Publicado por: Quatro Cantos do Mundo | 10/12/2017

Castellfollit de la Roca, uma peróla encravada em um penhasco dos Pirineus

Castellfollit de la Roca é uma das menores cidades da Espanha com uma área inferior a um quilômetro quadrado. Bem medidos são seiscentos e setenta metros quadrados, área de aproximadamente setenta campos de futebol. Mais precisamente a segunda menor de toda comunidade autônoma da Catalunha e sem dúvidas a menor da província de Girona onde está localizada. A população por mais que se conte e reconte não chega ao milhar, são exatamente novecentos e setenta almas que vivem na cidade ou como dizem aqui na Espanha, neste pueblo.

Só esta foto de Castellfollit de la Roca já vale a visita

Mas como tamanho não é documento, viemos conhecer sua beleza ímpar. Somente a questão do porte da cidade já seria uma atração e tanto, mas o que realmente magnetiza os turistas é sua localização. Espremida num penhasco de mais e cinquenta metros de altura e cerca de um quilômetro de comprimento, a cidadezinha nem que quisesse poderia ter ambições de crescimento. Um mísero milímetro para o lado significaria um salto no abismo. Mas o que falta em tamanho, sobra em vistas espetaculares, tanto na parte de cima do penhasco e ainda mais na parte de baixo. A estrada que margeia o rio e é o lugar certo para fotos dignas de capas de revistas de turismo.

Vista geral do penhasco de 50 metros de altura

Na zona rural também construções de pedra se sucedem

Ainda que contra o sol, dá para ver a imponência do penhasco

Neste vídeo gentilmente cedido por Евгений Гаврилкин podemos ver bem como está espremido o vilarejo no penhasco.

Aliás foram os rios Fluviá e Toronell que durante milhares de anos, pouco a pouco com sua ação erosiva, criaram este penhasco.

Os primeiros documentos sobre a cidade datam do século XI, ano de 1096. Só este fato já basta para dizer que é uma cidade medieval e com certeza ainda existem muitas casas desta época. Partindo da Torre do Relógio siga na carrer nou e depois na carrer de l´Eglesia em direção a Igreja de São Salvador. No trajeto de poucos metros vai encontrar dezenas casas de pedras, algumas habitadas, outras abandonadas há anos, mas todas que já testemunharam centenas e centenas de verões. Ruas estreitas muito parecidas com as cidadezinhas da Toscana na Itália. Aliás este pueblo se parece muito com Colle di Val d´Elsa, outro vilarejo charmoso encravado num penhasco, mas este na Toscana.

Falando em Torre do Relógio nasceu de uma promessa de um candidato nos anos 20, que uma vez eleito cumpriu a mesma e em 1925 ela já estava de pé tal qual o Big Ben de Londres em versão miniatura. Com certeza já não se fazem mais políticos como os dos anos 20.

Torre do relógio, promessa cumprida

Além do Big Ben catalão, outras atrações da cidade são a Igreja de Sant Salvador que hoje é uma sala de exposições e que do alto de seu campanário se pode ter uma vista privilegiada da cidade e do vale. O mirador Josep Pla logo atrás da igreja também é outra atração imperdível. Um visual de cair o queixo tanto do vale quanto das casas penduradas no penhasco. Se tiver tempo visite a Poch’s Microcerveceria para degustar o sabor de uma cerveja dos Pirineus.

Igreja de Sant Salvador vista do mirador Josep Pla

A outra face da igreja

Casas penduradas no penhasco

Vista do mirador Josep Pla

Ponte nova sobre o rio Turonell

Na parte de baixo da cidade não deixe de ver a passarela sobre o rio Turonell e a via romana. Mas o que mais gostei foi caminhar pelas vielas estreitas e dos “causos” da cidade.

Apertadas vielas do pueblo

Ao fundo a bandeira do “Sim” a independência da Catalunha

Passarela sobre o rio Turonell

vista de outro ângulo

O primeiro “causo” é o da construção da Torre do relógio citado acima. A ponte quebrada também faz parte das lendas da cidade. Construída em 1908 teve que ser reconstruída logo após a inauguração pois estava em um terreno movediço. Durante a Guerra Civil os republicanos a explodiram para evitar a passagem dos nacionalistas. Dias depois de sua reconstrução uma inundação destruiu dois arcos e ela foi definitivamente abandonada por estar amaldiçoada.

Castellfollit de la Roca também foi uma das primeiras cidades a ter telefone na longínqua 1907. Nesta época só se comunicavam com as vizinhas Olot e Begudà já que no resto da Espanha o invento de Graham Bell só chegou em 1913.

E como última curiosidade quem é que iria imaginar que num vilarejo de 970 habitantes perdido nos Pirineus há um museu sobre a Guerra do Vietnã? Sim ele está lá te esperando.

O pueblo ainda está localizado a poucos quilômetros do Parque Natural de la Zona Volcánica de la Garrotxa com diversas trilhas para quem gosta de contato com a natureza. Um pouco mais longe está o Parque Regional dos Pirineus Catalães. Já para quem não curte trilhas sugerimos conhecer os demais pueblos medievais da região, com destaques para Besalú e Santa Pau. Saiba mais no link Pueblos Medievales de Garrotxa.

Como chegar

De ônibus

De Barcelona existem cinco saídas diárias para Castellfollit de la Roca. A viagem dura cerca de duas horas com diversas paradas e custa dezessete euros e quinze centavos. Veja horários e trajetos na tela abaixo. para mais informações acesse o site Teisa.

Paradas do trajeto Barcelona – Castellfollit de la Roca

Horários e preços da rota Barcelona – Castellfollit de la Roca

De carro

A maneira mais fácil de chegar a este pueblo perdido nos Pirineus sem dúvida é de carro. Clique em Rent Cars e compare os preços de diversas companhias de aluguel de carros. Com certeza obterá as melhores ofertas.

De trem

Não existe estação de trem em Castellfollit de la Roca e portanto não se pode chegar até o pueblo neste meio de transporte.

Onde ficar

Não existem muitas opções de hospedagem na cidade. Uma boa alternativa é Fonda Ca La Paula que além de hotel também é um restaurante com ótima comida. Posso dizer pois almocei no local e aprovei a gastronomia local a preços bastante razoáveis. Se puder prove batatas a Olot.

Fachada do hotel Fonda Ca La Paula

Vista do quarto

Gostou do passeio? Que tal também conhecer Barcelona pelo olhar de quem mora aqui e fala seu idioma. Contrate nossos serviços de guias de turismo. Tours personalizados que atendem as suas necessidades. Alguns exemplos: Roteiro de Montjuic, Roteiro Las Ramblas e Bairro Gótico, Roteiro de parques com crianças e muito mais. Envie um email para quatrocantosdomundo@gmail.com e faça uma consulta.

Mas suas preocupações não devem ser apenas com os pontos turísticos de Barcelona. Saúde é um item primordial em uma viagem e que não deve ser negligenciado. Viaje tranquilo fazendo um Seguro Saúde conosco. Clique em Seguro Saúde e faça sua cotação on line.

Ficamos felizes em ajudar no planejamento de sua viagem. Quer retribuir nosso auxílio? Faça as reservas de suas acomodações pelo nosso link de afiliado do Booking. Você não paga nada a mais por isso e de quebra ajuda a manter o blog no ar com informações de qualidade. Não vai reservar agora? Clique no nosso link e salve nos favoritos do seu navegador para comprar depois. Não gosta de reservar pelo BookingNão tem problema. Você é bem vindo de volta ao nosso blog tantas vezes quanto desejar. Ótima viagem. Em Barcelona recomendamos o 08028 Apartments. Localizado num típico bairro catalão, você pode conhecer como vivem os locais longe da muvuca dos turistas. Mas se quiser visitar os pontos turísticos o metrô fica a vinte metros de caminhada. De quebra você pode cozinhar quando quiser e fugir da impessoalidade de um hotel. Se você não abre mão do conforto de um hotel e quer ficar perto dos pontos turísticos indicamos o Ayre Hotel Gran Vía. Perto de todas as atrações.

Vai alugar um carro para viajar? Mais uma chance de retribuir nossa ajuda. Clique em nosso link de afiliado do Rent Cars e encontre os preços mais baratos do mercado pagando em até 12 vezes.

Se preferir podemos realizar a viagem dos seus sonhos de forma personalizada e inesquecível. Conheça nossa Agência de Turismo on line. Clique em Agência de Turismo Quatro Cantos do Mundo.

Veja Também:

Roteiro em Barcelona: Montjuïc

Roteiro em Barcelona: Ciutat Vella – Barri Gòtic, Born e Port Vell

Casa Milá (La Pedrera) – Barcelona – Arquitetura Espetacular

Montserrat – Trekking e Peregrinação nos arredores de Barcelona

Como chegar/sair do Aeroporto Internacional de Barcelona – El Prat

10 Coisas em Barcelona (Espanha) que são diferentes do Brasil – Parte I

10 Coisas em Barcelona (Espanha) que são diferentes do Brasil – Parte II

10 Coisas em Barcelona (Espanha) que são diferentes do Brasil – Parte III

Anúncios

Responses

  1. […] via Castellfollit de la Roca, uma peróla encravada em um penhasco dos Pirineus — Quatro Cantos do Mun… […]

  2. […] Castellfollit de la Roca, uma peróla encravada em um penhasco dos Pirineus […]

  3. […] Castellfollit de la Roca, uma peróla encravada em um penhasco dos Pirineus […]

  4. […]        Castellfollit de la Roca, uma peróla encravada em um penhasco dos Pirineus […]

  5. […]         Castellfollit de la Roca, uma peróla encravada em um penhasco dos Pirineus […]

  6. Que lugar estupendo!
    Está adcionado na minha lista!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: