Publicado por: Quatro Cantos do Mundo | 21/10/2018

Pont du Gard – Um aqueduto que resiste intacto há 20 séculos -Roteiro de três semanas na Provence

O aqueduto é colossal, esta é a palavra mais adequada para descrevê-lo. Se levarmos em conta que este monstro da engenharia está no mesmo lugar há quase dois mil anos suportando as intempéries do clima provençal é difícil entender como o tempo não passa para ele. Usaria creme rejuvenescedor o danado? Sim, uma ou outra pedra lascada, mas a parede da minha casa que é bem mais nova não tem uma aparência tão boa. Talvez ele, diferentemente da parede de casa, não tenha se confrontado com a batalha diária de sobreviver aos meus três filhos, mas isso é só um detalhe.

Colossal, imenso, gigantesco e intacto

Quando descubro que não foi usada argamassa ou cimento na sua construção (exceto na parte superior) tenho que me curvar diante da capacidade de engenharia dos romanos. Nada de botox para enchimento durante dois mil anos e ele lá impassível e sem nenhuma ruga. A precisão é outro ponto que espanta. Ao longo de cinquenta quilômetros de extensão o desnível é de apenas doze metros, isso sem computador, Autocad e nenhuma das tecnologias atuais. Pensou que havia terminado. Nada. Pedras de até seis toneladas, é isso mesmo, seis mil quilos foram içados a quarenta metros de altura numa época em que a grande invenção do mundo era uma folha de papel. É algo que me faz acreditar nas teorias que os povos da antiguidade tiveram alguma ajuda extraterrestre. Só pode ser. Se bem que naqueles anos teve gente abrindo o Mar Vermelho ou andando sobre as águas, então uma pedrinha de seis toneladas a quarenta metros passa a ser algo bem normal.

Família reunida para foto que não poderia faltar

Só o Noah

ou só a Amélie, mas sempre com ele de pano de fundo

Tudo isso para dizer que mesmo se o aqueduto tivesse sido construído no ano passado, ainda assim valeria a visita. Além dos desafios citados para época que valorizam o local, ele é muito, mas muito bonito. São três níveis de arcos perfeitamente encaixados para passar por cima do rio Gardon. O primeiro nível é composto por seis arcos, depois onze e quarenta e sete arcos respectivamente. São também impressionantes seus quarenta e oito metros de altura, equivalente a um prédio de dezesseis andares e seus duzentos e setenta e cinco metros de comprimento de uma ponta a outro do rio.

qual mais te impressiona? Seus 48 metros de altura

ou seus 275 metros de largura?

E para completar a cereja do bolo, é o mais alto aqueduto romano da história e desde 1985 está inscrito como Patrimônio da Humanidade da Unesco.

Patrimônio da Humanidade da Unesco

Mas se ele é a grande atração da festa existem coadjuvantes a altura no local. Num prédio construído as margens do rio funcionam um cinema que conta na tela grande a história do aqueduto de forma lúdica em cerca de quinze minutos. Há também um museu detalhando cada pedra colocada no aqueduto e com reconstituições em tamanho natural. Para quem vai acompanhado de pequenos, como nós, a Ludoteca é uma ótima pedida. Mas o que a família mais gostou foi da exposição temporária, obras de arte para lá de interativas.

Quem disse que museu não pode ter diversão?

Cuidados com dos dedos da exposição temporária

Segura o pingo de tinta Amélie

Minto, as crianças se divertiram mesmo foi nadando nas frias águas do rio Gardon, onde também é possível alugar um caiaque e descer rio abaixo. Um passeio para o dia todo.

Diversão na água ou

fora dela

Localização

Pont du Gard está equidistante de duas das principais cidades da Provence. Cerca de vinte e cinco quilômetros de Nimes ou Avignon. Veja o mapa abaixo.

Informações Práticas

Horário de funcionamento

O Parque Pont du Gard é aberto todos os dias do ano sem exceção. Abaixo os horários de funcionamento conforme a época do ano.

das 9h00 às 17h00 em janeiro, fevereiro, março, novembro e dezembro

das 9h00 às 18h00 em abril, setembro e outubro

das 9h00 às 21h00 em maio e junho

das 9h00 às 23h30 em julho e agosto

Horários das visitas guiadas

Visita guiada ao canal romano (30 minutos) – Pass Aqueduc

Às 11h00: em janeiro, fevereiro, março, novembro e dezembro

Às 11h30 e 16h00: em abril, maio, junho, setembro e outubro

Às 10h00, 10h30, 15h30 e 16h00: em julho e agosto

Nós não fizemos esta visita guiada e não sentimos falta dela que basicamente é subir no topo do aqueduto. Bonito mesmo é vê-lo de longe.

Visitas guiadas ao monumento, ao museu e ao canal romano (1h30)

Às 14h00 em janeiro, fevereiro, março, abril, maio, junho, setembro, outubro, novembro e dezembro

Às 16h30 em julho e agosto

Se optar pelas visitas guiadas sugiro comprar os ingressos pela internet, já que quando chegamos já não estavam mais disponíveis.

Tarifas

Pass découverte (Passe descoberta) (Pont du Gard, Museu, Cinema, Ludo, Mémoires de Garrigue, Exposição) 

Bilhete para adulto: 8,50€/pessoa

Bilhete com desconto: 6€/pessoa

Bilhete para criança (6 a 17 anos): 6€/pessoa

Gratuito para menores de 6 anos

Pass Aqueduc (Passe aqueduto): Passe descoberta + visita guiada à canalização 

Bilhete para adulto: 11,50€/pessoa

Bilhete com desconto: 9€/pessoa

Bilhete para criança (6 a 17 anos): 6€/pessoa

Gratuito para menores de 6 anos

Pass Patrimoine (Passe patrimônio): Passe aqueduto + visita guiada à Pont du Gard + museu 

Bilhete para adulto: 15,50€/pessoa

Bilhete com desconto: 13€/pessoa

Bilhete para criança (6 a 17 anos): 6€/pessoa

Gratuito para menores de 6 ano

Bilhete noturno para assistir o acender da iluminação (apenas em junho, julho, agosto e setembro)

Bilhete para adulto: 3 €

Bilhete com desconto: 2 €

Gratuito para menores de 17 anos

Estacionamento incluído e estritamente reservado aos clientes do complexo Pont du Gard.

Achei até barato o bilhete para ver tanta beleza

a qualquer lugar que você vá, ele estará lá sempre…

onipresente

Quando ir

Na Provence os verões são muito cálidos, mas com temperaturas que dificilmente ultrapassam os trinta graus. Assim como podem ver nas tabelas abaixo a melhor época do ano para conhecer a região é mesmo o verão pois as chuvas são mais escassas e as temperaturas não são frias. Outono poderia ser uma alternativa para fugir do calor, mas chove muito. Já a primavera (maio e junho) é altamente recomendada para a visualização dos campos de lavanda famosos na Provence.

Verão ou primavera? Faça sua escolha

Onde ficar

Se decidir se hospedar em Nimes recomendamos no coração da cidade o Appart’City Confort Nimes Arenes, ideal para uma visita noturna a Arena de Nimes em uma caminhada de poucos metros. O prédio antigo todo reformado e a atenção dos funcionários dão um toque especial ao local.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Se optar por dormir em Avignon a pedida é o Le Demoisele um padrão de alto nível a um preço bem convidativo. Quartos amplos e decoração sofisticada dão o tom do local.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Agora se quiser aproveitar Pont du Gard desde o primeiro minuto de abertura do parque recomendamos acampar bem ao lado do parque no Camping La Sousta. Camping não é a sua praia? Sem problemas, eles têm chalés e bangalôs novinhos em folha esperando por você e tudo isso bem ao lado do rio.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Onde comer

Aqui existem duas opções. Levar sua refeição ou lanche para passar o dia em Pont du Gard ou experimentar as delícias do restaurante do local, o Les Terrasses. Para quem procura uma refeição rápida há muitas outras opções dentro do parque, confira em Gastronomia Pont du Gard.

Vista do Pont du Gard desde o Restaurante Les Terrasses

Mas suas preocupações não devem ser apenas com os pontos turísticos de Pont du Gard e Provence. Saúde é um item primordial em uma viagem e que não deve ser negligenciado. Viaje tranquilo fazendo um Seguro Saúde conosco. Clique em Seguro Saúde e faça sua cotação on line.

Ficamos felizes em ajudar no planejamento de sua viagem. Quer retribuir nosso auxílio? Faça as reservas de suas acomodações pelo nosso link de afiliado do Booking. Você não paga nada a mais por isso e de quebra ajuda a manter o blog no ar com informações de qualidade. Não vai reservar agora? Clique no nosso link e salve nos favoritos do seu navegador para comprar depois. Não gosta de reservar pelo Booking? Não tem problema. Você é bem-vindo de volta ao nosso blog tantas vezes quanto desejar. Ótima viagem.

Vai alugar um carro para viajar? Mais uma chance de retribuir nossa ajuda. Clique em nosso link de afiliado do Rent Cars e encontre os preços mais baratos do mercado pagando em até 12 vezes.

Se preferir podemos realizar a viagem dos seus sonhos de forma personalizada e inesquecível. Conheça nossa Agência de Turismo on line. Clique em Agência de Turismo Quatro Cantos do Mundo.

Veja Também:

Cheiros, cores e sabores – Roteiro de três semanas na Provence

Lugares Únicos no Mundo – Pont D´Arc – Provence – França

Nimes, o anfiteatro romano mais bem conservado do mundo – Roteiro de três semanas na Provence

Fontaine de Vaucluse, Abadia de Notre Dame de Sénanque e Gordes, um dia de cartões postais – Roteiro de três semanas na Provence

Visita ao Cellier des Princes, mergulhando no mundo do famoso vinho Châteauneuf-du-Pape

A charmosa vila de Cassis na Côte d´Azur – França

10 Arenas Romanas que resistem ao tempo

Apresentação do 54° Encontro dos Viajantes – 6 Dias na Provence

Lugares Únicos no Mundo – Cinque Terre – Itália

Vall de Núria porque a Catalunha também tem neve

Vale a pena visitar o Lago Como durante o inverno? – Itália

Lugares Únicos no Mundo – Cidade das Artes e das Ciências – Valência – Espanha


Responses

  1. […] por séculos e sua presença é notada até os dias de hoje. O terceiro dia foi dedicado a conhecer Pont du Gard, um aqueduto construído no século I a.c. para levar água de Uzes a Nimes. Tem incríveis […]

  2. […] Pont du Gard – Um aqueduto que resiste intacto há 20 séculos -Roteiro de três semanas na Proven… […]

  3. […] Pont du Gard – Um aqueduto que resiste intacto há 20 séculos -Roteiro de três semanas na Proven… […]

  4. […] Pont du Gard – Um aqueduto que resiste intacto há 20 séculos -Roteiro de três semanas na Proven… […]

  5. […] Pont du Gard – Um aqueduto que resiste intacto há 20 séculos -Roteiro de três semanas na Proven… […]

  6. […] Pont du Gard – Um aqueduto que resiste intacto há 20 séculos -Roteiro de três semanas na Proven… […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Categorias

%d blogueiros gostam disto: