Publicado por: Carol & Paulo Mendes | 23/09/2010

Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma

Este post foi especialmente escrito a pedido da nossa amiga Camila Gatti que vai viajar para a Itália em outubro.

Fizemos esta viagem em maio de 2007, fomos eu, o Paulo e meus pais. Escolhemos como meio de transporte o carro pois isso facilitaria nossa visita a cidades pequenas no interior. Começamos o roteiro em Milão, onde passamos somente uma tarde visitando os principais pontos: Duomo, Galeria Vittorio Emanuele e os jardins do Castelo Sforzesco.

Na manhã do dia seguinte saímos em direção a Bolzano, nos Alpes Dolomíticos e no caminho paramos para visitar Verona, cidade conhecida pela história de Romeu e Julieta. Sua principal atração turística é a Arena, um dos anfiteatros romanos mais conservados da Europa e hoje utilizado como palco para óperas e concertos. Para completar o dia, ainda passamos no Lago de Garda, o maior lago da Itália e um dos principais locais de verenaio do país.

Em Bolzano ficamos hospedados em um agriturismo (chalés ou quartos dentro propriedades rurais) e após tomar um café da manhã farto, com direito a bolo de frutas vermelhas feitos pela dona da casa, começamos a travessia dos Alpes Dolomíticos. Os 130 km que unem Bolzano a Cortina D’Ampezzo é espetacular. A estrada repleta de cotovelos passa por picos nevados e estações de esqui, e atmosfera é essencialmente alemã, pois esta região pertenceu a Áustria até o final da 2ª Guerra Mundial.

Os próximos dois dias foram dedicados a umas das cidades mais bonitas do mundo: Veneza. Como estávamos de carro, preferimos pegar um hotel em Pádua e percorrer a distância de 50 km diariamente. A decisão foi acertada pois além de economizar (os hotéis em Veneza são caríssimos), aproveitamos para conhecer a cidade onde fica a Igreja de Santo Antônio. Por sinal foi lá que descobrimos que esta fama de santo casamenteiro é coisa inventada no Brasil.

Nos dois dias que passeamos em Veneza não nos preocupamos em visitar museus. Caminhamos pelas ruelas estreitas, admirando a arquitetura dos edifícios e seus canais. O ponto alto é a Piazza San Marco, com sua Basílica, o Palazzo Ducale e o Campanário. No entanto, não se pode deixar de visitar a Ponte Rialto e sua vista do Grande Canal. Veneza é uma cidade para andar sem destino e descobrir em cada canto, um café, uma doceria ou uma loja repleta de máscaras de carnaval.

Gôndolas em Veneza

Deixamos o Mar Adriático com destino ao Mar da Ligúria, atravessando o país de leste a oeste. Passamos no caminho em Bolonha, considerada um dos maiores centros gastronômicos da Itália. Além das suas calçadas cobertas, que por sinal foram de grande ajuda já que o dia estava chuvoso, não vimos nada de muito especial nesta cidade.

Em compensação a próxima parada foi incrível: Cinque Terre! Nome dado a região composta por cinco pequenas vilas encravadas na montanha bem junto ao mar, o local foi considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1997. Menos conhecida que sua rival Costa Amalfitana, o local preserva suas características por ainda ter um difícil acesso. Para chegar nesta região só há duas formas, de trem ou de barco. Nos hospedamos em La Spezia, uma cidade portuária bem próxima a Cinque Terre.

Fizemos um passeio de um dia, onde pegamos um barco e fomos até a mais distantes das vilas, chamada Monteroso al Mare. Para percorrer a distância entre as cidadezinhas tomavámos o trem porém o último trecho, entre Manarola e Riomaggiore, fizemos caminhando. A Via del Amore deve ser feita sem pressa, admirando o maravilhoso azul do mar e lendo os poemas escritos pelo caminho. Ao final, há um bar com uma deslumbrante vista para o mar, onde tomamos um vinho branco da região, bem geladinho.

No 8º dia de viagem começamos o passeio pela Toscana, a região da Itália conhecida por seus vinhos, sua história e sua arte. Saindo de La Spezia,  seguimos para Lucca e Pisa. Na 1ª, visitamos a cidade antiga e sua muralha medieval hoje transformada em parque. Já em Pisa, visitamos o Campo dei Miracoli, a praça murada onde está a famosa torre de Pisa. Ali também estão outros edifícios magníficos como o Duomo, o Batistério e o Camposanto (cemitério), todos eles construídos com mármore branco.

Capital do Renascimento, Florença foi nossa próxima parada. Ficamos aí três dias e nos hospedamos em outro agriturismo, numa cidade próxima chamada Pontasieve. Neste caso não valeu muito a pena ficar fora da cidade pois quando chegávamos de carro era muito complicado de estacionar, parávamos super longe e tínhamos que caminhar bastante.

Junto com Veneza e Roma, Florença é uma dos locais imperdíveis da Itália e impossível sair da cidade natal de Dante Alighieri e dos Médicis sem visitar uma galeria de arte, seja ela a Ufizzi ou a Accademia. Porém prepare-se, pois eles limitam a quantidade de visitantes e as filas são enormes e demoradas, se puder, compre os bilhetes com antecedência. Além dos museus não deixe de visitar a Piazza del Duomo com a catedral, o campanário e batistério construídos de mármore branco, rosa e verde; a Piazza della Signoria ladeada pelo Palazzo Vecchio e suas estátuas, incluindo a cópia do Davi de Michelangelo; a Ponte Vecchio e a vista do rio Arno.

Estátua na Piazza della Signoria em Florença

Saímos de Florença pela Chiantiana, em uma das regiões vinícolas mais conhecidas da Itália, o Chianti. Após algumas paradas para provar bons vinhos, chegamos a San Gimignano. Com cerca de 7 mil habitantes, entrar neste lugar é como voltar no tempo e viver um filme da época medieval. A atmosfera feudal é reforçada pela muralha intocada, pelas casas cor ocre, pelas lojas de armaduras e espadas, pela meia entrada de luz e pelo som dos sinos das igrejas. A impressão que tínhamos era que a qualquer momento uma tropa de soldados entraria pelos portões tocando suas cornetas.

Nossa última parada do dia foi em Siena, famosa pela Piazza del Campo onde acontece todos os anos o Palio, corrida de cavalos que teve início no séc XVII. Passamos a noite em uma cidadezinha no meio da Toscana chamada Cetona, em outro agriturismo, o Atelier Cetona. Nesta oportunidade ficamos hospedados em quartos dentro da casa dos proprietários (uma artista plástica alemã e um italiano). Ela nos deu dicas incríveis dos lugares que devíamos conhecer: fomos a um monastério onde atualmente viciados em recuperação são tratados fazendo artesanatos belíssimos, comemos uns antepastos e tomamos vinho num adorável jardim, percorremos estradinhas de cinema cheias de ciprestes e ainda conhecemos Pienza e Montepulciano. E para finalizar o dia, comemos um jantar tipicamente toscano no próprio agriturismo.

Coliseu em Roma

No dia seguinte seguimos para Roma, nossa última parada mas demos uma passadinha em Assis, cidade conhecida por causa de São Francisco. A Igreja dupla é uma das mais bonitas da Itália. Logo que chegamos a Roma devolvemos o carro, pois nada é mais caótico que dirigir aí. Aproveitamos os últimos 4 dias neste país maravilhoso conhecendo os principais pontos turísticos e claro sem esquecer de visitar o Vaticano e sua impressionante Basílica de São Pedro e a Capela Sistina.

Veja também:

Berlim – Museu a céu aberto

Enigmática Budapeste

Tour gratuito nas principais cidades européias


Responses

  1. Como é bom recordar esta maravilhosa viagem que fizemos com vocês (paulo e Carol) e ainda bem que o Paulo não contou as minhas gafes.
    rsrsrsrsrs.

    • Mara,

      O importante é aproveitar a viagem.
      As gafes são histórias para contar na volta.

      Paulo

  2. Paulo e Carol,

    Muito Obrigada pelas dicas incríveis e com certeza usarei como um guia mais que especial!

    Contagem regressiva!!!

    Bjs grandes!
    Camila

    • Camila,

      Espero que este post seja muito útil para vocês. Na volta queremos saber as novidades da Itália e caso queiram fazer uma apresentação de sua viagem no nosso encontro mensal, já estão convidados.

      Beijos,

      Carol e Paulo

  3. Olá.
    Encontrei voces através dos links da Camila. Estive na Itália em 2008, mas depois de ler este post deu uma vontade enorme de voltar!!! Dicas Excelentes e confirmo os bons momentos em Veneza, Florença, Pisa e Roma.

  4. Olá Kenia, seja bem-vinda…

    Espero que você tenha gostado do nosso blog, uma vez ao mês fazemos um encontro para falar de nossa maior paixão: viajar. Você está convidada para assistir as próximas apresentações e também caso queira compartilhar a história de uma de suas viagens será muito bem recebida.

    Beijos,

    Carol e Paulo

  5. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  6. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  7. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  8. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  9. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  10. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  11. oi gente, o agriturismo que vcs ficaram em Bolzano vcs indicam? vou “copiar” esse pedaço do roteiro de vcs🙂 obrigada e beijinhos

    • Camilla,

      O melhor agriturismo que ficamos nesta viagem foi o Atelie Cetona em Cetona, mas também gostamos do de Bolzano. A família que é dona nos recebeu muito bem, como estávamos em quatro pessoas dividimos um chalé grande com dois quartos, dois banheiros além da cozinha e sala de jantar. A cama era boa e por ser uma região muito fria no inverno a vedação era muito boa fazendo com que a temperatura interna fosse muito agradável. Este agriturismo é um pouco longe da cidade, caso não alugue um GPS evite de chegar muito tarde. O nome do agriturismo é Prackfolerhof e o link deste agriturismo é: http://www.agriturismo.it/en/farmhouse/trentino_alto_adige/bolzano/Prackfolerhof-5250900/index.html

      Abraços,

      Paulo

  12. […] Roteiro de 3 semanas na Itália […]

  13. Moro na Italia atualmente ( a quase 1 ano ), e posso falar que o roteiro de voces esta otimo..
    tirando os italianos ( para quem mora aqui ) a italia é linda mesmo e merecia um post de destaque como voces fizeram..parabens.

    • Daniel,

      A Itália é um dos melhores lugares na Europa para fazer turismo, adoramos viajar por ela e ainda nos falta conhecer toda a parte ao sul de Roma. Acredito que quem vai a Europa tem que conhecer a Itália e principalmente Veneza, Florença e Roma que são únicas.
      Aproveite a oportunidade para conhecer a Itália e a Europa, pois com as “real low-cost” daí fica muito mais fácil.

      Abs,

      Quatro Cantos do Mundo

  14. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  15. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  16. […] 2. Seu post mais Popular –  Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma  […]

  17. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  18. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  19. Com este roteiro tão bem apresentado dá uma enorme vontade de viajar o mais rápido possível para Itália. Lindo. Pode se considerar um sítio especial.

    • Olá

      que legal que gostou do roteiro. Agora é só planejar a data e ir pra lá.
      Para você fica bem pertinho.

      abraços

      Eder

  20. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  21. […] | LINKRELATOS E ROTEIROS DE VIAGEM187. @4cantos_mundo | roteiro de 3 semanas na itália | LINK 188. @blogfinestrino | dicas à milanesa part i | LINK 189. @blogfinestrino | dicas à milanesa […]

  22. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  23. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  24. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  25. […] @4cantos_mundo | roteiro de 3 semanas na itália | LINK 188. @blogfinestrino | dicas à milanesa part i | LINK 189. @blogfinestrino | dicas à milanesa […]

  26. Oi adorei este blog!
    Gostaria de saber onde vcs ficaram em Roma?
    Bjs
    CRISTINA

    • Cristina,

      Em Roma ficamos num hotel próximo ao Termini que é principal a estação de trem da cidade. Porém, ficamos num hotel velho e não pagamos barato e não te recomendaria de forma alguma. Se precisar de mais dicas da Itália é só pedir.

      Abs,

      Paulo

  27. Qual o nome do hotel de agroturismo em Bolzano que você adorou?Grata,Leda

    • Leda,

      Adorei o de Cetona mas o de Bolzano achei uma excelente relação custo-benefício. Busquei no site http://www.agriturismo.it/, mas não encontrei o local que fiquei. Porém, se você buscar no site irá encontrar algo com um bom preço e uma família para te receber super bem.
      Desculpa por não conseguir te ajudar, mas precisando de algo mais é só pedir.

      Abraço,

      Paulo

      • Sou-lhe muito grata!!! At….Leda

        Date: Mon, 7 Oct 2013 15:38:10 +0000 To: meiraml@hotmail.com

  28. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  29. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  30. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]

  31. […] Itália – Roteiro de 3 semanas de Milão a Roma […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: