recebe os passageiros na plataforma de partida na estação e durante o passeio, conta animadamente histórias e “causos” da maria-fumaça chacoalhando seu vapor nos arredores de Rio Negrinho.

A espera do trem para o passeio

A espera do trem para o passeio

Recepção feita pelo bilheteiro na entrada do trem

Recepção feita pelo bilheteiro na entrada do trem

e o próprio nos brindando com seu vasto conhecimento ferroviário

e o próprio nos brindando com seu vasto conhecimento ferroviário

O trem parte e a animada música dos sanfoneiros locais toma conta do trem e a paisagem vai correndo lentamente enquanto você está numa poltrona ampla e confortável, respondendo aos acenos das crianças e famílias que cumprimentam o trem e seus passageiros.

Este é um passeio de contemplação perfeito para você pensar na vida, nas suas alegrias e no que te faz feliz. É um passeio onde você não se importa com o tempo gasto, mas sim com as maravilhosas e diferentes paisagens que vão passar na sua janela.

Uma foto em preto e branco para lembrar do passado

Uma foto em preto e branco para lembrar do passado

Na hora do almoço, o trem para numa comunidade polonesa, e você será servido pela comunidade, num salão ao lado da igreja para uma típica refeição festiva típica, com muita fartura.

É hora de voltar. Que tal uma boa siesta no embalo dos trilhos?  Nada mais repousante! Se você tiver vontade são vendidos cervejas, águas refrigerantes e petiscos.

Estamos chegando e temos a última atração da viagem: Não deixe de escolher uma recordação, entre miniaturas de trens e camisetas temáticas, todas vendidas a preços bem camaradas.

Hora de comprar suas lembranças

Hora de comprar suas lembranças

Há também um pequeno museu na estação e ao sair não deixe de conhecer o simpático Museu Municipal, um casarão antigo com a história da família que fundou a Cimo, que foi a maior fábrica de móveis do Brasil, mas devido a filhos que não souberam conduzir o negócio, faliu, e tudo o que restou da empresa foi uma enorme torre e uma estação de trem.

Aliás, se você estiver precisando de móveis para a sua casa, há diversas fábricas de móveis com lojas de fábrica com preços bem mais em conta do que em São Paulo. Só com esta economia você já paga a sua viagem.

Para chegar lá:

Deve-se programar com antecedência o passeio, pois ele é mensal e deve ser reservado pelo site da ABPF. O preço é de R$ 90,00 e almoço custa mais R$ 25,00.

Telefone: +55 (47) 3644 7000 / (47) 9986-0600

E-mail: rionegrinho@abpfsc.com.br

Site: www.abpfsc.com.br

Você pode ir para Rio Negrinho de carro, são cerca de 650 km a partir de São Paulo, quase todos em pista dupla, e todos os trechos estão bem conservados, mas com intenso movimento de caminhões, sendo possível fazer o percurso em 1 dia.

De avião o aeroporto mais próximo é de Joinville, sendo necessárias mais 2 horas e meia de carro ou ônibus (com 5 partidas diárias) para chegar em Rio Negrinho. Veja os horários no site  http://www.temonibus.com/passagem-onibus/joinville-sc-x-rio-negrinho-sc

Para se hospedar há 2 opções, a cidade tem a Pousada Rio Negrinho como alternativa econômica ao lado da rodoviária, se você for de ônibus, com diárias a partir de R$ 80,00, ou o simpático e aconchegante Hotel João de Barro, uma construção da década de 50, onde a sua volta ao tempo vai começar antes da viagem. É uma boa recomendação se você estiver de carro, pois fica distante do centro e da estação.

Uma última foto com a Maria Fumaça tão admirada

Uma última foto com a Maria Fumaça tão admirada

sem esquecermos do seu combustível

sem esquecermos do seu combustível

Há outros roteiros de trem à vapor mantidos pela ABPF no Estado de Santa Catarina, como o trem das termas em Pirituba e o de Apiúna. Informações no site da ABPF.

É um roteiro que pode ser combinado, dependendo do seu tempo, com outros como:

  • Treze Tílias, a Áustria Brasileira.
  • O caminho alemão de Pomerode (não deixe de visitar o zoológico e fazer um almoço alemão no Sidertal!).
  • O parque Unipraias em Camboriú, não perca o trenó, que é uma espécie de montanha russa no meio de uma reserva ecológica.
  • O parque Beto Carrero, a nossa Disneylândia, em reais e sem necessidade de visto.
  • A magia de Florianópolis.
  • A serra do Rio do Rastro, em São Joaquim, uma das estradas mais bonitas do mundo.

E você? Também é um apaixonado por viagens de trem? Qual foi sua viagem inesquecível de trem?

Este post foi escrito por Ernesto, o pato Econômico, com fotos de Cibele Fabichak sua companheira de viagens.

 Veja Também:

O Atelier de Aleijadinho – Congonhas – MG

Circuitos do Parque Estadual do Ibitipoca – Circuito Janela do Céu

Gastronomia em São Bento do Sapucaí e a influência da culinária mineira

Paraty mescla de passado histórico e belas praias

De Parati até Ubatuba, de bike. Um caminho de Santiago para aqueles que não fizeram pecados graves

Natal Radical – Guia do Aventureiro Mirim em Brotas – Página 1

Tudo que você sempre quis saber sobre São Miguel do Gostoso – RN

 

Lugares Únicos no Mundo – Inhotim – Brumadinho – MG


Responses

  1. Olá,

    apenas uma pequena correção: o Trem das Águas fica em São Lourenço e não em Caxambu.

    Sobre o acesso a Rio Negrinho, eu particularmente acho mais prático a partir de Curitiba do que de Joinville.

    Obrigado

    • Ola
      agradeço pela mensagem. Correção já feita. No texto já consta São Lourenço.
      Quanto a escolha do ponto de partida entre Curitiba e Joinvile, o google maps aponta a segunda como a menor distância e menor tempo de deslocamento

      abs
      Eder

  2. Muito bacana! Ficou anotado na agenda para a próxima oportunidade de viagem curta!

  3. Bem perto da minha casa tem o passeio de Maria Fumaça de Carlos Barbosa, na Serra Gaucha. Um passeio muito legal, que além das paisagens lindas daqui ainda conta um pouco da historia de colonização italiana da região e tem degustação dos maravilhosos vinhos e espumantes da região. Recomendo!

    • Ola Jessica
      muito obrigado pela dica. Vamos conferir. A serra gaúcha tem muitas atrações incríveis

      bjs

      Eder


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: