Publicado por: Quatro Cantos do Mundo | 25/03/2018

Palácio da Música Catalã, para aguçar os cinco sentidos – Barcelona – Espanha

A princípio uma sala de concertos seria um grande estímulo para sua audição, mas no Palácio da Música Catalã não é bem assim que as coisas funcionam. Sua beleza indescritível tanto na fachada exterior quanto nos mínimos detalhes de seu interior são um colírio para os olhos. Vitrais que parecem saídos dos mais inimagináveis sonhos, escadarias de cinema, um palco que dá até pena de pisá-lo e um teto que Aleijadinho assinaria sem pestanejar.

Palácio da Música Catalã para todos os sentidos (Foto do site: http://www.palaumusica.cat/es)

Mas se visão e audição são agraciados como ficam os outros três sentidos. Seu tato irá agradecer-lhe para sempre por tocar corrimãos do melhor mármore do mundo. Seu bum bum estará confortavelmente abrigado em uma das centenas de cadeiras macias e quentes no inverno.

Detalhe do corrimão em mármore

Seu nariz nunca se esquecerá dos perfumes que emanam das bem vestidas senhoras da sociedade catalã que frequentam este templo da música, principalmente se visitar o local durante um concerto de gala.

Já seu paladar ficará encantado com as tapas que são servidas no bar que existe no local e que se acompanhadas de uma cerveja gelada no verão se tornam irresistíveis. No inverno haverão algumas dezenas de vinhos para serem apreciados.

Visão geral de onde deu paladar vai se encantar Palácio da Música Catalã para todos os sentidos (Foto do site: http://www.palaumusica.cat/es)

Lustre do teto do bar

Além de tudo isso, sim, há também música de excelente qualidade no Palácio da Música Catalã. Nós fomos assistir a um concerto de música clássica apresentado por um coral de crianças. Simplesmente adoramos. Mas a grade de programação é bastante eclética. Vai desde um tributo a banda de rock Queen, passando orquestras de violões, óperas clássicas, sonatas de piano e não se resume a isso. Confira a programação completa em Palau de la Música Catalana.

Um pouco da história

Projetado pelo arquiteto Lluís Domènech i Montaner um dos grandes ícones do modernismo catalão, foi construído durante quatro anos e inaugurado em 1908. É sem dúvida alguma uma obra prima da arquitetura. Em 1997 foi declarado pela Unesco Patrimônio da Humanidade.

Além da música também foi e é palco de atos culturais, políticos e obras teatrais. A sala tem excelente acústica e nela já atuaram desde o século passado nomes como Richard Strauss, Daniel Barenboim, passando por Igor Stravinski, Arthur Rubinstein, Pau Casals e Frederic Mompou. Por isso mesmo o Palau é referência no panorama artístico internacional.

Em 1960 aconteceu no local os Sucesos del Palau de la Música que coincidiram com a visita do General Franco a Catalunha. Havia uma autorização para interpretar-se o Cant de la Senyera (um hino catalão) que com a chegada de Franco foi revogada. A proibição no último momento revoltou o público que se pôs de pé para cantar a capela o dito hino e atirar os folhetos informativos do dia contra Franco. Devido a estes fatos, aconteceram prisões incluindo a do futuro presidente da Generalidad da Catalunha, Jordi Pujol que foi submetido a um conselho de guerra e o hino só voltou a ser ouvido outra vez em terras catalãs no ano de 1967.

Azulejos na sala de concerto

Até no chão tem algo de diferente

Em 1971 foi declarado Monumento Nacional quando se realizaram obras de restauração comandadas por Joan Bassegoda e Jordi Vilardaga. Mas foi a partir da década de 80 que aconteceram as maiores reformas do edifício tanto físicas quanto jurídicas. Foi constituído o Consórcio do Palácio da Música Catalã composto pelo Orfeón Catalán (único a administrá-lo até então), Ayuntamiento de Barcelona, a Generalidad da Cataluña e o Ministério de Cultura. Uma administração a quatro mãos. As obras desta época duraram sete anos e ficou encarregado o arquiteto Oscar Tusquets que foi agraciado com o prêmio FAD 1989 de Arquitetura, Reformas e Reabilitações.

A Arquitetura

Do lado de fora se misturam várias esculturas que aludem ao mundo da música com elementos arquitetônicos e decorativos de caráter modernista e barroco. No interior o arquiteto combinou magistralmente os vários materiais de construção com cerâmica (os mosaicos típicos do modernismo catalão) e o vidro. A sala e o palco formam um todo harmonioso no qual um está integrado ao outro. O palco é dominado na parte superior traseira pelos tubos de órgãos que por sua vez se tornam um elemento decorativo e um ícone do próprio Palácio. Ao redor do palco estão espetaculares esculturas e alegorias da música culta e da música popular: à direita um busto de Ludwig van Beethoven em colunas dóricas que suportam a cavalgada das valquírias (referência clara a adoração a Richard Wagner que o público catalão sempre sentiu). À esquerda alguns meninos ao pé de um salgueiro cujos galhos mostram o busto de José Anselmo Clavé, uma alusão ao texto da música “Les flors de maig” de autoria do mesmo.

É ou não é para ficar de boca aberta?

Em 2000 uma nova obra dotou o Palácio com um prédio de seis andares geminado ao antigo onde estão localizados os camarins. arquivo, biblioteca e sala de reuniões.

Fachada principal antiga

Está localizada na rua Sant Pere més Alt (o único acesso até 1989) esquina com a rua Amadeu Vives. Na proa da fachada se pode ver a representação do grupo La Canción popular catalana do artista Miguel Blay e também um São Jorge acima de uma figura feminina cercada por um grupo de personagens que representam o marinheiro, os camponeses, o velho, as crianças, a classe superior da sociedade, um símbolo que o palácio da música catalã era para toda a cidade. De acordo com uma inscrição ao pé da escultura, foi paga pelo marquês de Castellbell (Joaquim de Càrcer i de Amat), e sua inauguração ocorreu em 8 de setembro de 1909. A complexidade da fachada angular em duas ruas estreitas torna difícil ver todo o complexo.

São Jorge a as outras figuras representadas na ecsultura (Foto do site: http://www.palaumusica.cat/es)

Impossível um ângulo que focalize toda a fachada (Foto do site: http://www.palaumusica.cat/es)

Outros elementos desta fachada são os arcos com grandes colunas de tijolos vermelhos e cerâmicos. No primeiro andar há uma varanda que atravessa toda a fachada com catorze colunas em grupos de dois cobertas de mosaicos, todas com design diferentes umas das outras. No segundo andar os bustos dos músicos feitos por Eusebio Arnau são da esquerda para a direita: Palestrina, Bach,  Beethoven Wagner e Amadeu Vives. No interior de duas dessas colunas no nível da rua estavam as bilheterias originais.

Algumas das 14 diferentes colunas (Foto do site: http://www.palaumusica.cat/es)

A antiga bilheteria (Foto do site: http://www.palaumusica.cat/es)

Fachada principal atual

Uma fachada angulada que mostra a representação em tijolo vermelho de uma árvore gigante. Esta fachada é a entrada principal desde 1989, acessada através de uma nova uma rua que desde 2006 é chamada de Palácio da Música.

Nova fachada (Foto do site: http://www.palaumusica.cat/es)

Interior

Lobby

Através da antiga entrada da rua Sant Pere més Alt a primeira coisa que você vê é uma grande escadaria dupla para o primeiro andar com iluminação de grandes luzes de rua. O corrimão é ricamente esculpido em pedra e com balaústres de vidro, o guarda corpo é de cerâmica vidrada e com relevo de flores, bem como a ornamentação do teto. Ao ver tanta beleza você poderá se lembrar do escritor Robert Hughes, referindo-se ao Palácio: “Nunca mais se construirá em Barcelona nada que possa parecer a este palácio do ponto de vista de atrevimento conceitual, brilhantez formal, simbolismo e efeito decorativo .”

Sala Lluís Millet

Localizada no primeiro andar, em frente à sala de concertos, é o que se chama de sala de espera ou de descanso com uma imponente lâmpada modernista, as portas são de vidro e desta sala você vai ao terraço onde encontramos as colunas decoradas com mosaicos que enfreitam a rua Sant Pere. Esta sala também se destina a eventos sociais ou conferências de imprensa.

Entrada da sala Lluís Millet (Foto do site: http://www.palaumusica.cat/es)

Interior da sala e toda sua beleza (Foto do site: http://www.palaumusica.cat/es)

Profusão de cores na sacada (Foto do site: http://www.palaumusica.cat/es)

Close no lustre cheio de detalhes

Minuciosos detalhes dos vidros da porta

Colunas típicas do palácio

Sala de concertos

Ao entrar no corredor do primeiro andar há a sensação de escuridão total, imediatamente quebrada com a explosão de luz e cor que vem da sala de concertos. Os vitrais de ambos os lados correm do chão ao teto com o primeiro e segundo andar de assentos como se fossem bandejas. As colunas são decoradas com mosaicos coloridos, assim como o teto com rosas vermelhas e brancas de cerâmica vidrada. Na intersecção dos arcos superiores com o teto podem ser vistos mosaicos em um semicírculo representando caudas de pavões reais em todo o seu esplendor e cor. Já no centro do teto que serve para luz natural e elétrica a grande claraboia ou lâmpada feita por Antoni Rigalt i Blanch, como um grande sol na forma de uma esfera invertida, com cristais dourados no centro e cercado por outros com tons azuis e brancos mais suaves que representam bustos femininos.

Escuridão antes de entrar na sala de concertos

e então se faz a luz (Foto do site: http://www.palaumusica.cat/es)

nos corredores (Foto do site: http://www.palaumusica.cat/es)

e em todas as cores

No alto perto do teto as caudas de pavão

Colunas decoradas com mosaicos coloridos

e toda família esperando pelo espetáculo

A capacidade da sala de concertos é de 2049 pessoas distribuídas em: platéia 688, anfiteatro 321, segundo andar 910, galerias de órgãos 82 e reservado 48.

Quer dar uma volta virtual pelo palácio? Passe o mouse pela imagem e divirta-se.

Órgão

A aquisição do órgão foi feita junto a casa alemã Walcker, de Ludwigsburg em 1908. O primeiro concerto foi realizado por Alfred Sittard, organista da catedral de Dresden e foi a primeira vez que um órgão foi tocado em Barcelona fora das dependências de uma igreja. Em 2003 foi restaurado por Gerhard Grenzing graças às contribuições feitas por empresas privadas e muitas pessoas que tiveram a possibilidade de adotar um dos tubos.

O imponente órgão no alto do palco

Gostou do passeio? Que tal conhecer Barcelona pelo olhar de quem mora aqui e fala seu idioma. Contrate nossos serviços de guias de turismo. Tours personalizados que atendem as suas necessidades. Alguns exemplos: Roteiro de Montjuic, Roteiro Las Ramblas e Bairro Gótico, Roteiro de parques com crianças e muito mais. Envie um email para quatrocantosdomundo@gmail.com e faça uma consulta.

Mas suas preocupações não devem ser apenas com os pontos turísticos de Barcelona. Saúde é um item primordial em uma viagem e que não deve ser negligenciado. Viaje tranquilo fazendo um Seguro Saúde conosco. Clique em Seguro Saúde e faça sua cotação on line.

Ficamos felizes em ajudar no planejamento de sua viagem. Quer retribuir nosso auxílio? Faça as reservas de suas acomodações pelo nosso link de afiliado do Booking. Você não paga nada a mais por isso e de quebra ajuda a manter o blog no ar com informações de qualidade. Não vai reservar agora? Clique no nosso link e salve nos favoritos do seu navegador para comprar depois. Não gosta de reservar pelo BookingNão tem problema. Você é bem vindo de volta ao nosso blog tantas vezes quanto desejar. Ótima viagem. Em Barcelona recomendamos o 08028 Apartments. Localizado num típico bairro catalão, você pode conhecer como vivem os locais longe da muvuca dos turistas. Mas se quiser visitar os pontos turísticos o metrô fica a vinte metros de caminhada. De quebra você pode cozinhar quando quiser e fugir da impessoalidade de um hotel. Se você não abre mão do conforto de um hotel e quer ficar perto dos pontos turísticos indicamos o Ayre Hotel Gran Vía. Perto de todas as atrações.

Vai alugar um carro para viajar? Mais uma chance de retribuir nossa ajuda. Clique em nosso link de afiliado do Rent Cars e encontre os preços mais baratos do mercado pagando em até 12 vezes.

Se preferir podemos realizar a viagem dos seus sonhos de forma personalizada e inesquecível. Conheça nossa Agência de Turismo on line. Clique em Agência de Turismo Quatro Cantos do Mundo.

Veja Também:

Casa Milá (La Pedrera) – Barcelona – Arquitetura Espetacular

Roteiros em Barcelona: Montjuïc

Roteiros em Barcelona: Ciutat Vella – Barri Gòtic, Born e Port Vell

Castellfollit de la Roca, uma peróla encravada em um penhasco dos Pirineus

Como chegar/sair do Aeroporto Internacional de Barcelona – El Prat

Montserrat – Trekking e Peregrinação nos arredores de Barcelona

Jogo do Barça no Camp Nou

Top Barcelona Gratuito


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Categorias

%d blogueiros gostam disto: