Publicado por: Quatro Cantos do Mundo | 03/04/2016

10 Locais de Manifestações Políticas pelo Mundo

Em tempos de manifestações políticas diárias em terras brasilis, ora contra o governo, ora a favor da presidenta, resolvemos listar os locais onde as pessoas se reúnem para fazer seus protestos. Como este tipo de ato popular é terminantemente proibido em Estados totalitários, decidimos também acrescentar lugares onde o próprio Estado reúne seus cidadãos (muitas vezes a contra gosto) para se auto promover.

Manifestações contra a guerra do Iraque

Manifestações contra a guerra do Iraque

1) Plaza de la Revolución – Havana – Cuba

A Plaza de la Revolución era palco dos comícios inflamado de Fidel Castro e sua trupe. Os discursos do barbado eram intermináveis, durando três e até quatro horas, mas mesmo entediados ninguém se atrevia a arredar pé do local antes do término do falatório. Típico de regimes socialistas. Até hoje o palanque de onde discursavam pode ser visto no local, bem como mosaicos gigantescos dos heróis da revolução: Che Guevara e Camilo Cienfuegos.

Plaza de la Revolución com bandeira cubana e estátua de José Martí

Plaza de la Revolución com bandeira cubana e estátua de José Martí

Gigantesco painel de Che Guevara

Gigantesco painel de Che Guevara

2) Praça da Paz Celestial – Pequim – China

Em 1989 alguns bravos chineses resolveram se manifestar contra o regime comunista pedindo por liberdade e pelo fim da corrupção. Como já era de se esperar o movimento foi reprimido violentamente e calcula-se quase 2600 mortos (fonte da Cruz Vermelha). A imagem mais marcante dos protestos e que correu o mundo é do rebelde desconhecido que enfrentou os tanques do exército vermelho. Por ironia do destino a Praça das manifestações era conhecida como a Praça da Paz.

A imagem que rodou o mundo

A imagem que rodou o mundo

3) Praça Vermelha – Moscou – Rússia

A belíssima Praça Vermelha em Moscou foi palco de demonstrações de força do regime socialista soviético em paradas militares cheias de tanques e ogivas nucleares. Era o tempo da Guerra Fria. No dia de comemoração da revolução socialista milhares de pessoas se reuniam no frio de outubro para reverenciar a força militar de seu país.

O poderio bélico soviético em tempos de Guerra Fria

O poderio bélico soviético em tempos de Guerra Fria

4) Vale do Anhangabaú – São Paulo – Brasil

Foi neste vale urbanizado que em 1984 ocorreu o comício pelas Diretas Já, movimento que pedia eleições diretas no Brasil em fim de ditadura. Um milhão e meio de pessoas se reuniram para ouvir os discursos de vários políticos, entre eles Tancredo Neves que mais tarde se elegeria presidente, mas não pelo voto direto. Até dias atrás havia sido a maior manifestação pública do Brasil.

A multidão reunida pela Diretas Já

A multidão reunida pela Diretas Já

5) Praça de Mayo – Buenos Aires – Argentina

Ícone da capital argentina, é nesta praça que ocorrem as grandes manifestações populares do país, desde as mobilizações populares organizadas pela CGT e Eva Perón para libertação de Domingo Perón, passando pela comemoração da ideia tresloucada de invadir as Malvinas até os conflitos sociais que culminaram na renúncia do presidente Fernando de la Rúa. Mas o movimento mais marcante desta praça é sem dúvida o das Madres de la Plaza de Mayo que lutam para encontrar se não vivos, pelo menos os corpos de seus filhos desaparecidos durante a ditadura militar.

Mães ainda hoje contra a ditadura

Mães ainda hoje contra a ditadura

6) Trafalgar Square – Londres – Inglaterra

Desde a sua construção, tem sido um local de manifestações políticas. A primeira delas foi o grande comício cartista em 1848 reivindicando reformas sociais para classe operária. Os comícios foram então proibidos e só retornaram na década de 1880. Em 1886 manifestantes se reuniram contra o desemprego no que ficou conhecido como Black Monday. No ano seguinte mais um ato de trabalhadores conhecido como Sunday Bloody. Já em 1958 em plena Guerra Fria a manifestação foi contra a proliferação de armas nucleares. Em 68 foi contra a Guerra do Vietnã. E se seguiram atos contra o apartheid, guerra do Iraque e Afeganistão e também contra os atentados terroristas de Londres. Isso é o que podemos chamar de uma praça politizada.

Dezenas de manifestações desde a inauguração

Dezenas de manifestações desde a inauguração

7) Praça Tahrir – Cairo – Egito

Apesar do movimento conhecido como Primavera Árabe ter se iniciado na Tunísia, foi no Egito que ele se tornou mais conhecido do mundo. E o local preferido dos manifestantes para se reunir reivindicando a queda do regime ditatorial de Hosni Mubarak era a Praça Tahir. Muitos permaneciam acampados na praça que chegou a reunir um milhão de pessoas protestado ao mesmo tempo. Foram as maiores manifestações no Egito desde 1977.

Acampados na praça Tahrir

Acampados na praça Tahrir

8) American Embassy Memorial Garden – Nairóbi – Quênia

O local onde estava instalada a embaixada americana no Quênia até 1998 hoje dá lugar a um memorial em homenagem às vítimas do ataque terrorista executado pela Al Qaeda. Aqui as manifestações são por paz e para relembrar uma barbárie que não deve ser esquecida. Os atentados ocorreram simultaneamente em Nairóbi (capital do Quênia) e Dar es Salaam na Tanzânia vitimando mais de 200 pessoas. É possível ver flores e velas acesas no local.

Provérbio que nunca devemos esquecer

Provérbio que nunca devemos esquecer

Memorial Graden hoje é tomado pelo silêncio e paz

Memorial Garden hoje é tomado pelo silêncio e paz

9) Praça Azadi – Teerã – Irã

Construída em 1971 em homenagem aos 2500 anos do Império Persa era chamada originalmente de Shahyad (memorial dos reis). Seu nome foi mudado para Azadi (liberdade) depois das manifestações populares de 1978 que levaram a queda do Xá Reza Pahlevi e conduziram os aiatolás ao poder já em 1979. O Irá deixou de ser uma monarquia alinhada ao ocidente para tornar-se uma República Islâmica Teocrática. Mais recentemente a praça voltou a ser palco de protestos, agora contra o resultado das eleições presidenciais de 2009 que reconduziram Mahmoud Ahmadinejad ao poder. O movimento verde ou mar verde alegava fraude eleitoral que haveria prejudicado o candidato reformista Mehdi Karroubi.

Palco da História recente do Irã

Palco da História recente do Irã

10) Praça da Catalunha – Barcelona – Espanha

A praça é um dos locais onde os catalães se reúnem nas manifestações da Diada pedindo pela independência da Catalunha. Centenas de milhares de pessoas se concentram na praça e nas ruas transversais no dia 11 de setembro que é feriado e a data escolhida para mostrar o orgulho catalão.  Mas nem só de separatistas vive a praça. Ela também é palco de manifestações pró união no Día de la Hispanidad, mas com um número de manifestantes bem menor.

Contra e pró indepedência no mesmo local

Contra e pró independência no mesmo local

Veja Também:

A E(in)volução das civilizações ao longo do tempo

Tunísia: Uma visão do país antes da revolução que derrubou a ditadura de Ben Ali

10 cidadezinhas encantadoras para você conhecer na Europa

O Padrão Mc Donald´s

A nem tão perigosa Nairobbery – Nairobi – Quênia

Seres Humanos: tão iguais ou tão diferentes? – Nha Trang – Vietnã

10 Arenas Romanas que resistem ao tempo


Responses

  1. […] 10 Locais de Manifestações Políticas pelo Mundo […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: