Publicado por: Eder & Fabi Rezende | 08/02/2012

Milionários excêntricos no Solar do Vinho do Porto – Porto – Portugal

Viajamos mais de 1200 quilômetros em nossas bicicletas por Portugal. A cada parada não importava se a cidade era grande ou pequena, éramos uma atração à parte. No Porto a coisa não foi diferente. No país de nossos patrícios a bike não é um meio de transporte tão popular quanto na Holanda e Dinamarca. Uma vez alçados a condição de celebridades instantâneas, tiramos proveito disso e encontramos um lugar barato para dormir.

Pensão Chique era o nome. De chique mesmo o lugar só tinha o nome. Qualquer lugar que seja realmente chique não precisa anunciar esta característica no nome, certo? O dono da pensão também se encantou conosco, primeiro por sermos brasileiros e depois pelas bikes. Deve ter pensado: casalzinho bem raro este, além de viajar de bike pelas estradas, ainda sobem 4 andares de escadas com as magrelas nas costas.

Vista da encantadora cidade do Porto

Quando perguntamos a ele: queremos beber o melhor vinho do Porto produzido no Porto (deve existir vinho do Porto que não é fabricado no Porto, ou não?). Ele não titubeou e respondeu na lata: Vão ao Solar do Vinho do Porto. A partir daquele momento todas as delícias do Deus Baco se transformaram em um pontinho de esferográfica em nosso surrado mapa.

No penúltimo dia na cidade lembramos da indicação de nosso amigo e decidimos conferir o que aquele pontinho no mapa nos reservava. Sobe morro, desce morro (de bike). Não foi fácil encontrar o lugar, mas ufa, achamos. Um alto portão de metal todo trabalhado nos convidava a entrar. De onde estávamos se via pouco do edifício. Acorrentamos as magrelas e fomos em frente. Foi passar o portão e percebemos que o que a pensão tinha só no nome o Solar tinha de sobra. O maître vestido de pingüim (paletó branco, calça preta e gravata borboleta) veio nos receber. Quando finalmente avistamos o interior do prédio nossos olhos se depararam com mulheres de vestidos longos de gala e homens de ternos bem cortados às 4 horas da tarde.

Eu com cabelo desgrenhado pelo capacete (na época ainda tinha cabelo mais comprido), camiseta suja e suada e bermuda rasgada do tombo que tinha levado uns dias antes. A Fabi era eu mulher.

Nesta situação, pensei rápido e falei para ela: Finge que você é milionária excêntrica, do tipo que viaja de bicicleta. A resposta veio tão rápida quanto o conselho: legal, só me diz como fazer isso. Se um dia se encontrarem nesta situação, tomem nota do procedimento para fingir ser milionário: 1) não pare para falar com ninguém, mas não caminhe com pressa. 2) Ande com o nariz levemente empinado para cima. 3) Deixe seus olhos semi cerrados como se estivesse contra o sol sem óculos adequados para tal. Depois vocês nos contam, para nós deu certo.

Finalmente chegamos à mesa, longe dos grã finos e ao lado de um lindo jardim com uma vista perfeita do por do sol do rio Douro. Só para manter o hábito tivemos outra surpresa. Ao abrirmos a carta descobrimos que existe vinho do Porto branco. Esperei o maître se afastar e falei para Fabi: Folhei a carta vagarosamente e peça o mais barato: 3 euros, afinal éramos milionários, mas excêntricos. Apesar de temos provado apenas dois cálices cada, ficamos ali bem umas 2 horas apreciando a vista inesquecível.

Vinho do Porto branco. Reparem no selo de garantia no cálice.

Folheando a carta com cara de milionário excêntrico

Inesquecível vista do Rio Douro

Hora de levantar acampamento. Pagamos e saímos. O duro foi a Fabi controlar a bike pelas ladeiras do Porto um tanto alterada. Basta um cálice para ela ficar mais pra lá do que pra cá e ela tomou dois.

A pergunta que não quer calar é: O vinho era mesmo tão bom? O vinho vamos deixar que vocês mesmos provem, mas a experiência do lugar recomendamos a todos.

Veja Também:

Lenda de Montemor-o-Velho

Bicing: uma solução para São Paulo?

A Comédia da Sauna Russa – São Petersburgo – Rússia


Responses

  1. Agora que estou sabendo, Visitarei este lugar com roupa e pinta de milionário classe “C”.
    Abraços

    • Fala classe C

      este lugar é bem seu estilo, totalmente classe C. Você ia se sentir em casa por lá.

      Quando passar no Porto vale a visita.

      abraços

  2. Essas ¨frias¨ que a gente entra em viagens são inesquecíveis. Uma vez, na Itália, eu e meu ex-marido decidimos ir para o Sul. Como estávamos hospedados na casa de um amigo em Roma, deixamos a mala na casa dele, pusemos umas poucas roupinhas na mochila e partimos. O calor era digno de São Paulo nestes dias de hoje. E nós de bermuda, tênis e camiseta. Trens depois, chegamos em Sorrento no final da tarde e fomos logo perguntando na recepção do hotel por um bar – a vista da baia de Nápoles e do Vesúvio merecia um vinho. Muito bem. O local indicado era lindo. Tenho péssima memória, mas do nome do bar não esquecerei jamais:Villa Pompeana. Mesas ao ar livre, baia se descortinando. Vinho vai, vinho vem, começaram a chegar os reais frequentadores do local. Poderiam ser os mesmos do seu post – mulheres de longo e homens de terno, todos para dançar ao som de uma banda que tocava ao vivo cançonetas italianas.
    Que vergonha! Mas, depois de tanto vinho, eu tinha que ir ao banheiro. Agi da mesma forma: milionária excêntrica de alguma republica das bananas – não há como negar a minha origem brasuca, mirei o caminho, empinei o nariz, fui. Quer saber? Ninguém deu a mínima. Curtimos aquele lugar até o estoque de vinho acabar.

    • Yara
      que história legal. Mais legal ainda é saber que nosso procedimento para fingir ser milionário funciona mesmo.

      Esta merece um post no seu blog. Percebi que você tem muita história de viagem para contar.

      grande beijo e continue nos acompanhando

      Eder

  3. Nossa que folego fazer tantos quilometros em bike! Eu também estive em Porto recentemente (em agosto passado) e adorei a cidade. Não fiz tanto esporte com você, mas me joguei nas degustações de vinho do Porto.🙂

    Achei o povo muito receptivo, descobrimos um lugar onde comer peixe fresco delicioso e baratissimo (basta atravessar o rio). Foi uma otima experiencia!

    Gostoso reviver Porto com seu artigo.

    Até a próxima.

    abs

    Barbara

    • Olá Barbara
      o Porto é realmente uma cidade bem interessante.
      Muita gente prefere Lisboa, mas eu particularmente prefiro o Porto.

      Quanto as bikes fizemos 2000 Km em 33 dias. No começo é difícl, mas depois que você acostuma vai longe.
      Quando ouvíamos as histórias de outros ciclistas achávamos ser impossível, mas não é.

      Continue nos acompanhando

      abraços

      Eder

  4. … o pior foi entrar no tal recinto com essa camisa do Palmeiras ! ! ! rs.rs.rs. Abraço,

    • Fala Zé

      a camiseta é verde mas não é do Palmeiras. Pior ainda seria se fosse com a camisa do Corinthians, afinal o lugar não é dos mais populares, rsrsrs.

      abraços

      Eder

  5. Com cara de Rico e com um menu de vinhos na cidade de Porto é ter cuidado para não errar a pedida, cuidado, você pode ficar com cara de pobre!!!De qualquer maneira, você se saiu bem na foto.Bom Vinho co Bacalhau e depois, Boa Viagem na Baiki (é assim que se escreve aqui na minha terra).

    • Waltão
      se a cara é de rico ou de pobre não sei dizer, mas o bolso é de pobre, rsrsrsrs.
      Para quem for ao Porto sua dica é ótima: combinar Vinho com bacalhau. E vá de baiki que é para queimar as calorias depois.
      grande abraço

  6. Da proxima vez visita uma cave de vinho do Porto em Gaia. Além de ficares a conhecer um lugar único ainda fases provas de vinhos diferentes. E já agora o Vnho do Porto não é feito no Porto mas sim na Região Demarcada do Douro que fica a cerca de 80 Km do Porto. As grandes companhias exportadoras tem caves de armazenamento na baixa de Vila Nova de Gaia e algumas são simplesmente fabulosas. Se forem para a região do Douro podem ir visitar quintas e fazer provas de bons vinhos directamente do Pipo. Uma quinta muiyo bonita de se visitar +e a Quinta da Cumieira. Tem Iurismo Rural e dá a provar vinhos variados..
    Um abraço

    • Olá Luís
      muito obrigado pelas várias dicas super úteis. Quando voltarmos ao Porto faremos uma visita aos pontos mencionados em sua mensagem.
      Valeu também pela aula de vinho do Porto e sobre a região que demarca o termo “Vinho do Porto”. Nossa dúvida foi solucionada.

      grande abraço e continue nos acompanhando

      Eder

  7. Nossa essa experiência deu o que contar!!!! Fazer a viagem
    de Bike e logo em seguinda vem o vinho do porto huahuahauhua Ficou marcado!!! Pelo menos desgustou um belo vinho e apreciou a linda vista da cidade!!!!
    Que venha mais aventuras!!!!

    • Olá Pedro

      aventuras são a marca registrada de nossas viagens, adoramos lugares e situações inusitadas.

      grande abraço e continue a ler nossas aventuras pelo mundo.

      Eder

      • Pode deixar!!!!!!

        Abraços

      • valeu e grande abraço

  8. Legal a dica e o bom humor!

    http://www.oguiadeportugal.com/

    • Olá Ione
      adoramos seu blog super completo para quem quer conhecer Portugal.

      Fizemos um tour por ai de bike. Do norte até Lisboa e depois entrando até Elvas.

      continue nos acompanhando
      Eder

  9. […] Milionários excêntricos no Solar do Vinho do Porto – Porto – Portugal […]

  10. […] Milionários excêntricos no Solar do Vinho do Porto – Porto – Portugal […]

  11. […] Milionários excêntricos no Solar do Vinho do Porto – Porto – Portugal […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: